domingo, 27 de fevereiro de 2011

Problemas Técnicos

Infelizmente uma das chuvas dessa semana derrubou meu modem na quinta-feira, e estou escrevendo de um computador que não é meu. Até o conserto não estarei presente. Creio que fico fora essa semana.

Desculpem e aguardem meu retorno

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Assista ao vídeo da luta de Marcelo "Martelo" Nascimento e Tyson Fury



O britânico Tyson Fury no último sábado venceu por nocaute no 5º assalto o brasileiro Marcelo "Martelo" Nascimento, em Londres, na Inglaterra.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Sparring nota 10 reúne boxeadores independente de academias e técnicos

Aparecido José da Silva, 48, o “Cido” montou o programa Sparring Nota 10 que abre as portas para pugilistas de outras academias independente de cidade, estado ou até mesmo país. O local funciona no espaço de boxe do Clube Guarani no bairro da Vila Esperança, zona leste da capital paulista.

Cido respira o boxe desde dos anos 1980 quando foi atleta do Corinthians, até anos atrás se dividia entre a atividade de comerciante e a nobre arte, mas optou por ser uma abnegado do esporte e formar novos talentos.

O Sparring Nota 10 é algo que não se vê muito no meio das lutas, um espaço no qual boxeadores de diversas academias podem treinar e conviver de forma amistosa o que quebra o estereotipo da violência entre os pugilistas ou até mesmo a falsa ideia de rivalidade entre academias.

Com seu programa Cido dá um passo para o desenvolvimento do esporte de base e a criação de novos valores ao pugilismo cada vez mais sádios. Os atletas não se enfrentam e não há competição, mas sim aprendizado mútuo com os treinos. O ambiente valoriza o respeito e não há provocação dos boxeadores e tampouco de seus colegas do lado de fora do ringue.

Sparring Nota 10

Club Atletico Guarany
Rua Otília, 835 – Vila Esperança – São Paulo, SP – Próximo do Metrô Vila Matilde
Horário: das 15h30 às 19h

Bob Arum faz declarações racistas contra fãs de MMA

Bob Arum / (Foto: Agências Internacionais)

O empresário de boxe, Bob Arum, fez declarações racistas e homofóbicas contra os fãs do MMA (Mixed Martial Arts) ao alegar que seu público é composto por “skinheads” que gostam de assistir “pessoas rolando no chão como homossexuais”.

“O UFC é formado por um bando de skinheads, vendo caras brancos no octógono que também parecem skinheads. E 90% deste público tem tatuagens, é horrível. Um bando de gente rolando como homossexuais no chão”, declarou o empresário.

Arum que já promoveu os clássicos embates dos americanos Sugar Ray Leonard contra Marvin Hagler e também Evander Holyfield contra George Foreman além de trabalhar com o principal nome do boxe na atualidade Manny Pacquiao das Filipinas não foi feliz em suas observações.

Como afirmou o jornalista Henrique Matteucci em seu livro “O Galo de Ouro” contando a história do clã Zumbano-Jofre, o boxe não se trata de um embate de raças, mas sim uma celebração da capacidade do ser humano.

Alegar que os fãs são compostos por skinheads é uma falácia, pois o esporte atinge pessoas de diversas faixas etária, social, cultural e econômica. É um preconceito contra os próprios skinheads, pois quando foi iniciado na Inglaterra o movimento contava com negros e influencia de música jamaicana. Nem todo skinhead está envolvido com atividades ilegais.

Apontar as tatuagens como um desvio de caráter é um argumento precário, afinal a aparência não determina a índole da pessoa e a tatuagem é uma cultura que vem do homem desde seus primórdios sendo que muitos boxeadores apresentam tatuagens.

Tratar o MMA de forma preconceituosa mostra a hipocrisia de Arum, o boxe foi e continua sendo alvo de preconceito de alguns grupos sociais e esportivos que negam sua condição como esporte e o agregam a uma mera briga de rua com luvas.

Portanto, defendo que é necessário ao boxe uma visão compreensiva com o MMA que de certa forma mantém o boxe em alta, já que seus atletas praticam a nobre arte sendo que alguns apresentam bons golpes com os punhos. Um esporte não precisa aniquilar o outro para existir.

Fury elogia pegada de Marcelo Martelo e quer Chisora

Marcelo "Martelo" Nascimento e Tyson Fury / (Foto: Divulgação)


O britânico Tyson Fury, 22, derrotou por nocaute no 5° assalto no final de semana o brasileiro Marcelo “Martelo” Nascimento, 30, e mostrou respeito ao lutador de Eduardo Mello ao elogiá-lo por sua pegada.

O inglês afirma que Martelo bate mais pesado que o conterrâneo Dereck Chisora, o qual busca uma oportunidade por seu cinturão nacional. Chisora está cotado para encarar o ucraniano Wladimir Klitschko campeão dos pesados da Federação Internacional de Boxe e Organização Mundial de Boxe no dia 30 de abril.

Montiel fratura maxiliar após nocaute de Donaire

Nonito Donaire (em pé) e Fernando Montiel (chão) / (Foto: AFP)


O mexicano Fernando Montiel, 31, teve seu maxilar fraturado após um golpe do filipino Nonito Donaire, 28, que o derrotou por nocaute técnico no segundo assalto no sábado em apresentação na cidade de Las Vegas, Nevada, E.U.A.

Donaire reportou que seu golpe foi o mais forte dado em toda sua vida. “Esse é o boxe e, às vezes, você ganha ou perde. A derrota não encerra minha carreira. Fui descuidado e perdi”, declara Montiel que depois da luta foi ao hospital.

“KOchulito” Montiel pensa em regressar o quanto antes e caso não obtenha uma revanche com o amigo que lhe tirou os cinturões galo (53,5 kg) da Associação Mundial de Boxe e Organização Mundial de Boxe pode subir de divisão.

Susi Ramadan é nova campeã dos galos da FIB

Susi Ramadan (esq.) e Terri Lynn Cruz (dir.) / (Foto: Ray Wheatley - World of Boxing)


A australiana Susi Ramadan, 31, dominou na madrugada de sábado para domingo a americana Terri Lynn Cruz, 39, e faturou o título galo (53,5 kg) da Federação Internacional de Boxe em confronto na província de Victoria, na Austrália.

Para Ramadan (20-0-0, 8 KO's) foi a luta mais dura, mas levou por decisão unânime dos jurados sobre Cruz (17-7-2, 8 KO's) que a viram superior por 99-91 (triplo). A heroína australiana agora busca desafios fora de seu continente, principalmente nos E.U.A e Europa.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Nonito Donaire aniquila amigo e rival Fernando Montiel no 2° assalto

Filipino Flash é o novo campeão dos galos AMB e CMB

Nonito Donaire / (Foto: Chris Farina - Top Rank)

O filipino Nonito Donaire, 28, venceu por nocaute técnico o amigo Fernando Montiel, 31, do México e levou seus cinturões dos galos (53,5 kg) do Conselho Mundial de Boxe e da Organização Mundial de Boxe no combate de ontem em Las Vegas, E.U.A.

O “Filipino Flash” Donaire (26-1-0, 18 KO's) derrubou “KOchulito” Montiel (44-3-2, 34 KO's) com um gancho de esquerda na cabeça, após um 1° round de estudos e respeitos entre os amigos e rivais. O árbitro Russell Mora decidiu encerrar a apresentação aos 2 minutos e 25 segundos.

Nonito Donaire (em pé) e Fernando Montiel (chão) / (Foto: Chris Farina - Top Rank)

“Eu sabia que ambos temos poder para nocautear um ao outro, fiz o 1° erro e paguei o preço”, declarou Montiel que fepois teve de ser encaminhado ao hospital. Donaire afirmou para a imprensa que esperava um nocaute na 2ª passagem.

Com essa vitória Donaire nativo das Filipinas e residente nos E.U.A desde os 10 anos sobe na lista de melhores lutadores independente de peso que tem seu ídolo e compatriota Manny Pacquiao, o americano Floyd Mayweather e o argentino Sergio Gabriel Martinez.

O “Filipino Flash” agora espera a luta entre o gânes Joseph Agbeko, 30, campeão dos galos pela Federação Internacional de Boxe e Abner Mares, 25, do México dia 23 de abril. Donaire quer unificar os cinturões.

Nonito Donaire e seus dois novos títulos / (Foto: Rafael Soto)

Pokemón derrota Cleber Argente Alves

Pablo Farias / (Foto: Divulgação)


Pablo Farias, 23, boxeador da Argentina, mais conhecido como “Pokemón”, não encontrou dificuldades para lutar com o brasileiro Cleber Argente Alves, 24, e manteve os títulos latinos super médios (76,2 kg) do Conselho Mundial de Boxe (CMB) e Organização Mundial de Boxe (OMB), ontem na província de Córdoba, Argentina.

Argente Alves (8-4-0, 7 KO's) caiu em todo os rounds sendo dominado com facilidade por Farias (17-0-0, 11 KO's). Caiu uma vez no 1° giro, duas no 2° e mais uma no 3° quando o árbitro Brigido Rosa Vaca decidiu acabar com a sessão.

No boxe, Alves conforme o site BoxRec ainda não derrotou um atleta de cartel positivo. Junto com o pugilismo mantém carreira no muay thai, o boxe tailandês, esporte no qual é referência no sul do país.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Fury nocauteia Marcelo Martelo no 5º round

Marcelo "Martelo" Nascimento / (Foto: Hélcio Toth)

O peso-pesado brasileiro Marcelo "Martelo" Nascimento, 30, perdeu sua invencibilidade após sofrer na noite de sábado para domingo um nocaute no 5º assalto provido pelo inglês Tyson Fury, 22, em combate na Wembley Arena em Londres, na Inglaterra.

Fury (14-0-0, 10 KO's) se mostrou superior no combate, porém tremeu com um golpe na têmpora dado por Martelo (13-1-0, 11 KO's). A resposta veio com um forte golpe de direita que mandou o lutador do empresário Eduardo Mello à lona.

O combate foi marcado pela trocação intensa, com vantagem do europeu, que no 5º round eliminou o rival com um gancho de direita. Após o embate Fury convocou Dereck Chisora para enfrentá-lo.

Nocaute sofrido por Marcelo Martelo desferido por Fury:

Sturm bate por nocaute técnico Ronald Hearns

Felix Sturm (esq.) e Ronald Hearns (dir.) / (Foto: Getty Images)


O campeão dos médios da Associação Mundial de Boxe Felix Sturm, 32, da Alemanha bateu por nocaute técnico em sua defesa de título o americano Ronald Hearns, 32, no 7° assalto em combate efetivado na Porsche Arena, na cidade de Stuttgart, Baden-Württemberg na Alemanha.

O domínio da luta foi alternado entre Sturm (35-2-1, 15 KO's) e o filho do lendário Thomas “Hitman” Hearns, Ronald (26-2-0, 20 KO's), porém no 7° giro um potente golpe de direita finalizou o embate e o americano não pôde continuar lutando. O Hitman após o combate apenas disse: “ele mostrou que merece ter este cinturão”.



Juciel Nascimento é nocauteado na Argentina

Diego Ponce/ (Foto: Divulgação)


O brasileiro Juciel Lima Nascimento, 33, foi nocauteado no 3° round em luta válida pelo título vago da World Boxing Comission (Comissão Mundial de Boxe) – 2ª divisão – pelo argentino Diego Jesus Ponce, 31, em combate efetuado ontem na província de Mendoza na Argentina.

O baiano radicado em São Paulo Juciel (20-10-1, 14 KO's) não lutava desde março de 2009 quando foi nocauteado no 2° assalto pelo argentino Martin Antonio Coggi e no ano anterior perdeu para o francês Cyril Thomas por nocaute técnico no 6° giro.

Ponce (20-5-3, 4 KO's) segue invicto há 5 lutas, é conhecido como “El Carnicero” (O Carniceiro), mas apesar do nocaute sobre o brasileiro não é tido como um pegador.



Errata: Diego Ponce é o homem na foto e não Juciel como havia sido publicado

Monica Acosta vence Alejandra Oliveiras por pontos

Monica Acosta (esq.) e Alejandra Oliveiras (dir.) / (Foto: El Diario de La Pampa)


Foi no aperto, mas deu. A argentina Monica “La Gata” Acosta, 32, manteve ontem seu título superleve (63,5 kg) do Conselho Mundial de Boxe e faturou o vago da Associação Mundial de Boxe, ontem em seu país na província de La Pampa.

Acosta (14-0-2, 2 KO's) não teve a luta fácil que esperava mesmo sendo Oliveiras (19-2-2, 7 KO's) de uma categoria inferior. Para vencê-la precisou usar combinações o que resultaram numa boa performance no 7° giro.

Os juízes apontaram 96-94 nas papeletas tendo por decisão unânime Acosta. Oliveiras foi pra cima, e mostrou que a luta pode render uma revanche.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Rodada do Fim de Semana tem Montiel e Donaire

Fernando Montiel e Nonito Donaire / (Foto: Chris Cozzone)

O principal encontro deste final de semana coloca o galo (53,5 kg) mexicano Fernando Montiel, 31, defendendo suas coroas do Conselho Mundial de Boxe e da Organização Mundial de Boxe frente ao filipino Nonito Donaire, 28, no sábado nos E.U.A.

Montiel (44-2-2, 34 KO's) faturou ambas coroas em 2010 e não perde há mais de 4 anos, enquanto seu amigo Donaire (25-1-0, 17 KO's) teve sua única derrota no início da carreira e com suas vitórias desde 2009 vem conquistando atenção da mídia sendo o segundo melhor de seu país, atrás do nome do momento Manny Pacquiao. Ambos países têm escolas fortes de boxe.

Monica Acosta e Alejandra Oliveiras / (Foto: Divulgação)

Na sexta-feira a argentina terá o embate feminino entre as locais Monica Silvina Acosta, 32, e Alejandra Marina Oliveiras, 32. Acosta (13-0-2, 2 KO's) defende seu título dos superleves (63,5 kg) do CMB e busca conquistar o título vago da AMB. O embate será na província de La Pampa. O pôster parece capa de filme da marca Brasileirinhas.

Em Mendonza, na Argentina na mesma noite o brasileiro Juciel Lima Nascimento, 33, encará o boxeador portenho Diego Jesus Ponce, 31, pelo cinturão vago da World Boxing Commission – instituição de 2° escalão –. Apesar do apelido “Carniceiro”, o cartel mostra que Ponce (19-5-3, 3 KO's) não é um pegador nato, entretanto, Juciel (20-9-1, 14 KO's) está parado há 2 temporadas quando foi nocauteado no 2° round pelo argentino Martin “Principito” Coggi.

No sábado o supermédio (76,2 kg) brasileiro Cleber Argente Alves, 24, encará na província de Córdoba, na Argentina o invicto local Pablo “Pokemón” Farias, 23, que defende seus títulos latinos do CMB e OMB.

Farias (16-0-0, 10 KO's) obteve o título da OMB então vago ao bater o brasileiro Eduardo Cardoso com um nocaute no 5° assalto e hoje ocupa o 7° lugar no ranking do CMB e 11° no da OMB, portanto, entra como franco favorito. Alves quando enfrentou oponentes estrangeiros fora de seu país sofreu derrotas.

No mesmo dia, porém do outro lado do oceano na Alemanha do membro do Hall da Fama Max Schmeling, o nativo Felix Sturm, 32, defende seu super título mundial dos médios (72,6 kg) contra Ronald Hearns, 32, dos E.U.A.

Sturm (34-2-1, 14 KO's) está invicto há 10 lutas e já consolidou seu nome no boxe mundial, o rival é conhecido por ser filho do lendário americano Thomas “The Hitman” Hearns que fez sucesso nos anos 1980 em combates contra Marvin Hagler, Sugar Ray Leonard e Roberto Durán. Ronald (26-1-0, 20 KO's) é visto como azarão, mas se bater o europeu sai da sombra do pai e crava seu próprio nome.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Revista ESPN aponta David Lourenço como futuro do esporte brasileiro junto de outros jovens

David Lourenço / (Foto: Reuters)


O medalhista de ouro olímpico júnior de boxe categoria 69 kg de 2010 no Azerbaijão, David Lourenço foi escolhido junto dos futebolistas Alexandre Pato (Milan) e Lucas (São Paulo Futebol Clube) além da jogadora de basquete Damiris e do surfista Jadson André como uma das esperanças de 2011 da nova geração de atletas nacionais.

O texto do repórter Luís Augusto Símon faz um perfil do rito de passagem que transformou David num gigante do boxe mundial e fala como o atleta quase desistiu do campeonato além de contar curiosidades interessantes do adolescente.

A matéria está na revista ESPN de janeiro.

Revista ESPN de Janeiro 2011 / (Foto: Divulgação)

Marcelo “Martelo” e Tyson Fury se avaliam antes do embate do sábado

Marcelo Martelo / (Foto: Hélcio Toth)


O brasileiro Marcelo “Martelo” Nascimento, 30, viajou ontem para a Inglaterra, para enfrentar o local Tyson Fury, 22, na Wembley Arena no sábado. O pugilista do empresário Eduardo Mello não tirou férias e aceitou enfrentar o rival no lugar do sul-africano François Botha que foi impedido pelos órgãos reguladores ingleses.

“Estou bem pra caramba, não tirei férias e estava pronto para lutar nos E.U.A, mas tive problemas com passaporte”, afirmou a revelação dos pesados brasileiros. Martelo (13-0-0, 11 KO's) aponta como qualidade de Fury (13-0-0, 9 KO's) o jab que o auxilia a permanecer invicto.

Martelo que tem seu treinamento supervisionado por Xuxa afirma estar “bem treinado” e preparado para voltar com a vitória. Fury viu o nocaute imposto ao argentino Omar Gonzalo Basile e declarou que vai se preocupar com o gancho de esquerda do oponente.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Entrevista com Pedro Otas

Pedro Otas em ação / (Foto: Arquivo Pessoal)


No final da última temporada o cruzador (90,7 kg) Pedro Otas admitiu preferir se apresentar no mercado exterior pelas condições mais favoráveis e ano passado foi marcante por seu retorno vitorioso aos ringues após sua carreira agonizar com uma lesão em sua mão.

O estilo de boxear ficou mais refinado, e agora terá oportunidades no exterior. O atleta do empresário Eduardo Mello, "Seu Edu", fala da mudança dos treinos com Messias Gomes para Xuxa e as expectativas do futuro além do fato de ter sido apontado na enquete como aquele do qual mais se espera em 2011.



Os leitores do Córner do Leão o elegeram com 34% dos votos o lutador do qual se espera mais em 2011. Você crê que corresponderá as expectativas?

Olha Leao, fiquei realmente surpreso com o resultado da enquete ja que concorri com nomes de grande destaque, só tenho a agradecer ao publico e dizer que este é um dos maiores incentivos que podemos receber, me sinto energizado, motivado e darei o meu melhor sempre!

Em 2010 você disse que não lutaria mais no Brasil. Essa decisão continua?

Disse sim, pois tenho que expandir profissionalmente, mas nada me impede de intercalar combates lá fora e aqui embora lutar no exterior seja muito mais vantajoso em todos os aspectos.

Como foi fechado o seu contrato de 4 lutas com a Top Rank?
Foi fechado pelo meu empresário Edu Mello sendo 4 lutas este ano no EUA

Já sabe os nomes dos adversários e os locais das lutas?

Ficamos de receber o calendário dos eventos para a temporada de 2011, mas tudo leva a crer que meu primeiro combate será em meados de março, em Las Vegas, os adversários serão informamos assim que estiver totalmente confirmado.

Durante sua carreira você sofreu com lesões na mão direita. Qual é o estado atual dela?

Definitivamente minhas lesões ficaram no passado, elas estão mais fortes que nunca garanto!

Fale de sua mudança para o Centro de Treinamento da IBG em Santana de Parnaíba:

A IBG é uma empresa que dá ao atleta totais condições de treino em tempo integral e isso é fundamental para que possamos competir de igual pra igual com qualquer lutador de ponta no mundo. Fico muito feliz de estar tendo esta oportunidade!

O que sentiu ao deixar os treinos de Messias? O que ele representa em sua vida?

Messias Gomes é responsavél por toda a base e conhecimento que adquiri no pugilismo até agora, é um educador antes de tudo, um homem de cárater, alguem que sempre levará minha admiração, portanto sinto em nao poder continuar com ele...

Obama recebe Pacquiao na Casa Branca

Manny Pacquiao e Shane Mosley / (Foto: Lucy Nicholson - Reuters)


Poucos esportistas foram convidados a Casa Branca, o lendário Dan Gable declinou a oportunidade para se preparar para as Olimpíadas Munique em 1972, entre os boxeadores que já a visitaram figuram os lendários Floyd Patterson e Muhammad Ali. O filipino Manny Pacquiao também recebeu essa honra e foi recebido ontem pelo presidente americano Barack Obama e sua 1ª dama Michele.

O encontro entre o deputado filipino e o estadista americano durou 15 minutos e os assuntos foram sobre basquete e obviamente boxe. Obama afirmou que torcerá para Pacquiao contra seu compatriota “Sugar” Shane Mosley no embate de 7 de maio e assistirá a contenda no sistema pay-per-view.

A torcida do presidente da nação mais forte do mundo preterindo o seu conterrâneo em favor do estrangeiro simboliza a postura política que Obama visiona de acolhimento dos imigrantes, inclusive os ilegais, e também que vivemos num mundo globalizado e com liberdade de escolha.

Aldimar domina território e derrota Coronel no Baby Barioni

Aldimar Santos (em pé) e Victor Coronel (solo) / (Foto: Hélcio Toth)


O brasileiro Aldimar Santos Silva, 29, dominou o ringue e impôs uma derrota ao paraguaio Victor Cardozo Coronel, 34, a conquista foi na categoria dos penas (57,1 kg) no tradicional Conjunto Baby Barioni, em São Paulo.

A superioridade do atleta de Eduardo Mello, “Seu Edu”, se mostrou cada vez mais ampla com as quedas de Coronel (14-9-1, 10 KO's), uma no quarto assalto e outra no sexto. A estratégia foi minar a resistência do adversário com golpes na linha da cintura e os socos aplicados no fígado o fizeram encontrar o solo.

Aldimar (14-1-0, 9 KO's) foi levemente ameaçado pelos uppers do colega de luvas, mas não impediu a brilhante apresentação que lhe garantiu vitória por decisão unânime com as plaquetas apontando 80-71, 80-72 e 80-70.

O cartel de Aldimar no BoxRec não está completo, pois o mesmo venceu o uruguaio Nestor Diaz e os brasileiros Rodolfo Franz e Darli Pires, entretanto, o site pede uma confirmação por vídeo do embate caso não tenha um representante no local. Essa é uma solução adotada por medidas de segurança.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Aldimar enfrenta Coronel do Paraguai

Aldimar Santos x Nestor Diaz / (Foto: Helcio Toth)

O pena Aldimar Santos (10-1-0, 6 KO's) encara o paraguaio Victor Cardozo Coronel (14-8-1, 10 KO's) originário da categoria dos leves. O embate será hoje no Baby Barioni em São Paulo, capital.

Aldimar não perde desde 2005, Coronel vem de duas derrotas e aos 34 anos precisa da vitória para reerguer a carreira, ano passado foi desafiante ao título latino OMB da sua categoria.

O torneio Forja dos Campeões segue com seus amadores e a supervisão de Newton Campos.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Rosilete defende título em sua cidade

Rosilete / (Foto: Franklin de Freitas)


A paranaense Rosilete dos Santos, 35, campeã mundial peso galo (53,5 kg) da World Boxing Commision – agremiação de 2° escalão, mas de projeção para atletas –, defenderá seu título dia 19 de março em São José dos Pinhais no Paraná a data marca o aniversário da cidade. A adversária Alicia Susana Alegre, 38, vem do Uruguai.

Ambas lutaram em 2010, com Rosilete levando por decisão dividida no mesmo palco do próximo embate, e o resultado deixou a porta aberta para uma revanche. Hoje a ex-boia fria paranaense ocupa o 4° lugar no ranking do Conselho Mundial de Boxe e o 7° na Associação Mundial de Boxe.

Susana Alegre já enfrentou brasileiras tendo superado Adriana Zanella de Santa Catarina, porém perdeu por nocaute técnico para a paranaense Michelle Larissa Bonassoli.

Rosilete (22-5-0, 13 KO's) entra como favorita no embate e acaba arriscando mais do que Alegre (7-4-0, 7 KO's) ao passo que almeja uma oportunidade com a mexicana Ana Maria Torres, campeã pelo Conselho Mundial de Boxe dos penas.

Confira abaixo uma entrevista enviada pela assessoria de imprensa

Rosilete, qual seu pensamento em relação à luta?

Estou focada em minha adversária. Minha contagem é regressiva. Estou realizando treinos bastante intensos e evoluindo a cada dia, esperando o momento de subir ao ringue. Eu já conheço a Alicia. Já lutei com ela, mas é bom dizer que a Rosilete estará diferente para esse embate.

O que mudou desde o último encontro entre vocês duas?

Minha técnica de luta melhora a cada dia e a cada nova luta. O último encontro com Alicia foi em março de 2010 e, desde então, muita coisa aconteceu. Para a luta do dia 19, tenho algumas surpresas. Eu treino de cinco a seis horas por dia e isso conta muito. Não tanto pelo tempo, mas pela concentração nos treinos. Podem apostar que eu não perco o foco nos treinos nem por um minuto.

Será uma boa luta?

Tenho certeza que sim. Minha adversária é difícil de ser nocauteada. Será uma luta bem estudada por nós duas, mas eu farei de tudo para derrubá-la. Não será fácil, mas, se acontecer, ficarei muito satisfeita.

São José dos Pinhais tem um carinho enorme por você e pelo Macaris. Não é a primeira vez que vocês dois levam uma luta para a cidade. Você espera um bom púbico?

Primeiro eu quero dizer que quem tem carinho por São José dos Pinhais sou eu e o Macaris. Minha vida e a dele é o boxe, seja em competição ou na administração de nossa academia, e sem o apoio da Prefeitura de São José as dificuldades seriam muito maiores do que já são. No meu caso, eu ainda estou em atividade como atleta profissional e isso tem custo. Para me manter na carreira tenho que seguir vencendo e sem apoio não haveria condições. Fico feliz pela cidade de São José dos Pinhais ter nos adotado. Nas lutas, o público que vejo são famílias inteiras. Isso é maravilhoso, pois é sinal de que o boxe é aceito como esporte. Se a modalidade tivesse mais apoio, tenho certeza de que surgiriam sempre novos talentos.

Você tem receio de perder o cinturão?

Não. Farei de tudo para continuar campeã da Comissão Mundial de Boxe. Muito se fala por aí que meu título não pertence a Associação Mundial de Boxe nem ao Conselho Mundial de Boxe e por isso não vale tanto. As pessoas esquecem que sou a única mulher ranqueada nas três nomenclaturas. Sou a 4ª colocada no ranking do Conselho e a 7ª da Associação.

Há alguma rivalidade entre você e a Alicia? O clima é de revanche, já que você venceu a última luta de maneira apertada?

De minha parte o clima não é de revanche. Eu encaro o boxe com muito profissionalismo. Fora do ringue eu sou uma pessoa sorridente. Na hora da luta, aí sim, vou até o fim para tentar vencer.

Você tem planos para as próximas Olimpíadas?

Eu e o Macaris temos projetos para desenvolver em 2011, pensando nas Olimpíadas. Ainda é cedo para falar, mas posso dizer um evento tão importante para o boxe não vai passar em branco para nós. O boxe é um esporte olímpico e as Olimpíadas significam muito.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Kaddour vence Noble e Hollywood

Ahmed Kaddour / (Foto: Divulgação)


Neste final de semana o ex-contender Ahmed “Baby Face” Kaddour, 29, surge no noticiário esportivo ao bater Lee Noble, 23, ao mesmo tempo que supera a indústria de comércio de sonhos com a qual manteve um relacionamento de fim triste, Hollywood.

A conquista sobre Noble (12-17-2, 3 KO's) era esperada. Kaddour (23-2-1, 9 KO's) ficou desde 2006 sem lutar volta em 2009 construindo uma carreira planejada sem riscos desnecessários buscando voltar aos rankings e também longevidade profissional. Diferente do que encontraria na terra dos sonhos midiáticos.

O filósofo alemão Wolfgang Fritz Haug em seu livro Crítica da Estética da Mercadoria (1971) expõe como os meios de comunicação tratam até seres humanos como mercadorias e é possível observar que no show de boxe apresentado na 1ª temporada (2005) de Contender, “Baby Face” Kaddour foi visto como um produto o que é deplorável no modo como foi apresentado ao público como um playboy arrogante calçando luvas de boxe.

Kaddour pode até ter trejeitos de playboy e mostrar uma confiança típica de boxeadores, mas a televisão mostra apenas um retrato da realidade e não o panorama completo. Não é possível captar o todo, porém o jovem atleta foi vendido como um dos “vilões” da série.

Os estudos do mitólogo Joseph Campbell serviram ao cineasta George Lucas para delinear os personagens de Guerra nas Estrelas (1977), que trouxe o ícone da cultura pop Darth Vader, porém humanos são mais complexos que personagens de cinema e gibis e Kaddour não é Luke Skywalker e tampouco Vader. O reality show poderia mostrar isso, apesar de ter tido bons momentos quando filmou seu reconhecimento ao pugilista Alfonso Gomez.

Outro aspecto é o fato de Kaddour ser de ascendência árabe, população que nos E.U.A passou a sofrer preconceito maior com os ataques de 11 de setembro, e sendo a sociedade americana conhecida por seus conflitos raciais deve ser levado em consideração esse aspecto. O americano Ishe Smith que é descendente de negros apontou Kaddour como racista, enquanto, o europeu afirmou ter sofrido o mesmo tratamento, porém longe das câmeras.

O boxe não deve ser uma disputa de raças como promovem alguns empresários, mas uma confraternização e uma exaltação ao ser humano que é capaz de competir entre si e depois abraçar seu semelhante.

Após bater Noble é perceptível que Kaddour desistiu do sonho hollywoodiano que acomete tantos jovens atraídos por suas estrelas, algumas brilhantes e outras decadentes, e voltou à realidade antes de acabar estrelando um filme de drama sobre sua vida pessoal ao ver que a vida não é um circo de Rocky Balboa.

Kaddour beats Noble and Hollywood

In this weekend the former Contender TV show competitor Ahmed “Baby Face” Kaddour, 29, emerged in the sports news for beating Lee Noble, 23, and it marks his victory over the dream commerce known as Hollywood with which he had a sad relationship.

The defeating of Noble (12-17-2, 3 KO's) was expected. Kaddour stayed out of the ring action from 2006 to 2009 but he got back with a planned career taking no unnecessary risks aiming to be at the top of the rankings and to have a long professional run. A choice which is different from what are seem in the land of mediatic dreams.

The german philosopher Wolfgang Fritz Haug in his book Critique of Commodity Aesthetics (1971) exposes how the media treat even human beings as merchandise and it is posible to see that in the boxing show of the 1st season of The Contender (2005) “Baby Face” Kaddour was showed as product which called attention on how he was presented to the public, just as a arrogant playboy with boxing gloves.

Kaddour may have some flamboyant playboyish ways and behave confidentially as most boxers but the television only shows a portrait of reality and not the whole panorama of it. It's not posible to capture everything but the young athlete was sold as one of the “villains” of the series.

The studies of mythologist Joseph Campbell were used by the movie director George Lucas to shape the characters of Star Wars (1977) which brought the pop culture icon Darth Vader, however, humans are more complex than movies and comic books characters and Kaddor is not Vader neither Luke Skywalker. The TV show could've worked that better although it had a good moment as it showed his recognization of fellow competitor Alfonso Gomez.

Other aspect to take in the discussion is the fact of the arab ancestry of Kaddour in a country that suffer with racism specially after the 9/11. The afro-american Ishe Smith said that Kaddour was racist, however the european boxer told he suffered from racial prejudice from colleagues before the official start of the series but it was not taped.

Boxing should not be a dispute between races like some managers promote but a confraternization and a praise of the capacity of humans to compete and them hug and respect the rivals.

After beating Noble it's perceptible that Kaddour forgave his Hollywood dream which afflicts tons of youngsters attracted by the stars, some shiny other decaying, and came back to reality before ending up taping a movie drama about his life as he saw that life is not a Rocky Balboa's circus.

Narvaez bate Zaleta e mantém título supermosca OMB

Omar Narvaez / (Foto: Ag. Internacionais)


O argentino Omar Narvaez, 35, manteve em sua primeira defesa o cinturão da Organização Mundial de Boxe da categoria supermosca (52,1 kg) ao superar o mexicano Victor Zaleta, 26, em Buenos Aires, na Argentina.

Narvaez (33-0-2, 19 KO's) foi superior frente a uma adversário duro que é Zaleta (17-2-0, 9 KO's) que ainda perdeu um ponto por golpe baixo. Os jabs e diretos renderam ao campeão a decisão unânime dos jurados por 119-108, e duplo 120-107.

Barrera atropela Arias

Marco Antonio Barrera (em pé) e Jose Arias (caindo) / (Foto: Rafael Soto)


O lendário mexicano Marco Antonio Barrera, 37, busca um sonho, se tornar o 1° mexicano campeão em 4 categorias diferentes. Na noite de ontem em seu país, no estado de Guadalajara, arrepiou o dominicano sem expressão Jose Arias, 43.

Barrera (67-7-0, 43 KO's) partiu como um tigre ante a um coelho e o colocou na lona no 1° giro, porém não teve um nocaute, na etapa seguinte o acuado Arias (15-2-0, 9 KO's) caiu novamente e o árbitro Jesus Salcedo decidiu preservar sua integridade e interrompeu o embate.

O mexicano é conhecido pelos brasileiros por além da carreira brilhante ter derrotado o aguerrido Adailton de Jesus, o “Precipício”, e teve nessa luta um aquecimento, pois se quer mais um título sabe que terá adversários mais duros pela frente.

“King” Arthur Abraham vê final estranho contra Bozic e espera Ward no Super Six

Arthur Abraham / (Foto: Divulgação)


O armênio-alemão “King” Arthur Abraham, 30, bateu o croata Stjepan Bozic, 36, de forma no mínimo estranha, ontem na Alemanhã durante a segunda passagem do embate. Abraham participa do torneio de super-médios promovido pela Showtime Super Six e em sua última apresentação na disputa foi superado pelo inglês Carl Froch.

Abraham (32-2-0, 26 KO's) no 2° round entrou numa troca de golpes franca com Bozic (24-5-0, 15 KO's) que soltou um forte gancho contra as costelas de “King” Arthur que bloqueou com o cotovelo direito, o agressor sentiu dores fortes ficou de joelhos e não pôde seguir com a apresentação. O árbitro Daniel van de Wiele decretou o fim da luta.

Bozic deixou o ringue com suspeita de fratura na mão esquerda, e Abraham não conseguiu mostrar se de fato recuperou seu boxe ainda mais que enfrentará o 1° do torneio e invicto Andre Ward dos E.U.A.

Cunningham mantém título cruzador FIB ao bater Licina

Steve Cunningham e Enad Licina / (Foto: Ag. Internacionais)


O ex-militar americano Steve Cunningham, 34, venceu o sérvio Enad Licina, 31, com maior dificuldade do que esperado e manteve pela 2ª vez o título da Federação Internacional de Boxe (FIB) dos cruzadores (90,7 kg) desta vez em combate na Alemanhã.

Cunningham (24-2-0, 12 KO's) que já fora dono do cetro no passado encontrou dificuldades para dominar o Licina (19-3-0, 10 KO's), mas alterou sua estratégia ao mantê-lo a distância no 5° assalto e começou a levar vantagem. As papeletas o apontaram vencedor por 118-110, 115-113 e 117-111, ou seja, decisão unânime.





Hernandez de Cuba é o novo campeão interino cruzador AMB

Yoan Pablo Hernandez / (Foto: Ag. Internacionais)

O desertor cubano Yoan Pablo Hernandez, 26, bateu o francês Steve Herelius, 34, por nocaute técnico no 7° assalto na madrugada de sexta-feira pra sábado em embate válido pelo ítulo interino da Associação Mundial de Boxe categoria dos cruzadores (90,7 kg) em combate efetuado na Alemanha.

Hernandez (24-1-0, 13 KO's) entrou com fome e maior preparo físico que Herelius (21-2-1, 12 KO's) que sofreu uma lesão acidental no pé esquerdo e o árbitro quase invalidou o combate, o europeu mostrou força de vontade e respeito aos fãs ao voltar para o embate, mesmo em desigualdade com o latino americano.

No 7° round Hernandez foi implacável e colocou Herelius na lona em duas oportunidades tanto que o árbitro interrompeu a contenda. O campeão regular dos cruzadores da AMB é o panamenho Guillermo Jones.





"Fast" Eddie bate Rossy e terá nova chance com Wladimir.

Eddie Chambers e Derric Rossy / (Foto: Goossen Tutor)


Na sexta-feira “Fast” Eddie Chambers, 28, passou sem dificuldades o também americano Derric Rossy, 30, em combate eliminatório para desafiar o campeão da Federação Internacional de Boxe Wladimir Klitschko da Ucrânia. Ambos se encontraram na terra natal em Atlantic City, Nova Jersey.

Chambers fez jus ao apelido e com velocidade manteve distância de Rossy e implacou golpes decisivos tanto que o colega de profissão foi a lona no 6° round. A vitória veio por decisão unânime com as papeletas apontando 115-112, 117-110 e 120-107.

A luta com Wladimir será uma revanche de 2010 quando o europeu nocauteou "Fast" Eddie no 12° giro após amplo domínio da apresentação.

Rico Ramos e Alejandro Valdez / (Foto: Goossen Tutor)

Na preliminar o supergalo (55,3 kg) americano Rico Ramos, 23, mostrou serviço frente ao mais experiente Alejandro Valdez, 27. Ramos (19-0-0, 10 KO's) é o 1° do ranking da Associação Mundial de Boxe e e viu em Valdez (23-5-3, 17 KO's) um adversário valoroso. A vitória veio por decisão unânime e as plaquetas deram 97-93 (duplo) e 98-92. O campeão da AMB é o japonês Akifui Shimoda que arrematou o título semanas atrás, enquanto, o cubano que tentou desertar no Pan-2007 do Brasil, Guillermo Rigondeaux é o campeão interino.







sábado, 12 de fevereiro de 2011

Martelo encara Tyson Fury dia 19 em Londres

Marcelo "Martelo" Nascimento / (Foto: Hélcio Toth - Agência Estado)


Marcelo “Martelo” Nascimento, 30, é campeão latino da Organização Mundial de Boxe (OMB) e ocupa o 14° lugar do ranking de pesados da instituição. Seu próximo desafio será dia 19 em Londres frente ao prospecto local Tyson Fury que teve seu embate com François Botha negado pelo conselho controlador do boxe no Reino Unido.

Martelo (13-0-0, 11 KO's) já havia ao lado de Raphael Zumbano, 29, sido cotado para encarar Fury (13-0-0, 9 KO's), porém as negociações com os brasileiros não seguiram. Nascimento faz parte do estafe de Eduardo Mello, “Seu Edu”, e bateu com apenas um soco o argentino Gonzalo Omar Basile em 34 segundos para ser o rei dos latinos da OMB.

Fury mostra sua evolução e é um dos sparrings do ucraniano Wladimir Klitschko, campeão mundial dos pesados pela Federação Internacional de Boxe e da OMB também que dia 30 de abril encara Dereck Chisora do Reino Unido.

Para Nascimento que treina com o técnico Xuxa essa luta é um grande passo em sua carreira e caso derrote Fury será uma grande pedra no caminho de um jovem apontado como nova esperança do boxe inglês, acostumado a ter famosos pugilistas como os famosos David Haye, campeão pesado da Associação Mundial de Boxe, e Ricky Hatton, ex-campeão mundial meio-médio ligeiro.

Nocaute de Martelo em Basile

Jones Jr. procura tratamento para lesão cerebral

Roy Jones Jr. no chão após ser nocauteado por Danny Green (2009) / (Foto: AFP)


“Tive que começar a me esforçar para manter meu equilíbrio e não estava gostando do que estava sentindo”, declara Roy Jones Jr., 42, tido como o melhor da década de 1990, campeão em 4 categorias diferentes em uma carreira profissional iniciada em 1989.

Segundo Jones os problemas começaram após o embates com o americano Antonio Tarver e o jamaicano Glen Johnson em 2004 que o nocautearam e com isso veio a falta de equilíbrio.

Em 2008 sofreu uma derrota por pontos para o galês invicto Joe Calzaghe, no ano seguinte um nocaute fulminante para o inexpressivo australiano Danny Green no 1° round, para então em 2010 ser superado por seu antigo rival e compatriota Bernard Hopkins que entrou no ringue querendo vingança e a conseguiu ao superá-lo por pontos colocando pra trás a derrota que Jones Jr. lhe deu em 1993.

Jones Jr. está sendo tratado na Pensilvânia pelo quiroprático Dr. Charles Simkovich, os métodos do profissional lhe renderam uma lista longa de esportes com altos índices de contusão como boxe e futebol americano. O Quiroprático trata subluxacções do sistema musculo-esquelético ajustando as articulações e os músculos da coluna vertebral, braços e pernas, com as suas mãos sem utilizar medicamentos.

“Qualquer contusão na cabeça pode danificar o cérebro e seu modo de operar, o efeito pode ser acumulado também por leves contusões ao crânio”, afirma Dr. Simkovich. “Se a reabilitação for bem-sucedida o cérebro pode ser curado e por isso tenho tirado jogadores de futebol americano da aposentadoria e também tenho ajudado pugilistas”.

Nocaute de Danny Green em Roy Jones Jr. (2009)


Ioka, prospecto japonês fatura título peso mínimo em sua 7ª luta

Oleydong Sithsamerchai (esq.) e Kazuto Ioka (dir.) / (Foto: AP)


O jovem japonês Kazuto Ioka, 21, faturou na noite de sexta-feira o título peso mínimo (47,6 kg) do Conselho Mundial de Boxe (CMB) ao bater em sua sétima luta o detentor da coroa Oleydong Sithsamerchai, 25, da Tailândia em combate efetuado no World Memorial Hall na cidade de Kobe no Japão.

Ioka (7-0-0, 5 KO's) se impôs no tablado e tirou a invencibilidade de Sithsamerchai (35-1-1, 13 KO's) e até o mandou a lona no 2° giro. Com um upper de esquerda fez o tailandês ter seu encontro definitivo com a lona e a derrota no 5° round.

“Estou muito feliz de devolver o título para minha família”, comentou Ioka cujo o tio Hiroki foi campeão mundial peso mínimo e mosca. “Sabia que bateria um recorde se ganhasse essa luta, estava um pouco nervoso, mas agora estou muito feliz”.

Antes de Ioka, seus conterrâneos Joichiro Tatsuyoshi e Nobuo Nashiro precisaram de oito lutas pra conquistar as coroas mundiais de galo e mosca respectivamente. Porém, o recorde mundial é do falecido tailandês Saensak Muangsurin que faturou o cinturão superleve da CMB em 1975 ao efetuar sua 3ª apresentação profissional.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Lutadores ganham rede social: Vida Luta


Design da rede social Vida Luta / (Foto: Imagem retirada do site)

Os contatos sociais pela internet ganham força desde o orkut e expandiram ainda mais com o Facebook que teve a história de seu criador Mark Zuckenberg apresentada no filme A Rede Social (2010). Profissional de Marketing com especialização em inovação e redes sociais, Juliano Akira Kimura, 30, praticante de boxe e jiu-jitsu, desenvolveu uma rede social de artes marciais e lutas, a Vida Luta.

O sociólogo espanhol Manuel Castells em seu livro Sociedade em Rede – A Era da Informação: Economia, Sociedade e Cultura (2000) mostra que o ciberespaço traz para o debate minorias, e os lutadores em si compõe um grupo minoritário, afinal, as modalidades são abandonadas pelo poder privado e principalmente pelo poder público além de ser estigmatizadas por alguns setores da mídia. O site Vida Luta ajuda a resistir nesse panorama.

O ambiente na internet diferente do que pensam muitos faz parte da considerada “vida real” e o site abrange diversas modalidades de artes marciais como do boxe ao kung fu e ao invés de separar seus praticantes em guetos rivais acaba favorecendo a troca de informações por meio de vídeos, álbuns de fotos e conversa com amigos.

É uma proposta de Kimura e seu espaço é interessante por buscar compreender o significado das artes marciais como evolução e camaradagem ao contrário de estimular rivalidades que podem terminar em brigas de academias rivais que nada mais são do que disputas territórias de gangues. Um ambiente desse pode futuramente estimular a formação da consciência política entre atletas e fãs na busca de cumprimento de deveres e aquisição e conservação de direitos para este grupo.

Clique aqui para conhecer o Vida Luta.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

CMB declara vago título de Pacquiao

Antonio Margarito (esq.) e Manny Pacquiao (dir.) / (Foto: Reuters)



Como noticiado com antecedência no Liga Paulista de Boxe de Reinaldo Carrera, o Conselho Mundial de Boxe confirmou há pouco a destituição do título dos supermeio-médios (69,8 kg) do filipino Manny Pacquiao.

Pacquiao, 32, declarou que não sentia vontade de defender o trono e via nisso um alto risco de lesões, em sua última atuação mesmo dando um show de boxe sofreu golpes potentes do mexicano Antonio Margarito em novembro de 2010.

O CMB indicou o jovem mexicano Saul “Canelo” Alvarez, campeão de prata da categoria como desafiante automático ao título. O prospecto latino quer vingar a derrota que seu irmão mais velho Rigoberto sofreu para o americano Austin Trout na disputa do título supermeio-médio da Associação Mundial de Boxe no último final de semana.

Luta de Holyfield com Nielsen não valerá título da WBF

Evander Holyfied / (Foto: Ag. Internacionais)


A luta entre veteranos protagonizada por Evander Holyfield, 48, dos E.U.A e Brian Nielsen, 45, da Dinamarca em 7 de maio não terá sanção da World Boxing Federation – agremiação de 2° escalão – , portanto, o americano não poderá defender seu título mundial pela entidade em Copenhague, capital do país do adversário.

Nielsen (64-2-0, 43 KO's) teve seu cartel elogiado, mas está inativo desde 2005, o que lhe tirou da disputa pelo cinturão, dentro de sua carreira lutou na grande maior parte do tempo em casa com adversários de menor calibre e quando enfrentou Mike Tyson saiu nocauteado.

A carreira de Holyfield é do interesse de Raphael Zumbano, 30, campeão Internacional da WBF que visa uma oportunidade contra o americano, porém antes terá de passar pelo sul-africano François Botha em luta que vem sendo negociada para ser efetivada em território brasileiro.

Brasil coloca três no pódio em competição de boxe amador no Chile

Roselaine Silva (esq.) e Yenilde Rimero (dir.) / (Foto: Divulgação)


A Confederação Brasileira de Boxe enviou apenas cinco pugilistas para o Campeonato Internacional de Boxeo Verano de Iquique 2011 e três voltaram com o título de campeão do Chile. A disputa contou também com argentinos, peruanos e equatorianos além dos anfitriões. Argentina e Chile tiveram dois títulos e Peru ficou com 1.

Jackson Jr. (não o “Demolidor” de Servílio de Oliveira que já é profissional) derrotou o equatoriano Jesus Velez por 21:14 e ficou com o título de campeão na categoria até 52 kg. Tairone Silva de 75 kg bateu o chileno Maurício Muñoz e também sagrou-se campeão.

No feminino Roselaine Silva (60 kg) “goleou” por 23:1 a chilena Yenilde Rimero e foi a única mulher com título no evento. O saldo mostra o trabalho da CBBoxe no amadorismo que também pode ser observado na World Series of Boxing.

Os pugilistas amadores são mais reconhecidos e obtém maiores sucessos que seus colegas profissionais, agora só falta a CBBoxe efetuar mais ações e fortalecer o profissionalismo como vem fazendo com o amadorismo e continuar a evolução de ambas modalidades.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Yamaguchi, Peu e Elber Santos faturam na World Series of Boxing

Charles Watson (esq.) e Yamaguchi Falcão (dir.) / (Foto: Divulgação)

Neste final de semana três brasileiros venceram suas disputas no torneio semi-profissional da World Series of Boxing (WSB), liga de boxe mundial que divide os pugilistas em equipes.

No dia 4, Yamaguchi Falcão Florentino dos Mexico City Guerreros derrotou no México o americano Charles Watson dos Los Angeles Matadors por pontos. No mesmo dia e local, Elber Santos do Matadors bateu por nocaute técnico o mexicano Cristian Montenegro dos Guerreros.

Pedro “Peu” Lima dos Beijing Dragons, no dia 5 derrotou por pontos o coreano Kyucheol Lee dos Pohang Poseidons.

A World Series of Boxing é uma liga esportiva formada para atletas amadores lutarem sem protetores de cabeça e camisa antes de se profissionalizarem. Compõem o ringue três juízes, um árbitro e um supervisor, sendo a forma de aplicar pontos semelhantes as do boxe profissional.

As lutas tem 5 rounds de 3 minutos cada e os atletas são separados por equipes, a esquadra com maior número de vitórias em cinco lutas vence a disputa.

Os atletas são divididos em galo (54kg), leve (61kg) médio (73kg), meio pesado (85kg) e pesado (+91kg). Cada time tem no mínimo 10 lutadores e no máximo 20, sendo no mínimo 2 por cada categoria.

A composição dos times permite além dos atletas do país, participantes estrangeiros sendo pelo menos três estrangeiros em um grupo de 10 ou 6 para 20. Os resultados contam para classificação olímpica. 

Ucraniana Elena Tverdokhleb desafia polonesa Agniezka Rylik

Tverdokhleb (esq.) e Rylik (dir.) / (Fotomontagem)



A pugilista Elena Tverdokhleb, 39, da Ucrânia lançou pela rede social Facebook um desafio para a polonesa Agniezka Rylik, 37, na sexta-feira da semana passada.

Tverdokhleb fez uma série de três lutas com a campeã mundial super leve da Associação Mundial de Boxe Myriam Lamare da França, nas quais apesar de perder se mostrou uma forte adversária, reconhecida por sua resitência e pegada.

Entretanto, está afastada dos ringues desde 2005, afinal, não apenas no Brasil o boxe feminino sofre preconceitos, na Ucrânia, mesmo sendo país dos campeões mundiais os irmãos Vitali e Wladimir Klitschko. Conforme Tverdokhleb que entrou no pugilismo profissional em 1997 não há muitos investimentos, portanto, para se sustentar a atleta trabalha no setor jurídico de um cassino além de estudar direito e já obter um mestrado na área.

Agnieszka Rylik começou no profissionalismo em 2000 e conquistou em sua primeira temporada o título super leve da Women's International Boxing Federation (WIBF – Federação Internacional de Boxe Feminino, em tradução livre).

Em 2003 encarou a americana Tracy Byrd e a polonesa conhecida como “Lady Tyson” conheceu sua primeira derrota em uma decisão divida dos árbitros. Depois fez mais quatro lutas e se aposentou no ano seguinte e hoje atua como jogadora de poker profissional, comentarista esportiva e apresentadora de TV.

Uma luta entre ambas poderia movimentar não apenas a carreira delas, mas também o negócio envolvendo o boxe feminino, principalmente se fosse efetivada no país de uma das competidoras ou então na preliminar de algum embate por cinturão de 1ª grandeza.


In English:

In friday of last week the ukranian pugilist Elena Tverdokhleb, 39, challenges via Facebook the polish Agniezka Rylik, 37.

Tverdokhleb did in the past a series of three matches with the then superlight weight champion of World Boxing Association Myriam Lamare of France and in those fights besides losing she came out as a strong opposing force and got recognized by her resilience and power.

However she is apart from the boxing game since 2005, because like in Brazil, female boxing suffer from prejudicial behavior and it happens even in Ukraine which is the country of male world champions Vitali and Wladimir Klitschko.

Tverdokhleb became profissional in 1997 but as she affirms female boxing do not florish in her homeland because it is not aimed by investors and then she needs to support herself working as a lawyer in a casino. She is also a rare case in boxing, Tverdokhleb have a Master's degree in Law Studies.

Agnieszka Rylik started as a pro in 2000 and conquered in her first season the superlight weight title of Women's International Boxing Federation (WIBA).

In 2003 faced the american Tracy Byrd and the polish athtlete known as “Lady Tyson” suffered her first defeat as it came by a split decision. Later had 4 more matchs and retired in 2005. Currently she plays poker professionaly and acts ans a sports commentator and TV host in her homeland where she is very popular.

A match between both could not only give a boost to their careers but also to the business of female boxing speacially if it could be done in the country of one of them or as a preliminary of a top of the notch match.

Para assistir a luta de Elena Tverdokhleb e Myriam Lamare clique aqui e entre no facebook da ucrania.

Para conhecer mais de Elena Tverdokhleb

http://www.janpan.co.uk/html/zbx001at.html
http://www.fscclub.com/eyewitness/tverd-igrok-e.shtml
http://www.fscclub.com/eyewitness/tverd-int-e.shtml
http://www.fscclub.com/interviews/tverdokhleb.shtml
http://www.fscclub.com/photo/tverd-lam.shtml
http://www.janpan.co.uk/html/rbx001at.html
http://www.janpan.co.uk/html/rbx032at.html
http://www.myspace.com/elenatverdokhleb

Para conhecer o site pessoal de Agnieszka Rylik clique aqui.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Joaquim Carneiro perde 3ª luta consecutiva no exterior

Joaquim Carnero / (Foto: Xandra Stefanel)


“Peço desculpas aos brasileiros que depositam confiança em minha carreira no exterior”

Joaquim Carneiro, 23, sofreu sua terceira derrota no exterior, desta vez para o francês Stanislas Salmon, 26, o venceu por nocaute técnico no 5° assalto em combate efetuado na França válido pelo título Mediterrâneo dos meio-médios do Conselho Mundial de Boxe.

Salmon (22-1-1, 10 KO's) mostrou maior habilidade dentro do quadrilátero, enquanto, Joaquim (10-3-0, 10 KO's) que se preparava pra um evento de boxe no ginásio do Pacaembu em São Paulo, porém foi cancelado acabou convocado de última hora.

“Peço desculpas aos brasileiros que depositam confiança em minha carreira no exterior”, desabafa Joaquim que em suas duas lutas de 2010 ambas fora do país acabou derrotado, são três revezes consecutivos. Alega para suas deficiências frente aos adversários falta de estrutura e apoio financeiro.

Em março se apresentará em Portugal e treina na Espanha tendo uma estrutura mais preparada para os desafios internacionais. O início no boxe se deu com Nilson Garrido debaixo dos viadutos de São Paulo, e agora, é treinado por Peter Venâncio e empresariado por Mauro Katezenelson.

Patrick Teixeira supera com dificuldades David Lopez nos E.U.A

Técnico Xuxa e Patrick Teixeira em sua 1ª passagem pelos E.U.A / (Foto: Arquivo Pessoal)


O jovem brasileiro Patrick Teixeira, 20, bateu na madrugada de sábado para domingo o americano David Lopez, 23, por decisão dividida na categoria dos supermeio-médios (69,8 kg). O evento foi na cidade de Maywood nos E.U.A e é a segunda apresentação do paulista no país.

Texeira (12-0-0, 10 KO's) apresentou seu estilo agressivo conhecido pelos frequentadores do Baby Barioni em São Paulo, entretanto, os ataques de Lopez (3-4-3) saíram com mais precisão. Dois árbitros viram 59-55 para Patrick, enquanto, outro preferiu Lopez por 58-56.

Vera surpreende Mora e público



Brian Vera, 29, e Sergio Mora, 30, participaram do reality show The Contender no passado, porém enquanto o primeiro não chamou muita atenção o segundo foi vencedor da primeira temporada. Ontem Vera surpreendeu todos e o próprio adversário tido como favorito por uma vitória por decisão dividida no combate realizado no Texas, E.U.A.

Vera (18-5-0, 11 KO's) foi visto por dois com a vantagem de 96-94, enquanto outro árbitro viu para Mora 96-94. A luta de sexta-feira deixou o público perplexo que tinha na “Cobra Latina” Mora, ex-campeão mundial, a certeza da vitória sobre um adversário que vinha de 4 derrotas em suas últimas 6 lutas.

Vera que em 2010 perdeu para o brasileiro Isaac Rodrigues, teve uma noite semelhante com a demora quando tirou a invencibilidade do irlandês Andy Lee em 2008. Mora mostrou uma boa defesa e sequencias, mas Vera foi mais agressivo e colocou pressão.

Garbatt derrota Mrdjenovich por decisão majoritária e mantém título feminino dos penas AMB

Jelena Mrdjenovich (dir.) e Lindsay Garbatt (esq.) / (Foto: Pixelens. com Photography & Design)


A canadense Lindsay Garbatt, 28, defendeu seu título da WIBA dos penas frente a desafiante e compatriota Jelena Mrdjenovich, 28, em combate em Ontario, Canadá por decisão majoritária, os árbitros viram 96-95, 96-93 e 95-95.

A luta foi uma revanche do encontro anterior de ambas ano passado válido pelo título então vago que terminou por decisão unânime para Garbatt (7-3-1, 3 KO's). Na 1ª parte, Mrdjenovich (24-7-1, 12 KO's) enfiava potentes diretos na cabeça da campeã que respondia agilmente com ganchos no corpo.

Na 2ª parte, Mrdjenovich recebeu um corte severo acima do olho esquerdo em decorrência de um soco de direita. A campeã capitalizou na vantagem e ampliou o placar, como diz o personagem Conan, O Bárbaro do escritor Robert E. Howard: “se sangra, morre!”. O rosto da desafiante parecia uma maquiagem de sangue no 7° giro.

Nos rounds 9 e 10, o embate voltou a ser parelho, mas o dano já havia sido causado. O público aplaudiu ambas que podem ter futuramente um terceiro embate.

Gutierrez bate Cardona e mantém título

Carolina Gaite / (Foto: Divulgação)


A argentina Carolina Gutierrez Gaite, 33, deteve seu título interino dos supermoscas (52,1 kg) da Associação Mundial de Boxe pela 2ª, desta vez ao superar a colombiana Paulina Cardona, 21 em Córdoba, Argentina, ontem.

Gaite (19-2-0, 13 KO's) buscou o combate com agressividade e sem abrir espaço para Cardona (17-8-4, 7 KO's) comprovando seu favoritismo. Os jurados viram 99-91, 98-92 e 99-91. Gaite é conhecida pelos brasileiros por já ter derrotado Rosilete dos Santos, enquanto, Cardona tem lembranças de sua derrota em 2007 para a brasileira Simone Duarte.

Rojas defende seu trono frente Nashiro

Nobuo Nashiro (esq.) e Tomas Rojas (dir.) / (Foto: Sumio Yamada)


O mexicano Tomas Rojas, 30, fez sua 1ª defesa do título do Conselho Mundial de Boxe supermosca (52,1 kg) batendo por pontos o japonês Nobuo Nashiro, 29, em Osaka no Japão. Rojas (35-12-1, KO's) parece que vai firmar sua carreira após altos e baixos.

O cinturão foi conquistado no mesmo país em setembro da temporada passada por decisão unânime sobre Kohei Kono. Na noite de ontem aproveitou o jogo de distância para evitar a agressividade do samurai no começo da contenda que ao saber dos resultados partiu ainda mais pra cima.

Um choque acidental de cabeças fez o nariz de Rojas sangrar bastante, mas pelas regras da CMB Nashiro teve um ponto descontado. As plaquetas acusaram 116-111, 114-113 e 116-113.



Austin Trout acaba com favoritismo de Rigoberto Alvarez

Rigoberto Alvarez e Austin Trout (Foto: Etzel Espinosa)


Alvarez é vaiado em casa

Austin Trout, 25, não entrou como favorito frente o mexicano Rigoberto Alvarez, 33, mas arrancou-lhe o título supermeio-médio (69,8 kg) da Associação Mundial de Boxe, em Guadalajara, Jalisco, México.

O americano Trout (22-0-0, 13 KO's) dominou com folga colocando agéis jabs e combos de esquerda-direita que neutralizaram Alvarez (26-3-0, 19 KO's). Os locais vaiaram o irmão mais velho do talentoso Saul “Canelo” Alvarez, afinal, estão habituados a serem a força dominante nas categorias mais leves nas Américas. As plaquetas deram vitória por decisão unânime por 119-108.

Rigoberto faturou o título interino em outubro do ano passado ao bater Nobuhiro Ishida do Japão por decisão dívida na casa do rival. Austin Trout venceu seu último embate em novembro de 2009, também seu combate anterior, e pela ausência dos ringues não era visto como favorito.

Agora Trout como campeão “regular” da categoria pode encarar o super-campeão Miguel Cotto de Porto-Rico e se vencê-lo o americano se firma como uma nova potencia no esporte, porém Cotto é um dos lutadores mais duros da atualidade.

Por prevenção Pacquiao cogita abandonar cinturão

Manny Pacquiao / (Foto: Ag. Internacionais)


Considerado o melhor boxeador da atualidade por muitos críticos, o filipino Manny Pacquiao, 32, abandona o título supermeio-médio (69,8 kg) do Conselho Mundial de Boxe (CMB) conquistado ao bater com ampla vantagem o mexicano Antonio Margarito, 32, em novembro do ano passado, para evitar lesões.

No combate contra Margarito, apesar da ampla vantagem, recebeu golpes duros que machucaram suas costelas e face. Margarito além de ser naturalmente maior e mais forte que Pacquiao chegou após a pesagem oficial com 7 quilos a mais que o limite da categoria.

Pacquiao agora luta contra o veterano americano “Sugar” Shane Mosley, 39, defendendo sua coroa dos meio-médios (66,6 kg) no dia 7 de maio no MGM de Las Vegas, Nevada, nos E.U.A. Além de Mosley está sempre sendo especulado seu combate com o americano Floyd Mayweather Jr., porém muitos acreditam que o embate é adiado por ser uma tática de “Money” Mayweather para ver Pacquiao se desgastando com outros e pegar a sobra.

Pacquiao é cobrado pelo CMB pelo não pagamento de taxas das lutas de 2008, porém Michael Koncz, seu conselheiro, afirma que tudo está sendo resolvido. A dívida é de US$ 50 mil (R$ 83,500 mil) da luta com Oscar de La Hoya. Koncz afirma, entretanto, que a bolsa de US$ 30 mil (R$ 50,100 mil) do embate com Juan Manuel Marquez já havia sido descontado pela Top Rank e a empresa que deve pagar o Conselho.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

O Vencedor chega hoje aos cinemas brasileiros

O Vencedor / (Foto: Pôster)


Para o sociólogo francês que morou e lecionou no Brasil, Edgar Morín, as relações humanas são complexas e quando analisadas pelo viés do dualismo são empobrecidas. O filme O Vencedor (2010) que chega hoje aos cinemas brasileiros é mais sobre dramas familiares do que os feitos no ringue do pugilista peso leve Micky Ward.

O americano Ward, interpretado por Mark Wahlberg (Boggie Nights), esteve com o canadense Arturo Gatti numa série de “melhor de três” que é considerada uma das melhores trilogias do boxe na qual venceu o 1° combate, mas perdeu os seguintes. O filme não trata desse período em sua carreira, mas como um lutador supera o status de escada para ter algum respeito ao mesmo tempo que lida com uma família conturbada.

O irmão mais velho Dicky Eklund na atuação de Christian Bale (Batman – O Cavaleiro das Trevas), treina Micky, e é visto como herói local por ter derrubado o lendário Sugar Ray Leonard, em uma luta controversa, mas na fase que a história desenvolve é um dependente químico de aparência frágil, mas que Alice (Melissa Leo), mãe e empresária de ambos, paparica e não vê defeitos.

Outra personagem é a garçonete Charlene (Amy Adams), ex-atleta que não se conforma com a forma que a família trata Micky, portanto, é odiada pela sogra e outras mulheres do clã. Como pugilista Ward não conquistou o ouro das 4 grandes entidades no panorama mundial, mas seu filme tem indicação a sete prêmios do Oscar 2011.

Fim de semana tem Patrick Teixeira e Joaquim Carneiro no ringue

Patrick Teixeira (sem camisa) e Xuxa / (Foto: Arquivo Pessoal)


Neste final de semana os jovens brasileiros Patrick Teixeira, 20, e Joaquim Carneiro, 23, representam o Brasil em ringues internacionais. Também se apresentam os ex-contenders Sergio Mora, 30, e Brian Vera, 29 além da argentina Carolina Marcela Gutierrez Gaite, 33, representando o boxe feminino.

Hoje no Canadá a local Lindsay Garbatt, 28, enfrenta sua compatriota Jelena Mrdjenovich, 28, em uma revanche que Garbatt (6-3-1, 3 KO's) faturou o título vago dos super penas da Women's International Boxing Association (WIBA) (24-6-1, 3 KO's) e agora Mrdjenovich (24-6-1, 12 KO's) terá sua nova chance só que pelo cinturão oficial da instituição em poder da rival.

Na França Joaquim Carneiro (10-2-0, 10 KO's) encara o local Stanislas Salmon, 26, pelo título Mediterrâneo meio-médio do Conselho Mundial de Boxe. Salmon (21-1-1, 9 KO's) entra como franco favorito, pois sua última e única derrota foi em 2007, enquanto, Carneiro que é empresariado por Mauro Katezenelson vem de duas derrotas do ano passado em apresentações internacionais e precisa dessa vitória pra revigorar sua carreira.

No Texas, E.U.A os ex-participantes do Reality Show The Contender Sergio Mora (22-1-2, 6 KO's) que venceu a primeira temporada e Bryan Vera (17-5-0, 11 KO's) sobem no ringue. “A Cobra Latina” Mora tem o favoritismo, mesmo vindo de um empate com Shane Mosley, enquanto, Vera entre 2008 e 2010 realizou 5 lutas perdendo 4, sendo uma para o brasileiro Isaac Rodrigues.

No sábado a Argentina tem sua pugilista Carolina Marcela Gutierrez Gaite, 33, defendendo seu título interino dos super-moscas da Associação Mundial de Boxe frente a colombiana Paulina Cardona, 21. Cardona (17-7-4, 17) que perdeu no ano passado sua única luta de peso pode acabar sendo mais um número no cartel de Gaite (18-2-0, 13 KO's) conhecida no Brasil por vencer Rosilete dos Santos há quase dois anos.

No México o herói local Rigoberto Alvarez, 33, enfrenta Austin Trout dos E.U.A pelo título dos médio-ligeiros vago da Associação Mundial de Boxe. Alvarez (26-2-0, 19 KO's) bateu o japonês Nobuhiro Ishida pelo título interino da AMB ano passado e busca consolidar seu nome no mercado batendo Trout (21-0-0, 13 KO's) invicto e campeão Continental das Américas pelo Conselho Mundial de Boxe.

Na cidade de Maywood, estado da Califórnia, E.U.A, o médio-ligeiro brasileiro Patrick Teixeira (11-0-0, 10 KO's) busca manter a invencibilidade e ganhar o mercado americano contra o local David Lopez, 23. Lopez (3-3-3) não vê uma vitória desde 2008, porém nunca foi nocauteado.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Após sofrer corte em seu último combate Holyfield adia luta com Nielsen

Evander Holyfield / (Foto: AP)



O tetra-campeão mundial dos pesados e melhor cruzador de todos os tempos, Evander Holyfield, 48, teve de adiar sua luta contra o dinamarquês Brian Nielsen, 45, para 7 de maio após sofrer um corte em seu último combate que foi contra Sherman Williams das Bahamas no dia 22 de janeiro.

Holyfield (43-10-2, 28 KO's) estava marcado para encarar o herói nacional da Dinamarca Nielsen (64-2-0, 43 KO's) no dia 5 em Copenhague. A cabeçada que sofreu de Williams o impediu inclusive de terminar a luta que foi invalidada.

“Eu acreditava que estaria no ponto pra lutar com Brian dia 5 de março, mas após outro exame mais detalhado o doutor disse que ei não poderia fazer sessões de sparring até o final do mês”, declarou o veterano americano. “Minha ótima forma física e minha preparação meticuloso são minhas grandes vantagens na carreira e não vou entrar no ringue contra um oponente determinado como Nielsen se não estiver 100%”.

“Levo Nielsen à sério. Preciso de uma vitória convincente para retornar ao topo e desafiar pelo título mundial, então vou dar tempo para a região do corte se recuperar e voltar aos treinos. Estarei no ápice dia 7 de maio e derrotarei Brian Nielsen”, afirma Holyfield.

Nielsen não luta desde abril de 2002, quando bateu o ex-desafiante cruzador Uriah Grant. Dificilmente se apresentou fora da sua natural Dinamarca e quando lutou com os grandes nomes da modalidade como Mike Tyson perdeu. Venceu os ex-campeões mundiais Tim Witherspoon, Larry Holmes e Tony Tubbs, porém quando todos estavam em rota decadente.

“Sempre olho o lado positivo da vida”, declara Nielsen. “Quanto mais treino, mais forte fico. Estaria pronto pra dar ao Holyfield um grande combate dia 5 de março, tenho trabalhado duro com (treinador) Karsten Rower duas vezes por dia em sequencias que mais parecem tortura”.

Shimoda é novo campeão super-galo AMB

Lee e Shimoda / (Foto: AP Photo Shizuo Kambayashi)


No sábado dia 31 o público japonês ganhou mais um representante com cinturão mundial, Akifumi Shimoda, 26, peso super galo faturou o título da Associação Mundial de Boxe em poder do seu compatriota Ryol Li Lee,28, em combate efetuado em Tóquio.

Shimoda (23-2-1, 10 KO's) enviou Lee (17-2-1, 8 KO's) a lona 3 vezes durante o 12° e último assalto e levou pelo placar de 115-111 e 118-109 (duplo). Era a 1ª defesa de Lee que faturou o título ao bater o tailandês Poonsawat Kratingdaenggym que também é campeão de Muay Thai.