sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Rodada do fim de semana

Daniel Geale (esq.) e Felix Sturm (dir.) / (foto: Mariusa Becker / APP)

O principal embate deste fim de semana se dá no sábado na categoria dos médios (72,6 kg) entre o alemão Felix Sturm (37-2-2, 16 KO's), super campeão da Associação Mundial de Boxe (AMB), e o australiano Daniel Geale (27-1-0, 15 KO's), campeão da Federação Internacional de Boxe (FIB), em unificação dos cinturões promovida na Koenig Pilsener Arena, cidade de Oberhausen, estado de Renânia do Norte-Vestfália na Alemanha.

O segundo embate mais badalado se dá entre o campeão "regular" dos médios da AMB, o cazaque Gennady Golovkin (23-0-0, 20 KO's) e o desafiante polonês Grzegorz Proksa (28-1-0, 21 KO's) em confronto no Turning Stone Resort & Casino, na cidade de Verona, estado de Nova York, nos EUA. Este combate terá transmissão ao Brasil pela SporTV com comentários de Daniel Fucs, consulte o guia de programação.

Na preliminar do card de Sturm-Geale a alemã Nadia Raoui (14-1-1, 3 KO's) defende a coroa peso mosca (50,8 kg) da WIBA (Associação Internacional de Boxe Feminino) diante de Samson Tor Buamas (26-2-0, 11 KO's) da Tailândia.

No Sumiyoshi SportsCenter, na capital de Osaka, no Japão, o tailandês Tepparith Kokietgym (20-2-0, 13 KO's) defende a coroa supermosca (52,2 kg) da AMB frente ao local Nobuo Nashiro (18-4-1, 12 KO's).

O sul-africano Nkosinathi Joyi (22-0-0, 15 KO's) faz defesa de seu trono peso mínimo (47,6 kg) da FIB contra o local Mario Rodriguez (14-6-4, 10 KO's), em Guasave, estado mexicano de Sinaloa.

O sul-africano Moruti Mthalane (28-2-0, 19 KO's) viajou para o Panamá para defender o trono peso mosca (50,8 kg) da FIB contra Ricardo Nuñez (24-2-0, 20 KO's) na tradicional Roberto Durán Arena, na Cidade do Panamá.

No domingo quem tem luta marcada no Brasil é o supergalo (55,3 kg) mineiro residente em São Paulo, Aldimar Silva Santos (17-3-0, 9 KO's) que encara na capital paulista o debutante Victor Santos, este combate teve pouca divulgação.



Popó fala ao iG de revanche da Michael

Acelino "Popó" Freitas / (foto: divulgação)


O deputado federal e tetracampeão de boxe Acelino "Popó" Freitas, 36, concedeu entrevista exclusiva ao repórter Rodrigo Farah do iG e falou de sua revanche com Michael Oliveira, o qual nocauteou no 1º encontro, e também das declarações da medalha de bronze em Londres Adriana Lima.

Para conferir a entrevista clique aqui e vá para o site do iG

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Entrevista com Walter Javier Crücce

Walter Crücce / (foto: reprodução)

Na última terça-feira o veterano argentino Walter Javier Crücce, 37, enfrentou o "Demolidor" Jackson Jr., 26, do Brasil, em São Paulo pelo então vago cinturão latino da Organização Mundial de Boxe (OMB) dos meio-pesados (79,4 kg).

Crücce (50-12-0, 37 KO's) apesar de abandonar no 5º round, o que caracterizou nocaute técnico para Jackson, apresentou reflexos, esquiva e golpes dignos da melhor escola de pugilismo da América do Sul e potência mundial no esporte de luvas.

O experimentado portenho já é conhecido pelos brasileiros por ter tentado o mesmo cinturão ano passado, porém foi derrotado por pontos pelo paulista Marcus Vinícius de Oliveira, o "Ratinho", hoje um dos principais nomes do pugilismo nacional. Crücce fala de sua carreira, batalhas e vivência em entrevista ao Córner do Leão.

Como foi o treinamento para encarar Jackson Jr.?

Fui muito bem treinado, porém voltei a lesionar o ombro que já operei.

No Boxrec você está como supermédio (76,2 kg). Tem costume de lutar em outras categorias? Isto influenciou no resultado?

Sou peso médio (72,6 kg) também, já havia lutado nessas categorias, mas não vou fazer mais, pois acabo me prejudicando, (eles) são muito grandes e a única coisa que tenho é que sou mais rápido que eles, mas voltarei aos 72,6 kg.

Em 2011, lutou pelo mesmo título com Marcus Vinícius de Oliveira. Quem pega mais duro Ratinho ou Jackson Jr.?

Para mim pega mais Marcus, porque me derrubou mais vezes, Jackson não teve oportunidade de me encontrar, mas pega duro também. (Crücce foi quatro vezes ao solo diante de Marcus Vinícius de Oliveira).

Você é um veterano e tem movimentos de esquiva elogiáveis. Como faz para se manter no ringue?

Gosto muito de boxear e também que não me acertem e deve ser por isto que me saio assim. Amo a arte de boxear.

Pensa em se aposentar das lutas?

Creio que quando não boxear mais e apenas golpear deixarei de boxear.

Começou no boxe quando criança?

Comecei com 6 anos a boxear e fazer exibições, fiz 147 lutas amadoras e só perdi uma, fui campeão pan-americano em 1995 na Argentina.

Quem são teus ídolos na arena?

Sugar Ray Leonard é um artista como boxeador.

Entrevista com Roseli Feitosa

Roseli Feitosa / (foto: COB Festa / Gabriele Lomba / Globoesporte.com)

Roseli Feitosa, 23, já conheceu os pontos alto e o baixo na carreira de pugilista amadora, foi campeã mundial amador meio-pesado (81 kg) em Bridgetown, Barbados no ano de 2010, e medalha de bronze no Pan de Guadalajara no México no ano seguinte como peso médio (75 kg).

Nesta temporada não conseguiu uma vitória ainda, foi para os Jogos Olímpicos por conta da classificação de sua rival no Pré-Olímpico Elena Vystropova do Azerbaijão que cresceu na competição e lhe abriu uma das vagas destinadas ao continente americano. Em Londres perdeu para a chinesa Jinzi Li.

No ano passado teve uma ruptura no convívio com o técnico da seleção Claudio Aires e se entendeu com o mesmo no começo desta temporada. Em entrevista ao Córner do Leão, Roseli fala de seu começo na modalidade, a conquista do mundial e atual fase que vive no esporte.


Como foi a transição do vôlei para o boxe?

Joguei vôlei durante quatro anos, era atleta federada, fui levantadora, porém sai do vôlei para trabalhar e ajudar minha mãe. Eu trabalhava e estudava. Praticava musculação em uma academia de bairro, lá conheci o Muay Thai e comecei a namorar com o mestre que dava aula nessa academia, hoje em dia ele é meu marido. Comecei a gostar de lutas e um dia estava desempregada e para não ficar em casa sem fazer nada resolvi praticar boxe para perder peso e também aprender a me defender em alguma situação de briga, assalto, violência...

Quais são as qualidades de Álvaro Aguiar como técnico e quais evoluções você teve trabalhando com ele?

Álvaro foi um excelente atleta e é um excelente técnico, muito dedicado e inteligente, mas não treinei muito tempo com ele, foram alguns meses apenas e isso após o mundial de 2010. Ele me ajudou muito, mas não conseguimos finalizar o treinamento que ele tinha planejado para mim. Pelo pouco tempo que trabalhamos juntos, eu consegui melhorar a força e aperfeiçoar os golpes.

O que você sentiu antes da final do mundial de 2010?

O Mundial para mim era uma coisa impossível e por muito pouco eu não teria participado, porque eu queria ir na categoria 75 kg, pois tinha acabado de vencer o brasileiro dela. Mas acabei indo na 81 kg, fui com muito medo porque a mão vem mais pesada (risos)... Mas Deus me deu forças para sair de lá com a vitória, eu não acreditava que após passar por muitas coisas, eu estava ali na final de um Mundial. Fiquei muito nervosa, mas eu pensei muito em Deus e que era uma coisa que eu sempre sonhei, então aquele era o momento de realizar meu sonho.

"A Samsung até quis fazer um patrocínio individual para mim, para David e para Everton (Lopes, campeão mundial peso leve de 2011), mas por algum motivo não deu certo!"

Você ganhou prêmio de melhor atleta do boxe pelo COB, apareceu em matérias televisivas. O que mudou de fato após o título e o que foi mantido?

Olha... Após o título não mudou praticamente nada (risos)... Mas tenho que agradecer muito à Deus, porque após o meu título mundial e também o mundial e as olimpíadas do David Lourenço veio o patrocínio da Petrobras para a seleção, então a benção veio para todos os atletas. Mas para mim Roseli Feitosa, não veio nenhum reconhecimento financeiro pela medalha e nenhum patrocínio individual. A Samsung até quis fazer um patrocínio individual para mim, para David e para Everton (Lopes, campeão mundial peso leve de 2011), mas por algum motivo não deu certo!

"... porque após o meu título mundial e também o mundial e as olimpíadas do David Lourenço veio o patrocínio da Petrobras para a seleção, então a benção veio para todos os atletas"

No mundial deste ano e nos Jogos Olímpicos você não obteve vitórias. Como explica este resultado?

Eu não sei explicar o por quê de tantas derrotas, até porque se eu soubesse já teria encontrado uma solução para este problema. Esse ano eu treinei muito, me dediquei bastante, diferente do ano passado que eu treinei, mas faltei um pouco e não me foquei tanto quanto este ano de 2012. Eu estou em luto ainda, pois em dezembro de 2011, perdi meu irmão Rodrigo de 19 anos em um acidente de moto. Talvez isso seja um dos motivos. Mas me sinto muito forte e creio que isso não seja a justificativa correta. Creio que não era pra ser mesmo.

Apesar que eu sinto muita falta de um técnico só para mim, que sempre fique do meu lado e que me passe a confiança necessária para lutar, que entre na minha mente em uma luta e me motive a virar um combate... Eu tive dois técnicos assim, os quais me ajudaram muito, um foi o Luis Cardoso o outro o Neilson Braga. Sinto Falta disso, de alguém que me ajude dessa forma com o qual me identifique de verdade!

Descer de categoria afetou seu rendimento?

Não porque eu já lutava no 75 kg. Mas algumas vezes eu subia de peso, então eu variava as categorias, isso não me afetou.

Em outubro de 2011 você e Claudio Aires tiveram um desentendimento e voltaram a se falar em fevereiro deste ano visando os Jogos de Londres. E agora como está a relação?

A relação teve que ser melhorada ou então era melhor eu sair da seleção. Porque seria impossível estar brigada com alguém nos treinos, viajando junto e lutando. Ainda mais sabendo que essa pessoa estará no seu córner, mas é cada um na sua, temos de ser profissionais e nada mais.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Baldomir e Rubio lutam 8 de setembro

Divulgação


O argentino Carlos "Tatá" Baldomir, 41, e o mexicano Marco Antonio "Veneno" Rubio, 32, colidem dia 8 de setembro na cidade de Celaya, estado de Guanajuato, no México. O embate é válido pelo cinturão dos médios (72,6 kg) da World Boxing Federation (WBF) - entidade em ascensão.

Rubio (54-6-1, 47 KO's) perdeu posições na elite do boxe quando foi derrotado pelo campeão dos médios do Conselho Mundial de Boxe e seu compatriota Julio César Chávez Jr. Após lutar com "o filho da lenda" em fevereiro, bateu Jorge Cota por nocaute técnico.

Não mais no seu auge, o ex-campeão mundial Baldomir (49-14-6, 15 KO's) nessa temporada foi superado pelo compatriota em crescimento Billy Facundo, porém bateu o também argentino Gaston Alejandro Vega, neste combate Tatá apresentou problemas com a balança. Porém, como já chegou ao topo de sua profissão pode ter cartas na manga para surpreender o mexicano.

"Ele não tem mais a mesma velocidade, e o estudamos muito. Porém ele é um veterano que ainda quer mostrar quem ele é no boxe e estamos preparados para encará-lo e sair com a vitória", declara Rubio ao site internacional FightNews.

Fonte: FightNews

Vídeo de divulgação de Geale x Sturm


Vídeo de MainEvent

No dia 1º de setembro, neste sábado, o australiano Daniel Geale, 31, campeão dos médios da Federação Internacional de Boxe (FIB) e o alemão Felix Sturm, 33, super campeão da Associação Mundial de Boxe (AMB) peso médio, unificam seus cinturões na Koenig Pilsener Arena, na cidade de Oberhausen, no estado de Renânia do Norte-Vestfália na Alemanha.

A promotora disparou o vídeo acima promovendo o encontro de Geale (27-1-0, 15 KO's) e Sturm (37-2-2, 16 KO's).

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Jackson Jr. é novo campeão latino OMB

Jackson Jr. / (foto: arquivo pessoal)

O experiente veterano argentino Walter Javier Crücce, 40, abandonou no 5º assalto o combate contra o mineiro Jackson Jr., 26, no início da noite de hoje no Conjunto Desportivo Baby Barioni, na capital de São Paulo, Brasil. O embate foi válido pelo vago cinturão latino dos meio-pesados (79,4 kg) da Organização Mundial de Boxe (OMB). O abandono é caracterizado como nocaute técnico no boxe profissional.

Conforme relato do técnico de boxe Breno Macedo a luta foi "empolgante". Crücce (50-12-0, 37 KO's) justificou o fato de ser da escola argentina mostrando esquiva e maleabilidade, porém Jackson (12-0-0, 10 KO's) não é conhecido como "Demolidor" à toa. Começou um tanto travado, mas mostrou evolução nos rounds seguintes.

Jackson acertou Crücce na parte inferior do abdômen conseguindo uma queda no 4º assalto, o argentino optou por não voltar no início do 5º assalto. Portanto, Jackson é o novo campeão latino da OMB. Em seu córner subiu o técnico Edson "Xuxa" Nascimento.

Crücce mesmo apanhando mostrou gana, sentiu os golpes, é baixo e original da categoria dos supermédios (76,2 kg), a sua opção em não seguir na luta serve para ilustrar que alguns tem o boxe como meio de vida e não de morte. Com a vitória, Jackson que já é 30º do ranking do Conselho Mundial de Boxe (CMB), deve subir no da OMB também.

Colaborou Breno Macedo

Casa em que Muhammad Ali passou a infância está à venda por US$ 50 mil

Vídeo Associated Press

A casa em que Muhammad Ali, 70, passou a infância está à venda por US$ 50 mil em Louisville, conforme o blog de Wilson Baldini Jr. no site do Estadão.

Ali, lendário pugilista e tido por alguns críticos como o maior pesado da história e até nome máximo de todas categorias, mantém vínculos com a cidade natal, investiu em um museu e comemorou em janeiro seu aniversário.

Fonte: Wilson Baldini Jr.

Entrevista com Kelson Pinto

Kelson Pinto e seu filho Kauan / (foto: reprodução)

Reconhecido por nomes do mundo das lutas como o tetracampeão Acelino "Popó" Freitas e o campeão dos pesados do UFC Junior "Cigano" dos Santos, Kelson Pinto, teve carreiras respeitáveis como pugilista amador e profissional e vem crescendo como treinador de boxe.

Disputou os Jogos Olímpicos de Sidney, Austrália em 2000, perdendo na segunda luta, mas foi prata no Pan-Americano de Winnipeg em 1999. Estreou como profissional com nocaute no 1º assalto há 12 anos atrás, e dividiu ringue com o porto-riquenho Miguel Cotto seis anos depois. Cotto o venceu, e ficou com o cinturão mundial da Organização Mundial de Boxe (OMB), mas Pinto deixou uma marca de respeito no quadrilátero.

Kelson Pinto, conhecido como "Fera", saiu do profissionalismo com 24 vitórias, 22 por nocaute e duas derrotas. Em entrevista ao Córner do Leão fala das experiências como amador e profissional, o trabalho como técnico de boxe para pugilistas e lutadores de MMA em Florianópolis e a necessidade de trabalhar com crianças.


Fale da sua temporada na seleção brasileira: 

Foi uma ótima experiência, conheci vários países e pessoas diferentes. Entrei na seleção em 1996 até 2000 nesse tempo fui campeão nos Jogos Sul-Americanos em 98 no Equador, onde fui consagrado o melhor atleta da América do Sul, daí por diante foram muitas viagem e muitas vitórias e muito trabalho..Em 99 fui prata no Pan-Americano em Winnipeg, depois veio a tão sonhada classificação para as olimpiadas de 2000 em Sidney, no mesmo ano passei para o profissional estreando no México.

Lino Barros, Marcelino Novaes, Kelson Pinto e Claudio Aires no Pan de Winnipeg 1999 / (foto: arquivo pessoal)

Nas seleções há o ambiente de grupo e no profissionalismo o atleta é mais isolado. Como lidou com estas duas situações?

Sim, como o nome já diz "seleção", temos que conviver em grupo, gostei muito e aprendi bastante, foram muitas viagens, muita concentração, alojamentos... No profissionalismo é um pouco diferente, o ritmo de lutas é menor, tem mais tempo pra treinar, estudar o adversário, o que na seleção não tinha como.

Como foi trabalhar com a Golden Boy Promotions?

Foi bom, trabalhamos em uma das maiores empresas do boxe mundial, sai algumas vezes com Oscar de la Hoya para almoçar, jantar. Foi uma fase muito boa.

"... culpamos aos promotores do Brasil que ao invés de promover nosso boxe fora do país, eles querem só ganhar umas gorjetas"

Como é visto o boxeador brasileiro no exterior?

Sempre foi mal visto, isso culpamos aos promotores do Brasil que ao invés de promover nosso boxe fora do país, eles querem só ganhar umas gorjetas, porque o que eles ganham só é apenas gorjetas. Temos bons atletas aqui no Brasil, a prova disso é o MMA,os maiores campeões são brasileiros, vou fazer uma pergunta a vocês, porque o MMA pode e o boxe não? Temos que fazer a carreira dos atletas. 


Kelson Pinto (esq.) e Miguel Cotto (dir.) / (foto: reprodução)

Em 2004, você enfrentou o duro pegador porto-riquenho Miguel Cotto que o bateu por nocaute técnico no 6º assalto. Como foi esta experiência?

Eu estava muito bem preparado, fiquei um mês treinando em Big Bear (Califórnia, nos EUA), com ótimos sparring, treinando muito forte,estava muito confiante, afinal, eu iria lutar pela terceira vez com o Cotto, a primeira no profissional. Mantive o peso durante muito tempo, acredito que foi um erro e que me prejudicou na luta, pois depois da pesagem não recuperei o peso e lutei bem abaixo do meu peso normal. Enquanto Cotto, dois dias antes da luta, faltava perder 4 kg.

Kelson Pinto (esq.) e Miguel Cotto (dir.) em 2004 / (foto: AP)

Os combates lhe deixaram sequelas psicológicas e/ou físicas?

Sim, fiquei com problema na fala, mas não posso dizer se foram dos combates, pois fiz vários tipos de exames e não deu nada.

Thiago Tavares (esq.) e Kelson Pinto (dir.) / (foto: reprodução)

Hoje você atua como professor de boxe para lutadores de MMA. Acredita que os professores de boxe vão migrar pro MMA ou que vão conciliar nos dois esportes?

Acredito que vão conciliar, vou falar por mim que trabalho com os dois, dou aula em projeto social para formar atletas no boxe e estou treinando uma equipe de MMA, aos atletas Thiago Tavares, Kevin Souza, Santiago Ponzinibb, Ivan Batman, Tirlone, Márcio Lyoto, Alexandre Cidade e outros, pois é um esporte que está em alta no momento.

O que agrega ao técnico de boxe o fato de treinar atletas para o octógono?

O esporte está em alta e a procura é grande, portanto devemos aproveitar essas oportunidades.

Territorialmente a região sul é próxima da Argentina e muitos destas terras se apresentam lá. Como é o assédio dos empresários argentinos sobre os lutadores daí?

Não tem assédio, a não ser quando o atleta começa a se destacar.

Quais são as diferenças do boxe em Florianópolis para eixos como São Paulo e Bahia?

A diferença é que São Paulo e Bahia tem muitos atletas e muitas competições, logo o atleta se prepara melhor para grandes campeonatos.

Fale do seu trabalho com projetos sociais:

Comecei a trabalhar com projetos sociais em 2008 no Rio de Janeiro no centro de treinamento da Team Nogueira, levei dois atletas para o Brasileiro em 2009,onde um foi bronze e o outro foi vice campeão. Em 2010 fui para Sergipe e criei um projeto social Resgatando com os Punhos e com 6 meses de treinamento fiz um campeão brasileiro e outro medalhista de bronze. Hoje continuo trabalhando com projetos sociais em Florianópolis no Instituto Thiago Tavares na comunidade da Coloninha e Pró-Casa em São José, onde já temos um campeao brasileiro cadete 2012.

Patrick luta por cinturão juvenil CMB contra Vazquez

Edson "Xuxa" Nascimento (esq.) e Patrick Teixeira (dir.) / (foto: arquivo pessoal) 

O brasileiro Patrick "Alen" Teixeira, 21, disputará no dia 8 de setembro o cinturão supermeio-médio (69,8 kg) versão Intercontinental Juvenil do Conselho Mundial de Boxe (CMB) contra o veterano mexicano Omar Vazquez, 38, no Auditório Teopanzolco da cidade de Cuernavaca, estado de Morelos, no México.

O catarinense Teixeira (17-0-0, 15 KO's) é dono de rápidos nocautes, seus cinco últimos combates foram vencidos antes do encerramento do 2º assalto sendo que os dois últimos foram em solo mexicano contra lutadores experimentados.

A equipe de Santana do Parnaíba, comandada por Eduardo Mello Peixoto está conduzindo Patrick de forma gradual de forma que preserva sua carreira e seu crescimento, tanto que hoje é um dos melhores do Brasil no cenário. Teixeira ainda conta com promoção da família Maldonado, reconhecida no mundo pugilístico.

Vazquez (17-19-4, 8 KO's) é pugilista experiente, já boxeou 258 rounds e é de um país potência no esporte de luvas. Mesmo assim Patrick aparece como favorito, e com isto subirá nos rankings mundiais. Já é campeão dos médios Fedecentro pela Associação Mundial de Boxe (AMB), título conquistado ao bater Samir Santos Barbosa em março.

Além de ter como empresário Mello, Patrick tem no seu córner o técnico Edson "Xuxa" Nascimento e seu match-maker é Patrick "Xuxinha" Nascimento, filho de seu instrutor. O jovem Xuxinha vê no futuro combate de Patrick a chance de trazer novo cinturão para Santana do Parnaíba.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Ameaças e vandalismo cancelam sessão de treinos de Sergio Martínez aberta à imprensa

Julio César Chávez Jr. (esq.) e Sergio Martínez (dir.) / Divulgação

Ameaças e um incidente de vandalismo levaram a equipe do argentino ex-bicampeão mundial de boxe Sergio "Maravilla" Martínez, 37, cancelar sua sessão de treinos aberta à imprensa na terça-feira em Ventura, Califórnia nos EUA. Em 15 de outubro enfrentará o campeão mundial dos médios Julio César Chávez Jr., 26, do México.

"Na última semana Sergio recebeu ameaças anônimas e teve o carro em frente a sua casa vandalizado", revela o promoter britânico Lou DiBella que trabalha com Martínez. "Infelizmente, até que tenhamos uma equipe de seguranças no local teremos de suspender toda e qualquer aparição pública de Sergio, incluindo o treino aberto em Oxnard. Pedimos desculpas pelo inconveniente à imprensa e fãs que pretendíamos receber amanhã".

Martínez (49-2-2, 28 KO's) é considerado o melhor peso médio da atualidade e está entre os três maiores pugilistas da atualidade independente de peso. Chávez Jr. (46-0-1, 32 KO's), campeão pelo Conselho Mundial de Boxe (CMB), trocou declarações pesadas com ele no programa Face Off da americana HBO e ambos já vinham se provocando por canais da imprensa.

Fonte: The Sweet Science

Fernanda Motta aparece como boxeadora em capa da Top Magazine

Fernanda Motta na capa da Top Magazine / (foto: Luis Crispino)

A modelo internacional Fernanda Motta aparece na capa do último número da revista Top Magazine como boxeadora. A imagem ilustra editoral que fala do crescimento da tendência esportiva na moda. As fotos são de Luis Crispino, profissional reconhecido na área.

A moda assim como outros segmentos, inclusive o mercado de luxo, possuem interesse na nobre arte, dotada de charme e glamour no exterior. São poucos os brasileiros que conseguem crescer em momentos como este.


Via Felipe Moledas - Facebook

Presidente da AIBA quer mais mulheres competindo em Rio 2016

Adriana Araújo / (foto: Daniel Marenco / FolhaPress)

O sul-coreano Ching-Kuo Wu, presidente da AIBA (Associação Internacional de Boxe Amador), prometeu aumentar o número de categorias de pugilismo feminino nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

O cartola que também é membro do Comitê Executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI), foi o líder da abertura para o boxe feminino em Jogos Olímpicos. Nesta estreia a brasileira Adriana Araújo levou o bronze na categoria peso leve (60 kg).

"Eu disse antes das Olimpíadas que as boxeadoras precisavam causar boa impressão em Londres, e elas certamente conseguiram isso", aponta o dirigente no site Inside The Games.

"As mulheres surpreenderam a todos com seus talentos e conquistaram o apoio do público. Não será fácil (aumentar o número de categorias) porque o COI está tentando manter o número de eventos, mas mesmo assim vou levar essa discussão adiante. Vários membros da entidade me disseram que gostaram de assistir ao boxe feminino em Londres, completa Ching-Kuo.

Fonte: Ahe!

"Será meu oponente mais difícil"

Nonito Donaire / (foto: Chris Farina Top Rank)

No dia 13 de outubro o filipino Nonito Donaire, 29, defenderá suas coroas unificadas da Organização Mundial de Boxe (OMB) e Federação Internacional de Boxe (FIB) supergalo (55,3, kg) diante do japonês Toshiaki Nishioka, 36, no Home Depot Center da cidade de Carson, no estado da Califórnia, nos EUA.

Uma das lutas mais esperadas da temporada levantou comentários de Donaire (29-1-0, 18 KO's): "será meu oponente mais difícil". O filipino só perdeu em sua segunda luta em 2001, desde lá acumulou cinco cinturões em quatro categorias de peso distintas.

"Ele não é apenas rápido, forte e experiente, mas também é canhoto. Então há muitos fatores quanto ao seu estilo que não encontrei em outros, aponta Donaire à Ring Magazine. O "Filipino Flash" solicitará que ambos passem por exames aleatórios anti-doping.

Toshiaki Nishioka / (foto: Naoki Fukuda)

Nishioka (39-4-3, 24 KO's) não perde desde que foi superado por decisão unânime pelo então campeão dos galos do Conselho Mundial de Boxe (CMB) e lenda do Muay Thai Veeraphol Sahaprom da Tailândia em março de 2004, ou seja, 8 anos e 5 meses.

Vic Darchinyan, Rafael Concepción, Hernán "Tyson" Marquez, Fernando Montiel, Wilfredo Vazquez Jr. e Jeffrey Mathebula são nomes na lista de rivais superados por Donaire, dono de punhos rápidos e decisivos e tido como melhor supergalo da atualidade.

O longevo Nishioka iniciou no profissionalismo em 1995, e se mantém em alto rendimento aos 36 anos. Já é campeão emérito supergalo do Conselho Mundial de Boxe (CMB), a cinta regular pertence à Abner Mares do México. A vitória do japonês sobre o mexicano Rafael Marquez e as defesas de cinturão o colocam como 2º melhor do mundo na categoria.

Fonte: Ring

Daniela Bermudez defende cinta interina AMB com nocaute no 2º assalto

Vídeo de TyC Sports

A argentina Daniela Bermudez, 23, fez na sexta-feira sua primeira defesa do cinturão interino supermosca (52,2 kg) da Associação Mundial de Boxe (AMB) com um nocaute no 2º assalto sobre Olga Julio, 26, da Colômbia no Club Sportivo America, em Rosario, província de Santa Fé, na Argentina.

Bermudez (10-2-2, 3 KO's), conhecida como "La Bonita" começa a se tornar uma realidade num país que tem diversas campeãs do mundo como Marcela "La Tigresa" Acuña, Yesica Bopp, Monica "La Gata" Acosta, Fernanda Alegre e Carolina Duer.

A local finalizou Olga Julio (14-13-1, 9 KO's), com uma sequência de golpes devastadora mostrando que a colombiana não está no seu nível tanto que a lutadora de Barranquilla nunca ganhou de rival com cartel positivo. Bermudez possui socos fortes e qualidade técnica, e tendo como base a Argentina está no caminho para ser mais uma força no boxe feminino.

Ji-Hyun Park bate Ana Arrazola na Coréia do Sul

Ji-Hyun Park / (foto: divulgação)

Mexicana quer revanche

No sábado a mexicana Ana Arrazola, 30, perdeu para sul-coreana Ji-Hyun Park, 27, por decisão unânime no ginásio municipal de Buncheon, na Coréia do Sul. As papeletas apontaram 98-95, 97-93 e 97-94.

O marido e manager de Arrazola (23-8-3, 18 KO's), Juan Carlos "El Bronco" Contreras revelou ao site argentino de boxe NotiFight que estavam em desvantagem, por serem jurados do país e espera revanche com Park (17-2-0, 5 KO's).

O encontro foi na categoria peso mínimo (47,6 kg) com defesa de cinturão de Park da entidade IFBA (Associação Internacional de Boxe Feminino), entidade ainda pequena.

Fonte: NotiFight

Mundo não esquece Eder Jofre

Eder Jofre / (Folha Press)

Conforme o jornalista Wilson Baldini Jr. do Estadão em seu blog, a publicação Boxing News coloca Eder Jofre como o 28º melhor de todos os tempos independente de peso à frente de feras como Joe Frazier, Thomas Hearns, Wilfredo Benitez, George Foreman e outros.

Os cinco cabeças da lista são Sugar Ray Robinson, Muhammad Ali, Henry Armstrong, Joe Louis e Sugar Ray Leonard. A Associação Mundial de Boxe (AMB) tem o Galo de Ouro como o melhor de sua categoria em todos os tempos, enquanto a Ring Magazine recentemente declarou o pugilista paulistano como o melhor dos anos 1960 superando Ali, Frazier, Foreman dentre outros em um período muito ativo no boxe.

Fonte: Wilson Baldini Jr.

Ryōta Murata deixa os ringues após ouro em Londres 2012

Ryōta Murata / (foto: Scott Heavey / Getty Images Europe)

Ryōta Murata, 26, medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 pela categoria dos médios (75 kg) declarou que deixara o pugilismo e passará a viver como treinador garimpando novos talentos no Japão, seu país.

Murata rompeu com um jejum de 48 anos de medalhas de ouro para o Japão quando bateu o brasileiro Esquiva Falcão por 14 a 13 no dia 10 de agosto em batalha controversa e criticada que depois o árbitro polonês Mariusz Gorny assumiria ao colega brasileiro Jones Kennedy que não acreditava na possibilidade dos pontos descontados de Falcão e dados ao asiático alterar o resultado do combate.

Gorny puniu Esquiva por excesso de clinches, porém não só o capixaba atuou desta forma, com isto Murata se iguala à Takao Sakurai, medalha de ouro nos Jogos de Tóquio 1964. O jovem Murata recusou propostas para seguir no boxe profissional e prefere estudar Ciência Esportiva para ajudar na melhora de rendimento de seus compatriotas.

Fonte: FightNews

domingo, 26 de agosto de 2012

Jackson Jr. disputa cinturão latino OMB na terça-feira

Jackson Jr. / (foto: reprodução)

O meio-pesado (79,4 kg) mineiro radicado paulista Jackson Jr., 26, o "Demolidor" disputará na terça-feira (28/08) o vago cinturão latino da Organização Mundial de Boxe (OMB) contra o argentino Walter Javier Crücce, 37, no tradicional Conjunto Desportivo Baby Barioni, na capital de São Paulo, Brasil.

Em agosto de 2011, Jackson (11-0-0, 9 KO's) venceu Pedro Otas no que foi a "luta do ano" em território nacional, depois passou por Ruy da Glória e superou Ricardo Ramallo da Argentina por pontos e fevereiro deste ano.

Apesar de estar abaixo de Ramallo no ranking, Crücce (50-11-0, 37 KO's) é adversário experiente, carreira iniciada em 1995, e vem também da escola argentina, nação respeitada no universo da nobre arte. Sua última derrota foi para o brasileiro Marcus Vinícius, o "Ratinho", em disputa pelo mesmo título, perdeu por decisão unânime.

Para esta batalha Jackson não estará mais com Servílio de Oliveira e o técnico Ivan "Pitu" de Oliveira, grupo com o qual chamou atenção da mídia como promessa do pugilismo. O pegador mudou para o Centro de Treinamento de Santana do Parnaíba e terá em seu córner Edson "Xuxa" Nascimento conhecido por treinar atletas como Patrick Teixeira, Irineu Beato Costa Jr. e Marcelo "Martelo" Nascimento.

30º do ranking do Conselho Mundial de Boxe (CMB) a vitória sobre Crücce o colocará no ranking da OMB, porém o argentino busca o mesmo objetivo.

Serviço

Terça-feira (28/08)

Conjunto Desportivo Baby Barioni

Endereço: Rua Germaine Burchard, nº 451. Água Branca, São Paulo - SP.

Horário: 18h30

David Lourenço busca tratamento para depressão

David Lourenço da Costa / (foto: divulgação)

O boxeador paulista David Lourenço da Costa, 20, desapareceu no dia 10 de agosto e só foi encontrado cinco dias depois após extensa manifestação da imprensa, celebridades e redes sociais e por fim a ligação do amigo na casa do qual ele estava.

Para Ailton Cardoso de Deus, pai de David, o filho foi muito pressionado por resultados o que desencadeou um quadro de depressão. O atleta iniciou tratamento com um psicólogo e por determinação de um psiquiatra só voltará aos treinos dia 10. "Eu cobro resultado e dedicação ao boxe", aponta Ailton Cardoso que busca estimular o filho de forma positiva e saudável conforme depoimento dado por mensagem de Facebook.

Atritos com a CBBoxe

David foi campeão olímpico e mundial juvenil dos meio-médios (69 kg) há dois anos, porém se sentiu abandonado pela CBBoxe (Confederação Brasileira de Boxe) segundo o pai que relata o fato do atleta não ter ido com a equipe nacional para os Jogos de Londres 2012, mesmo como sparring assim como outros pugilistas que não são titulares das categorias.

"Acredito que eu incomodo eles por que tudo (que faço). (Busco) saber (tudo) ou nao assina nada antes que eu olhe primeiro", relata o pai sobre sua relação com a Confederação. "Mais uma que eles não estão nem aí com os atletas".

A CBBoxe até o momento que este texto era escrito não publicou algo em relação ao desaparecimento de David em seu site oficial ou nos perfis de Facebook e Twitter. Sobre esta atitude Ailton revela: "não sinto nada por quê da Cbboxe não se espera nada durante o (tempo em que) Mauro (José da Silva, o presidente) estiver lá. Ele que jogar o David contra a família".

Nota do Editor: Este espaço está aberto para a CBBoxe manifestar seu ponto de vista desta e outras questões. Busco contato com a Confederação para ter sua versão dos fatos neste blog.

Produção de cinebiografia de Tapia avança

Johnny Tapia / (foto: Getty Images)

A cinebiografia do ex-campeão mundial de boxe Johnny "Mi Vida Loca" Tapia tem seu ritmo acelerado e o ator e modelo americano Shiloh Fernandez, 27, é o escolhido para ser seu interprete. O pugilista falecido em maio aos 45 anos teve divulgada semana passada por autoridades que a causa da morte foram problemas cardíacos acometidos pela ingestão de medicamentos controlados.

O filme independente dirigido por Eddie Alcazar focará na infância problemática de Tapia (59-5-2, 30 KO's) que foi marcada pela ausência do pai assassinado antes de Tapia nascer e de ter sido testemunha do sequestro, estupro, enforcamento, esfaqueamento da mãe que foi deixada para morrer, Tapia tinha apenas 8 anos.

Tapia se tornou pentacampeão da nobre arte dos supermoscas, galos e penas, porém as marcas e seus demônios sempre o perseguiram e teve de conviver com prisões e dependência química.

Fernandez já atuou em Garota da Capa Vermelha (2011), Skateland (2010) e esta na refilmagem de Evil Dead, filme trash que ganhou o status de cult gerando produtos em outras mídias. O americano também é modelo.

Shiloh Fernandez / (foto: AP)

Fonte: Hollywood Reporter

Face Off: Sergio "Maravilla" Martínez e Julio César Chávez Jr

Vídeo da HBO

No dia 15 de setembro, o mexicano Julio César Chávez Jr., 26, defenderá sua coroa dos pesos médios (72,6 kg) do Conselho Mundial de Boxe (CMB) diante do argentino Sergio "Maravilla" Martínez, 37, nos EUA. Ambos desafetos pessoais gravaram participação no programa Face Off da americana HBO com o jornalista Max Kellerman.

Chávez Jr. (46-0-1, 32 KO's) garante que não vive na sombra de seu pai, mas é um novo "Chávez", como se fosse continuação do lendário pugilista azteca. Martínez (49-2-2, 28 KO's) afirma que encerrará a carreira do jovem e que o mesmo não conseguirá acertá-lo.

sábado, 25 de agosto de 2012

Arthur Abraham é o novo campeão supermédio OMB

Arthur Abraham / (foto: Andreas Rentz / Getty Images Europe)

O armênio radicado na Alemanha "King" Arthur Abraham, 32, venceu há poucos instantes o alemão Robert Stieglitz, 31, tirando-lhe o cinturão supermédio (76,2 kg) da Organização Mundial de Boxe (OMB) na O2 World Arena, em Kreuzberg, em Berlim, na Alemanha.

Stieglitz (42-3-0, 23 KO's) foi mais ativo no começo, e Abraham (35-3-0, 27 KO's) começou a se mexer no 5º assalto colocando no assalto posterior dois golpes fortes de direita. O desafiante teve seu melhor momento na luta no 9º giro, e Stieglitz no 10º o superou e se recuperou mostrando que era um combate parelho.

No final as papeletas apontaram Abraham por 116-112, 116-112, 115-113 lhe conferindo como novo campeão supermédio WBO Arthur Abraham, portanto destituindo Robert Stieglitz. A luta foi apertada e pode gerar revanche entre dois dos mais populares nomes do boxe alemão contemporâneo.


Vídeo de 1HD

Sam Soliman vence eliminatória e desafiará pelo cinturão mundial dos médios da FIB

Sam Soliman / (foto: Jason South)

O australiano Sam "King" Soliman, 38, venceu ontem Giovanni Lorenzo, 31, da República Dominicana no The Arena, cidade de Geelong, estado de Victoria, na Austrália, na pontuação por decisão unânime em combate eliminatório para definir o futuro desafiante ao cinturão dos médios (72,6 kg) da Federação Internacional de Boxe (FIB).

Participante da 3ª edição do reality show americano The Contender, Soliman (42-11-0, 17 KO's) encontrou rival duro em Lorenzo (31-5-0, 23 KO's), porém o veterano pugilista acuou o rival latino com golpes precisos e chegou a derrubá-lo no 12º assalto. As papeletas apontaram 117-110, 118-108 e 118-109.

O campeão atual da FIB é o também australiano Daniel Geale (27-1-0, 15 KO's) que parte para a unificação dia 1º de outubro com o alemão Felix Sturm (37-2-2, 16 KO's), super campeão da categoria pela Associação Mundial de Boxe (AMB).

Fonte: FightNews

Medalhistas voltam a criticar CBBoxe

Da esquerda para direita: Esquiva, Adriana e Yamaguchi / (foto: Agência Petrobrás)

Os medalhistas de boxe olímpico em Londres 2012 voltaram a criticar a Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe). Esquiva que perdeu o ouro por um ponto depois de punição dada pelo árbitro Mariusz Gorny, que acreditava prejudicar o brasileiro, em seu combate contra o japonês Ryōta Murata aponta que o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) demorou a pedir a revisão de seu embate na final dos médios (75 kg).

O COB entrou com pedido à AIBA (Associação Internacional de Boxe) dia 17/08, seis dias após o combate, a instituição recusou a solicitação. Esquiva que esteve junto de seu irmão Yamaguchi, bronze nos meio-pesados (81 kg) afirmou aos órgãos de imprensa que o movimento demorou muito a ser feito, o que impossibilitou seu ouro.

Conforme a regra o recurso deve ser solicitado 30 minutos após o embate. Questionado por que não entrou com recurso na derrota de Esquiva pela Agência Estado, o presidente da CBBoxe, Mauro José da Silva, afirmou não ter nem assistido a luta, primeira final do boxe olímpico brasileiro. Por outro lado afirma ter três medalhas olímpicas em sua administração.

Adriana Araújo, medalha de bronze dos pesos leves (60 kg) defende que a CBBoxe não tem relação com sua conquista, sendo em Londres estreia do boxe feminino competitivo. A baiana também aponta em matérias que foi humilhada pelo dirigente. O trio e outros atletas revelam que sua situação mudou com apoio da Petrobras e esperam que novos patrocinadores surjam.

Mauro Silva, na presidência desde 2009, respondeu de forma irônica conforme a matéria apontando que "eles ganharam sozinhos" e depois mencionando o trabalho de equipe técnica, técnicos e a estrutura da CBBoxe.

Fontes: Diário do Grande ABC e Portal Terra

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Vídeo: Centro de Treinamento de Gennady Golovkin

Vídeo de K2 Promotions

O cazaque Gennady Golovkin, 30, se prepara para defender o trono dos pesos médios (72,6 kg) da Associação Mundial de Boxe (AMB) diante do desafiante polonês Grzegorz Proksa, 27, no dia 1º de setembro no Turning Stone Resort & Casino, em Verona, no estado de Nova York, nos EUA.

Golovkin (23-0-0, 20 KO's) se prepara em Big Bear, na Califórnia, EUA, para o que será sua 5º defesa de coroa. Proksa (28-1-0, 21 KO's) sofreu apenas uma derrota que foi este ano e em julho já a vingou.

Casca vai em novembro ao Uruguai em busca do sucesso

Casca (centro) / (foto: reprodução)

O superleve (63,5 kg) catarinense Claudinei "Casca" Lacerda, 32, não teve um ano fácil, teve uma vitória, mas três derrotas consecutivas. Seu próximo embate será dia 3 de novembro no Uruguai diante do dominicano Juan Carlos Abreu, 25, em apresentação programada para 10 rounds.

Casca (14-5-0, 10 KO's) no início da temporada bateu Renato Pedro, que vinha de 21 derrotas e uma vitória. Depois fez lutas duras contra Humberto Soto do México e o russo Eduard Troyanovski, sua resistência foi ressaltada apesar de perder no final. Em seu último combate perdeu para o rival Fernando "Fumaça" da Silva, tendo cada uma vitória.

Conhecido como "Merengue", Juan Carlos Abreu (11-0-0, 10 KO's) só teve uma vitória por pontos, lutando até o 6º giro. Apenas dois de seus rivais tinham mais vitórias do que derrotas, porém tem mão pesada e defenderá seu título da Juventude (Youth) da Federação Internacional de Boxe (FIB).

Rodada do fim de semana

Robert Stieglitz e Arthur Abraham / (foto: Divulgação)

Nesta sexta-feira na Austrália, o participante da 3ª temporada do reality show americano The Contender, o local Sam Soliman (41-11-0, 17 KO's) encara o dominicano Giovanni Lorenzo (31-4-0, 23 KO's) em eliminatório que define o próximo desafiante ao cinturão dos médios da Federação Internacional de Boxe (FIB) em posse do australiano Daniel Geale.

A veterana americana Chevelle Hallback (28-8-2, 11 KO's) encara a compatriota Victoria Cisneros (6-13-2, 2 KO's) pelo vago cinturão interino superleve da WIBA (Associação Internacional de Boxe Feminino).

O principal embate do final de semana será no sábado entre os supermédios Robert Stieglitz (42-2-0, 23 KO's) da Alemanha defendendo seu título da Organização Mundial de Boxe (OMB) diante do armênio radicado alemão "King" Arthur Abraham (34-3-0, 27 KO's).

Na Coréia do Sul, a local Ji-Hyun Park (16-2-0, 5 KO's) enfrenta a mexicana Ana Arrazola (23-7-3, 18 KO's) no Sports Center de Okcheon Gun. Também sábado.




quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Samir luta contra argentino, mas ainda quer revanche com Patrick

Samir dos Santos no Córner / (foto: Guga VW)

O gaúcho Samir Santos Barbosa, 32, se prepara para seu 3º combate neste ano, terá no dia 14 de setembro luta contra o argentino Luciano Leonel Cuello, "El Principito", 28, em embate válido pelo cinturão sul-americano dos supermeio-médios (69,9 kg).

Em março Samir (30-9-3, 21 KO's) sofreu nocaute no 1º assalto para o catarinense Patrick Teixeira, em maio nocauteou o baiano Daniel Sabóia. Cuello (30-2-0, 14 KO's) só foi derrotado até hoje pelos mexicanos Julio César Chávez Jr. e Saúl "Canelo" Álvarez, ambos destaques do boxe atual.

Samir fala sobre como é enfrentar um oponente de um país com boxe mais forte e dono de currículo respeitável e também da possível revanche com Patrick ao Córner do Leão.

Como está sua preparação para enfrentar Luciano Leonel Cuello?

Minha preparação de lutas nunca paro e me mantenho treinando sempre para o próximo combate, apenas direciono e tento junto ao meu treinador de ver lutas do meu adversário e traçar uma tática para impor no ringue.

O que sabe do estilo do rival?

É um adversário muito forte e assim como eu com seus mais fortes adversários fez as melhores lutas, tem uma boa resistência e segue sempre até o fim um plano de trabalho, sempre muito concentrado.

Só os mexicanos Sául "Canelo" Álvarez e Julio César Chávez Jr. venceram Cuello. O que pensa desse retrospecto?

Enfrentou dois dos melhores lutadores do mundo e hoje ainda invictos, um filho de um grande ídolo do boxe mundial e o outro também um fenômeno e contra Chávez Jr. vendo a luta deles tenho minhas dúvidas se ele só não perdeu por estar lutando no pais do adversário, pois fez uma luta muito parelha, ja contra Canelo, entre dois grandes lutadores ás vezes o detalhe faz a diferença e foi no detalhe que o mexicano conseguiu aplicar os melhores golpes fraturando o nariz do argentino e mais uma vez, sendo a luta fora de casa, interromperam o combate, o que dificilmente aconteceria se fosse em solo argentino.

O cartel de Cuello é respeitável e pode colocá-lo como favorito. O que pensa deste quadro?

Não sofro com isto, estou acostumado a enfrentar adversários de nome e que são favoritos e bem colocados em rankings mundiais, e nem por isto deixo de subir com a mesma garra e vontade de vencer a luta. Quando vou para guerra subo determinado a vencer até soar o gongo do último round e nunca passa por minha mente o conceito de derrota. Vou para vencer.

Caso vença Cuello pensa em buscar a revanche contra Patrick Teixeira?

A luta contra Cuello é uma, Patrick é outra... Fiz o pedido da revanche um mês depois de minha derrota para ele e até o momento não obtive resposta de seu match-maker. Entendo que deva ter uma agenda, mas nem ao menos tive retorno. Acredito que a revanche é apenas questão de tempo e resposta por parte dos agentes dele, pois da minha parte, a qualquer momento que marcar a luta estarei preparado e confiante para reverter o resultado do primeiro confronto.

Entrevista com Ahmed Kaddour

Ahmed Kaddour / (foto: reprodução)

Em 2004, o mundo conheceu o boxe de Ahmed Kaddour, 30, quando o atleta libanês radicado na Dinamarca esteve confinado na 1ª edição do reality show americano The Contender apresentado pelo ator Sylvester Stallone e o lendário boxeador Sugar Ray Leonard.

Até então invicto teve seu cartel manchado com derrotas para o americano Ishe Smith e o mexicano Alfonso Gomez, deixando assim a atração. Em 2006 deu uma pausa na carreira por problemas pessoais, enfrentou um divórcio e regressou três anos depois.

No amadorismo foi hexa campeão dinamarquês, bicampeão escandinavo e membro da equipe nacional. No momento Ahmed "Baby Face" Kaddour (25-2-1, 10 KO's) busca revanches com os únicos dois pugilistas que o derrotaram. Na entrevista ao Córner do Leão ele fala da nova fase e os projetos futuros.


Como descreve o tempo em que passou no reality show The Contender?

Bom... o Contender foi uma enorme experiência televisiva para mim e amei ser um dos poucos lutadores de todo mundo que estiveram naquele reality show. Participar foi uma grande chance de mostrar meu nome ao mundo do boxe e ter fãs no mundo todo, agradeço ao Mark Burnett (produtor), Sylvester Stallone, Sugar Ray Leonard e a TV NBC. Não me arrependo de nada, mesmo eu tendo "perdido" no show, na verdade não acredito que fui superado. Sou um lutador e por conta do resultado não me aposentei e não planejo isto tão cedo.

Você ainda faz anotações sobre seus rivais como apareceu na TV? Como isso ajuda um pugilista?
Não tenho hábito de anotar, mas às vezes assisto as lutas antigas de meu oponente e tento ver como ele luta então discuto uma estratégia com meu treinador e praticamos em cima disso, se precisar mudamos durante o combate nossa estratégia e nos adaptamos. É sempre bom saber contra quem lutará para poder se preparar se ele é canhoto ou não isso faz diferença.

Você esteve inativo entre 2006 e 2009. Por quê ficou fora estes anos?

Sim, é verdade. Eu fiquei fora do ringue por aproximadamente 3 anos e não me arrependo, precisava de um tempo fora, estava passando por problemas pessoais com minha ex-esposa e um divórcio difícil, então precisava de tempo fora do ringue. Não estava 100% mentalmente e não treinava como deve um campeão.

Agora você quer lutar contra Ishe Smith e Alfonso Gomez, os dois únicos a derrotá-lo. Tem obtido sucesso nesta busca?

Tenho chamado os dois desde o encerramento do show em 2005, as últimas respostas que obtive foi que Ishe está com outros planos e trabalhando com Floyd (Mayweather Jr.) e eles tem outra meta para sua carreira, respeito isto e não tenho nada a dizer, mas seria bom para mim e principalmente para os fãs a revanche. Quanto ao Gomez ele disse estar querendo muito me enfrentar, mas honestamente creio que é mais da boca para fora, venha e assine o contrato. Ele sabe e o resto do mundo sabe assim como os produtores do show sabem que ele nunca ganhou a luta, e que deram à ele. Respeito ele como pugilista e homem, e ele tem obtido boas vitórias nos últimos anos, mas o tempo chegou ao fim, se você quiser encerramos isso.

Smith declarou ao site World Boxing News que está procurando uma oportunidade mundialista ao lado de Floyd Mayweather Jr. e que encará-lo não está nos planos agora. Acredita que ele diz a verdade?

Não sei o que se passa na cabeça dele, o cara é adulto e sabe o que quer. Estou certo que Floyd o colocará em boas lutas logo, mas uma revanche entre nós é algo maior que uma disputa de cinturão... O melhor de nós dois, porém não posso sentar e esperar que me deem a revanche, a vida segue e assim minha carreira.

Em que estágio estão as conversas com Gomez?
Não falo com ele (pessoalmente) e nem tenho falado desde o encerramento do programa.

Além de Gomez e Smith há mais alguém que queira no ringue?

Não penso tão além deles, Terei uma luta por vez e meu próximo embate será 22 de setembro em Frederikshavn, na Dinamarca contra Max Maxwell da Inglaterra, o evento é da promotora Sauerland. Sou abençoado por trabalhar com este time, no momento estou em um Centro de Treinamento em Berlim na Alemanha junto de outros pugilistas da Sauerland.

Na categoria dos supermeio-médios (69,9 kg) quem você considera a elite?

Sou temente apenas à Deus! Não há ninguém que me faça duvidar de minhas habilidades no ringue, aceitei todas lutas que me foram oferecidas desde meu início no boxe aos 8 anos.

Quem são seu ídolos no boxe?

São poucos, Muhammad Ali, Mike Tyson, Oscar de La Hoya, Tito Trinidad, Shane Mosley, Roy Jones Jr... estes lutadores são a razão que me levaram ao boxe e claro quando criança adorava assistir aos filmes do Rocky (Balboa).

O que o fortaleceu e fez acreditar neste retorno?

Eu quero agradecer em primeiro lugar minha família e minha namorada que logo será minha noiva, por todo apoio, também quero agradecer a Sauerland por me ajudar a retomar minha carreira, me apoiar e acreditar em mim além. Não posso esquecer do amor dos fãs que tenho no meu coração, eles estão comigo em todos esses anos. Agradeço cada um deles, Deus abençoe todos, desejo-lhes um ótimo fim de ano. O Baby Face voltou!


English version



In 2004, the world met Ahmed Kaddour, 30, when the lebanese who resides in Denmark was part of the reality show The Contender, hosted by Sylvester Stallone and Sugar Ray Leonard.

Until then unbeaten he had his record maculated by two loses, one for the american Ishe Smith and the other to the mexican Alfonso Gomez, which caused his left of the series. In 2006 he took sometime of to return three years later after personal issues with a divorce.

6 time danish champion, twice scandinavian champ and former member of the national team by now Ahmed "Baby Face" Kaddour (25-2-1, 10 KO's) wants rematches with the only two men capable of surpassing him. He talks about the desired rematches and other subjects in this interview to Córner do Leão.


How can you describe the time you've spent on the Contender reality show?

Well... The contender was a huge TV experince for me and I loved being one of the few fighters from around the world to be on that reality show. Being on the actually show was a great way to bring my name out in the boxing world and to establish fans from all over the world. Thanks to Mark Burnett, Sylvester Stalone, Sugar Ray and NBC TV... I do not regreat anything even though I ''lost'' on the show, witch I didnt think I did.. But I'm fighter and because of the outcome I didnt retire and have no plans to do so...


Do you still take notes in your notebook of fighters like it was shown on TV? How does it help a boxer?

I dont really take any notes but I do sometimes look at my opponent past fights and try to see the way he fights and I will discust a game plan with my trainer and we train after that, if we have to we can change during the fight our plan and mix it up... It's always good to know who u are fighting so that way you can prepare if he is a south paw or not that does make a different..

You was out of the scenario from 2006 to 2009. Why did you took those years off?

Yes true, I was out of the ring for about 3 years and I dont regreat that, I had to take some time off because I was going to some personal problems with my ex-wife, and a messy divorce, so I needed that time to be out of the ring, I was not 100% mentally ready and I was not training as a champion should be..,

Now you're searching for battles with Ishe Smith and Alfonso Gomez, the only two boxers that have beaten you. Having any success in this quest?

I have been calling them both out ever since the show ended from 2005, the last responds I got from both was Ishe is having other plans and he is working with Floyd (Mayweather Jr.) and they got a different plan for hes career, I respect that and have nothing to say but it will be nice for me and mostly for the fans to get a rematch, as for Gomez he said he is willing to fight me but I honestly think is more in his mouth, really steep up and sign the contract. He knows and the rest of the world knows along with all the producers from the show he never won that fight, they gave it to him, I respect him as a boxer and as a man, and for his good wins in his past few years, but the time has come to and end, if you want it put you money where you mouth is... End story...

Smith told World Boxing News that he alongside Floyd Mayweather Jr. is looking for a world title shot so facing you is not on his plans for now. Do you consider he is saying the truth?

I dont know what goes to his mind, he's a grown man and he knows what he wants, I'm sure Floyd will get him the right fights sometime in the future, but also a rematch between us is a bigger fight then a tittle fight... All the best best to both of them, I can't sit around and wait for them to give me a rematch, life goes on and so does my career.

How far are the talks with Alfonso Gomez?


I dont talk to him and haven't since the show ended...

Outside Gomez and Smith are there any names that you want to meet in the squared circle (ring)?
I dont think that far, I take one fight at the time and the next for me is on Sept 22th in Frederikshavn Denmark, against Max Maxwell from England, The show is being promoted by Sauerland events, and I'm blessed to be working with the team, I'm currently in Traning camp in Berlin Germany, along with many other Team Sauerland boxer...

In the lightmiddleweight division who do you consider top competition?

I fear no one but God! There is no one that I have ever doubted in the ring, I been taken every fight that has been offored to me ever since I started boxing from 8 years old...

Who are your idols in boxing?

I have few idols. Muhammed Ali, Mike Tyson, Oscar De La Hoyer, Tito Trinidad, Shane Mosly, Roy Jones Jr.. Those fighters are the reason I started boxing, And ofcause when I was a kid I loved watching the Rocky Movies too...

What made you stronger and believe in your comeback?

I want to thank first of all my family and my girlfriend who soon will be my fiance, for all they support, then I also want to thank Sauerland for helping me getting back on track and supporting me and believing in me, not to forget I love my fans from my heart they have been with me thrugh all those years and supported me, I thank every single one of them for that.. God bless everyone, I wish everyone a great year out... Babyface is back!

100 anos de Nelson Rodrigues

Nelson Rodrigues / (foto: reprodução)

"Eder tem, mesmo no ringue, uma candura de menino que ainda não disse o primeiro palavrão" - Nelson Rodrigues sobre Eder Jofre.

Autopsia revela que doença de coração causou morte de Tapia

Divulgação

O mexicano pentacampeão mundial de boxe Johnny Tapia morreu de doença cardíaca agravada por medicamentos, segundo o relatório da autópsia liberado na quarta-feira. O pugilista tinha 45 anos.

Tapia foi encontrado sem vida em sua casa em Albuquerque, no Novo México, em 27 de maio, faleceu em decorrência de complicações de doença cardíaca hipertensiva. Remédios também contribuíram para a morte, aponta o documento A causa da morte foi um acidente.

Horas antes na quarta-feira, a mulher de Tapia divulgou os resultados, dizendo que seu esposo morreu de doença cardíaca e que não tinha drogas ilegais em seu organismo.

O mexicano conquistou fama no final dos anos 1980 e faturou cinco campeonatos mundiais de boxe em três divisões de peso: super-mosca, peso-galo e peso-pena. Fora dos ringues teve vida movimentada regada por drogas e festanças.

Tapia viveu "La Vida Loca", mas deixa um legado de grandes atuações e alto carisma capaz de atrair multidões para suas apresentações com 59 vitórias, 30 por nocaute, 5 derrotas e um empate.

O boxe no Terceiro Tempo



O veterano jornalista Milton Neves é referência no jornalismo esportivo, principalmente futebol, e um dos que batalham para manter a memória esportiva. Na última semana decidiu abrir espaço para o boxe e outras lutas em seu portal Terceiro Tempo.

Terça-feira (22/08) iniciei uma coluna no Terceiro Tempo na qual escreverei sobre pugilismo e outras artes de combate esportivo o que denota o interesse maior que essas modalidades ganham junto a sociedade. O esforço de muitos abriu mais um espaço para se falar de lutas, para ser sincero um grande e reconhecido espaço.

O texto de abertura é uma crônica sobre o argentino Carlos Monzón que irá para sessão "Que fim levou?", onde estão os atletas que fizeram história.

Para acessar e ler o texto sobre Monzón no Terceiro Tempo clique aqui

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Estátua de Rocky Marciano é concluída e fica em exposição

Estátua de Rocky Marciano / (foto: EFE)

A estátua do lendário pugilista americano invicto Rocky Marciano (1923-1969) está concluída e fica em exposição pelos próximos dias na Cidade do México, Distrito Federal, no México até ser enviada para a cidade natal do atleta Brockton, no estado de Massachusetts, nos EUA. A peça é uma homenagem do Conselho Mundial de Boxe (CMB).

A obra é dos artistas plásticos mexicanos Mario Randón e Victor Gutierrez e teve custo de US$ 200 mil (R$ 400 mil aproximadamente) e deve ser entregue dia 23 de setembro, aniversário de 60 anos conquista do cinturão mundial dos pesados de Marciano sobre o compatriota Jersey Joe Walcott, o lutador de Massachusetts até hoje é o único campeão pesado que nunca conheceu a derrota.

Os artistas calculam que a peça dure 150 anos, pois é composta de fibra de aço, resina de poliéste e argila de Caxaca, oriunda do México, ambos seguiram normas americanas para construções elevadas. A imagem de 6 metros de altura com pedestal terá 8.

"(A obra) é uma homenagem que o mundo devia a Rocky Marciano, e o CMB a promove em nome de toda a família do boxe, homenageando um dos maiores pugilistas de todos os tempos", declarou José Sulaimán, presidente do CMB em entrevista coletiva.  O lutador deixou um legado de 49 vitórias, sendo 43 por nocaute.

Irineu nocauteia mais um no Baby Barioni

Irineu Beato Costa Jr. / (foto: divulgação)

O campeão latino do Conselho Mundial de Boxe (CMB) peso pesado Irineu Beato Costa Jr., 32, venceu por nocaute no 1º round Kleber Giovanne Souza Pereira, 23, em combate não válido pela cinta, sediado no tradicional Conjunto Desportivo Baby Barioni, na capital de São Paulo, Brasil.

Costa Jr. (12-0-0, 11 KO's), também conhecido como "Negro Tei", foi sem freio logo ao escutar o gongo anunciando o combate, desferiu golpes em todo corpo de Pereira (5-5-0, 4 KO's) e o jovem "Apocalipse" não resistiu ao "fim dos tempos", imposto por Negro Tei, dono de respeitável poder de nocaute.

A luta foi um amistoso para Tei que conquistou a cinta em novembro do ano passado contra o argentino Matias Vidondo, que quer revanche. Apocalipse não tem atuado com regularidade e vem de três derrotas consecutivas, poderia cogitar embate com os matogrossenses Bruno Lucas e Saennes Pereira ou o veterano Roberto Martins, para tentar reencontrar as vitórias, pois logo cedo foi nadar com tubarões latinos.

Fonte: Federação Paulista de Boxe

Pacquiao remarca próxima luta para 1º de dezembro

Manny Pacquiao / (foto: EPA)

O filipino deputado e boxeador Manny Pacquiao, 33, remarcou seu próximo embate para dia 1º de dezembro devido compromissos de agenda, até então seria dia 10 de novembro. Estão cotados para serem seus rivais o americano Timothy Bradley, o porto-riquenho Miguel Cotto ou um quarto encontro com o mexicano Juan Manuel Marquez. O local ainda não foi definido.

A informação foi dada ao Manila Standard pelo assessor de Pacquiao, Michael Koncz. Em seu último embate, "Pac-Man", como Pacquiao (54-4-2, 38 KO's) é conhecido perdeu de forma contestada seu cinturão da Organização Mundial de Boxe (OMB) dos meio-médios (66,7 kg) para o americano Timothy "Tempestade do Deserto" Storm (29-0-0, 12 KO's).

Na penúltima luta, em novembro de 2011, Pacquiao por sua vez venceu Marquez (54-6-1, 39 KO's) em combate parelho, mas que alguns críticos viram como sendo vencido pelo mexicano. Das três lutas que fizeram o filipino teve os braços erguidos em 2 e empatou em outra.

Cotto (37-3-0, 30 KO's) em março deste ano perdeu o super cinturão dos supermeio-médios (69,9 kg) da Associação Mundial de Boxe (AMB) para o americano Floyd Mayweather. "Money" Mayweather por sua vez há poucos dias deixou o cárcere e ainda é o adversário que o público e cronistas querem ver contra Pacquiao.

Fonte: Eastside Boxing

Hatton próximo de anunciar seu retorno, possível adversário é Malignaggi

Evander Holyfield (esq.) e Ricky Hatton (dir.) / (foto: reprodução)

Há semanas o britânico ex-campeão do mundo Ricky Hatton, 33, tem sido visto treinando, perdendo peso e até foi visitado pelo ex-campeão mundial cruzador e pesado Evander Holyfield, 48, dos EUA. O tabloide inglês Daily Star aponta que o pugilista está próximo de anunciar seu retorno aos ringues.

A publicação garante que Hatton (45-2-0, 32 KO's), também conhecido como "Hitman" (Matador de Aluguel) anunciará combate para novembro e em sua mira está o americano e atual campeão do mundo meio-médio (66,7 kg) da Associação Mundial de Boxe (AMB) Paul "Magic Man" Malignaggi, 31.

Malignaggi (31-4-0, 7 KO's) foi nocauteado no 11º por Hatton em 2008. Em outubro terá de sair em boas condições após sua defesa de cinta contra o mexicano Pablo Cesar Cano, 22. O inglês ex-dono das cintas meio-médio da AMB e Federação Internacional de Boxe (FIB) e superleve (63,5 kg) da AMB e Ring Magazine negocia com as emissoras de TV.

Hatton deixou a nobre arte profissional há 3 anos quando foi brutalmente nocauteado pelio filipino Manny Pacquiao. Caso retorno aos tablados com vitória sobre um homem que já derrotou no passado - os tempos eram outros - estará novamente entre os principais nomes do pugilismo.

Fonte: Eastside Boxing


Vídeo de treino de Sergio "Maravilla" Martínez


Vídeo de CR Harmony

No dia 15 de setembro o mexicano Julio César Chávez Jr., 26, defenderá sua coroa dos médios (72,6 kg) do Conselho Mundial de Boxe (CMB) diante do argentino Sergio "Maravilla" Martínez, 37, em combate no Thomas & Mack Center, em Las Vegas, Nevada, nos EUA.

No vídeo acima Chris Robinson fez uma gravação exclusiva com parte do treinamento de Maravilla, melhor peso médio conforme a crítica e que quer retomar o trono da categoria

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Prévia do Face Off entre Sergio Martínez e Julio César Chávez Jr.

Vídeo da HBO

No dia 15 de setembro o mexicano Julio César Chávez Jr., 26, defenderá sua coroa dos médios (72,6 kg) do Conselho Mundial de Boxe (CMB) diante do argentino Sergio "Maravilla" Martínez, 37, em combate no Thomas & Mack Center, em Las Vegas, Nevada, nos EUA.

No programa Face-Off da americana HBO onde dois pugilistas debatem diante do jornalista Max Kellerman, Martínez (49-2-2, 28 KO's) e Chávez Jr. (46-0-1, 32 KO's) mostraram que não são apenas rivais no ringue, mas desafetos pessoais. Acima você confere o trailer da próxima edição.

Recurso do COB é negado e Esquiva Falcão fica com a prata

Esquiva Falcão / (foto: Reuters)

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) teve o recurso apresentado para que Esquiva Falcão recebesse a medalha de ouro e não a prata, negado pela Associação Internacional de Boxe Amador (AIBA) nesta terça-feira. A informação é da assessoria de imprensa do COB.

Conforme o regulamento do boxe na Olimpíada protestos em relação à resultados de lutas deveriam ser feitos no prazo de até 30 minutos após os combates. O COB só entrou com recurso na última sexta-feira (17/08) após o árbitro Jones Kennedy do Brasil afirmar que o colega polonês Mariusz Gorny admitiu ter errado ao punir Esquiva Falcão com perda de dois pontos no último round da final do dia 11 de agosto que foram para o japonês Ryōta Murata.



segunda-feira, 20 de agosto de 2012

"Vitória", campanha de Petrobras para o boxe brasileiro

Vídeo de Canal Petrobras

Irineu "Negro Tei" Beato Costa Jr. luta com Giovani Santos amanhã no Baby Barioni

Irineu Beato Costa Jr. / (foto: divulgação)


O peso pesado paulistano Irineu Beato Costa Jr, o "Negro  Tei", 32, lutará amanhã no tradicional Conjunto Desportivo Baby Barioni, no bairro da Água Branca em São Paulo contra Kleber Giovanne Souza Pereira, 23, o "Apocalipse", em embate de 8 rounds.

Costa Jr. (11-0-0, 10 KO's) é atual campeão latino americano do Conselho Mundial de Boxe (CMB), cinturão obtido em novembro do ano passado na Argentina. Pereira (5-4-0, 4 KO's) em seu último combate foi superado pelo argentino radicado brasileiro Juan Diaz que fez sua apresentação final em dezembro do ano passado com um nocaute técnico no 2º assalto sobre o jovem Apocalipse.

Pelo BoxRec, site que mantém cartéis de pugilistas do mundo, o pegador Negro Tei está em 13º do ranking da América Latina. A apresentação de amanhã provavelmente é aquecimento para lutas maiores.

Serviço:

Endereço: Rua Germaine Burchard, nº 451. Água Branca - São Paulo

Horário: 18h30

Academia Shuga Ray aparece em reportagem da TV Salvador


Vídeo da TV Salvador

A Academia Shuga Ray em Pernambués, Salvador, Bahia foi retratada recentemente no programa Fala Bahia da TV Salvador. O projeto com início em 2008 idealizado pelo segurança Edson Silva, o "Godô", faz um trabalho de resgate social.

A situação dos meninos de rua na Bahia já foi retratada no clássico Capitães de Areia (1939) de Jorge Amado. Godô achou um jeito de melhorar sua cidade e a vida desses jovens. A matéria é assinada por Fabio Cota.

Confira o pôster de cine-biografia de Roberto Durán

Divulgação


A cinebiografia Hands of Stone a ser lançada em 2013 contando a história do lendário boxeador panamenho Roberto "Mano de Piedra" Durán, 61, terá o ator mexicano Gael García Bernal, 33, (Diários de Motocicleta) no papel do atleta e será rodada totalmente ou em sua maior parte no Panamá, conforme disse o diretor do filme, o venezuelano Jonathan Jakubowicz, 33, para o site Informador do méxico.

"A pedido de Durán tentamos filmar a maior parte da película em terra panamenha. Nos encontramos agora no país e buscamos condições que permitam fazer isto", declarou Jakubowicz (Secuestro Expresso).

De início o filme que terá Robert De Niro, 69, (Os Bons Companheiros) como Ray Arcel, o técnico de Durán, era esperado para ser rodado em Porto Rico e Estados Unidos da América. "Tem sido um grande esforço filmar no Panamá e creio que dará resultados, apontou o diretor. O projeto já gera 5 mil empregos diretos e 20 mil indiretos.

O filme que terá o cantor de R&B americano Usher, 33, como o também lendário Sugar Ray Leonard despertou o interesse de Andy Garcia, 56, (O Poderoso Chefão III) e o ator esteve com Durán em fevereiro no Panamá para conhecer mais sua história. Um pugilista que foi rei em quatro categorias distintas de peso e uma das carreiras mais longevas nos ringues.

A história abordará desde a infância de Durán en El Chorrillo até seus combates contra Leonard e o britânico Ken Buchanan será vivido por Ryan Kwanten, 34, ator do seriado True Blood. A história de Durán se mistura com a de seu próprio país. O pôster já está nas redes sociais e imprensa há um tempo e pela sua qualidade demonstra o que pode vir na telona.

domingo, 19 de agosto de 2012

Peter Venâncio fará luta despedida no Balada Fight

Peter Venâncio / (foto: divulgação)


Peter Venâncio, 47, se aposentou em 2007, porém é tido como referência de técnica e estilo por boxeadores, críticos e fãs da nobre arte em solo nacional. Alguns críticos o apontam como talento possível de obter o cinturão mundial. Por telefone confirmou ao Córner do Leão que retornará aos ringues para uma "luta despedida" dia 22 de setembro em São Paulo no evento Balada Fight no Club Homs.

"Na realidade é uma despedida demonstrativa", aponta Peter. O evento tem como enfoque eventos de MMA e sua luta de boxe será de 4 rounds contra oponente ainda não revelado no peso combinado de 84 kg.

47 vitórias, 36 por nocaute, 12 derrotas e um empate,. O paulistano que se aposentou como meio-pesado (79,4 kg) em 2007. Dez temporadas antes desafiou o campeão dos médios (72,6 kg) da Associação Mundial de Boxe (AMB)  William Joppy dos EUA, perdendo por pontos.

Em 2005, Peter teve sua noite de gala contra o valente Mário Soares em evento de grande porte no luxuoso Hotel Unique na capital paulista, organizado pelo segundo. A luta terminou com vitória por nocaute técnico no 9º assalto de Peter Venâncio, mas ambos saíram elogiados.

O pugilista é tido como "um rei sem coroa", alguém de tanta habilidade, mas por conta dos infortúnios do boxe não conseguiu a glória máxima. Sua última apresentação é uma oportunidade para aqueles que não conhecem sua nobre arte e também para os apreciadores antigos relembrarem algo que só podem ver atualmente no Youtube.

José Hilton dos Santos luta por título na Itália dia 24 de agosto

Divulgação

O brasileiro José Hilton dos Santos, 42, lutará dia 24 de agosto na comuna italiana Ladispoli, na província de Roma, o adversário é italiano da Sicília Vincenzo Rossito, 36, em combate válido pelo cinturão Internacional dos cruzadores (90,7 kg) do Conselho Mundial de Boxe (CMB).

Santos (34-16-1, 23 KO's) vê como "uma grande oportunidade de conseguir uma vitória" e para tal vem treinando com o meio-pesado Cleiton Conceição e o cruzador Hamilton "Geladeira" Ventura em sessões de 10 à 12 rounds de sparring. O último combate do mineiro residente em São Paulo foi um nocaute técnico no 2º assalto sobre Emerson Naja, lutador oriundo do Muay Thai curitibano.

A última derrota de Rossitto (42-7-2, 25 KO's) foi para o experiente compatriota Silvio Branco em 2010 na pontuação. Desde então vem de três vitórias, duas por nocaute técnico. Santos é originalmente peso meio-pesado (79,4 kg) e está se preparando para subir de categoria para este embate que tem como match-maker o paulistano Mauro Katzenelson.

Medalhistas olímpicos criticam CBBoxe

Esquiva Falcão (esq.) e Yamaguchi Falcão (dir.) / (foto: Jack Guez / AFP)


Os pugilistas medalhistas olímpicos, irmãos Esquiva e Yamaguchi Falcão e Adriana Araújo, criticam a CBBoxe (Confederação Brasileira de Boxe) em matéria exibida hoje no Globo Esporte do repórter Marcelo Courrege e do cinegrafista Fábio Brandão.

Os irmãos se somam ao grupo que critica a Confederação assim como o pai do atleta David Lourenço Cardoso, campeão juvenil olímpico e mundial em 2010, e também o campeão mundial de 2011 Everton Lopes e seus colegas baianos da seleção Robson Conceição, Robenilson de Jesus e Érica Matos. A campeã mundial de 2010 Roseli Feitosa também já teve desentendimentos com o técnico Claudio Aires, porém ambos se entenderam em busca de medalhas nos Jogos de Londres.

A matéria também escutou a posição do presidente do CBBoxe Mauro José da Silva que explicou como funciona o repasse de verba na instituição. O técnico carioca Raff Giglio também dá depoimento sobre as condições atuais do boxe brasileiro.

Para assistir a matéria do Globo Esporte clique aqui.

Adriana Araújo / (foto: Getty Images)