quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Um novo ciclo para Precipício

Adailton (centro) e seus alunos / (Foto: Arquivo Pessoal)

Quando um ciclo se encerra outro se inicia, isto é muito visto na vida dos atletas. O ex-jogador de futebol Paulo Roberto Falcão costuma dizer que "o jogador de futebol morre duas vezes", a primeira é a aposentadoria e a outra a morte de fato. Com o boxeador não é muito diferente.

Ano passado Adailton "Precipício" de Jesus teve sua "primeira morte" ao ser vencido por Humberto Soto, era seu último voo e uma oportunidade que o mesmo sabia que o colocaria mais uma vez nos grandes palcos.

Agora, o cangaceiro dos ringues brasileiros, que com sua peixeira não ficava escolhendo adversários, ressurge como técnico. Passa seus conhecimentos não só das atividades nos ringues, mas também dos bastidores sendo que combateu no México, Panamá, Argentina e EUA.

Ainda está um pouco amargo, revoltado com algumas coisas que vê, mas busca se acalmar. A nova função lhe pede paciência e Adailton nisto rompe com o estereótipo do baiano. Quando perguntado sobre os alunos descreve cada um deles, fala com o olhar brilhoso de um pai quando lembra do filho. Adailton pode não ter alcançado o sucesso que sonhava, mas tem a chance de formar bons pugilistas e grandes seres humanos.

Chisora banido por tempo indeterminado pelo CMB



O Britânico Dereck Chisora, 28, foi banido por tempo indeterminado pelo Conselho Mundial de Boxe (CMB) na terça-feira. A organização o puniu pela briga na coletiva de imprensa com o ex-pugilista e compatriota David Haye, 32, no dia 18 de fevereiro.

Ambos trocaram murros na coletiva pós-luta de Chisora contra o campeão mundial Vitali Klitschko, 40, da Ucrânia e dono do cinturão CMB que venceu o combate. "Um dos piores comportamentos já tidos por um profissional", classificou o CMB.

Chisora anteriormente deu um tapa no rosto de Klitschko na pesagem e cuspiu água em Wladimir Klitschko, também campeão mundial (AMB, OMB, FIB), antes de combater o irmão mais velho no ringue.

"O CMB está impondo uma séria multa, a ser determinada depois de audiência com nossos consultores e advogado Stephen Beverly. Também declaramos que Chisora está suspenso por tempo indeterminado e solicitamos um tratamento médico psicológico depois do qual sua suspensão será reconsiderada", diz o comunicado do CMB.

Chisora reconheceu que sua conduta fora antiprofissional semana anterior: "Eu deixei minha família, meu time e todos do esporte que eu amo para baixo. Agora, com a cabeça fria e repensando, minhas ações foram lamentáveis, para dizer o mínimo, e estou profundamente envergonhado".

Fontes: ESPN 

Negociações para luta de Casca contra Kozaev canceladas

O empresário Fernando Meis entrou em contato com o Córner do Leão para informar que a luta do catarinense Claudinei Lacerda, o "Casca", frente ao russo Aslanbek Kozaev não ocorrerá. Em negociações do match-maker Patrick Mesquita, filho do treinador Edson "Xuxa" Nascimento estaria acertando o combate para os próximos meses.

O empresário, match-maker e o lutador haviam aceitado a peleja na categoria meio-médio (66,7 kg) duas acima da qual Casca atua com frequência, a dos leves (61,2 kg).

É o segundo combate envolvendo brasileiro em prazo de uma semana que não tem a negociação finalizada.



Felipe Cambeiro colocou Carlos Monzon três vezes na lona e o derrotou

Felipe Cambeiro / (Foto: Arquivo Kaled Curi / Sidnei Dal Rovere)

Foram três quedas, o público no Auditório da extinta TV Rio, no Rio de Janeiro, é possível dizer que muitos dos ali presentes e nem alguns espectadores não imaginavam o que significava aquela vitória por pontos do espanhol naturalizado brasileiro sobre o argentino Carlos Monzon que fora dominado tão intensamente como nunca havia sido ou fora depois.

Monzon tivera mais duas derrotas em sua jornada, uma antes e outra depois daquela de 28 de junho de 1964, porém foi a força dominante de sua divisão, a dos médios, e é considerado por críticos um dos maiores nomes de todos os tempos. O "Escopeta" deixou uma trilha de nocautes pelos ringues que passou e cenas plásticas.

Quando bateu o argentino, Cambeiro já estava há sete temporadas nos ringues profissionais e trinta e oito vitórias, nove derrotas e quatro empates. O reencontro ocorreu em 1965, e Monzon devolveu-lhe o revés para então partir à conquista do título mundial.

Pode ser dito que o hispano-brasileiro ajudou a moldar o histórico campeão que se tornou Monzon ao superá-lo de forma tão impactante e ao mesmo tempo com isso gravou seu nome, Felipe Cambeiro, na história do esporte latino.

Colaborou: Sidnei Dal Rovere

Último Rounde, o blog do Sr. Newton Campos

 Banner do Último Rounde / (Divulgação)

Surfando pela internet encontrei o blog Último Rounde que pertence ao senhor Newton Campos, o mais antigo jornalista de boxe em atividade. O espaço na rede tem a última postagem de 2009, entretanto Campos tem atualizado o site da Federação Paulista de Boxe (FPB).

O Último Rounde traz conhecimentos históricos da nobre arte e um perfis de lutadores do passado, não apenas americanos, mas brasileiros também, um conhecimento que carece de maior divulgação.

Para acessar o conteúdo do Último Rounde clique aqui.

Profº Gaudêncio Torquato fala sobre o "animal político"



A explicação do Profº Gaudêncio Torquato trata sobre os homens que lidam com política e por dedicarem sua vivência ao jogo político são conhecidos como "animais políticos". Pessoas de natureza similar são encontradas em outros ramos como nos mundos dos negócios, entretenimento, mídia, esporte, cultura, ou seja, ambientes que envolvam disputas de poder. No boxe há muitas personalidades com a natureza do "animal político".

Vorhees fala sobre cancelamento de sua luta com Carlão Açougue

Adriane Galisteu e Vorhees / (Foto: Arquivo Pessoal)


A esperada luta entre Rogerio Gerardi, o "Jason Vorhees" e Carlos Nascimento, o "Açougueiro", não ocorrerá mais este mês por motivos de saúde de Carlão avisados ao Córner do Leão por sua equipe. As partes se preparam para um possível encontro em abril.

Enquanto isto na tarde de ontem Vorhees, que tem acesso as diversas camadas sociais da sociedade paulistana, esteve com sua amiga Adriana Galisteu e postou uma foto do encontro em seu Facebook e a seguinte frase:

"Pra mostrar que não estou abalado pelo cancelamento da minha luta com o feioso Carlos Nascimento, o Açougueiro, fui buscar entendimento nos braços de minha amiga, Galisteu. Olha a minha cara de preocupado!".

Além da amizade com Galisteu, Vorhees é professor e amigo do empresário Álvaro Garnero, um dos destaques do empreendedorismo nacional com trabalho reconhecido no exterior. Após suas aparições na imprensa, Vorhees afirma ter sido assediado por novos "amigos", mas que está fazendo um "processo seletivo".

Entre eles está seu novo treinador Adailton "Precipício" de Jesus com o qual se prepara para o combate com Carlão.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Casca tem luta marcada contra russo Aslanbek Kozaev

O boxeador sulista Claudinei Lacerda, o "Casca" tem combate marcado contra o russo Aslanbek Kozaev após trabalho feito pelo match-maker Patrick Mesquita, filho do treinador Edson "Xuxa" Nascimento e conta com o aval do empresário do boxeador Fernando Meis.

O combate será na categoria peso meio-médio (66,7 kg), duas acima da qual Casca costuma se apresentar. Kozaev é conhecido pelos brasileiros por ter superado o paulistano Joaquim Carneiro com um nocaute no 9º round em 2010.

O atleta nacional tem se preparado no Centro de Treinamento de Santana do Parnaíba em São Paulo, administrado pelo empresário Eduardo Melo Peixoto, e seu constante colega de sessões de sparring tem sido o também catarinense Patrick Teixeira que este mês tem encontro marcado contra o gaúcho Samir Santos.

"Coitado do ursinho de pelúcia dele deve apanhar antes de dormir agarradinho com ele (Bruno Lucas)"

Zumbano Love / (Foto: Fausto Saez - Divulgação)

Raphael Zumbano, 31, tem participado nas redes sociais de uma dura rivalidade de palavras com Bruno Lucas Moreira de Oliveira, 21. Também neste período Santo e George Arias se interessaram em colocar o campeão nacional contra qualquer um dos dois.

Zumbano Love (31-5-1, 24 KO's) fala ao Córner do Leão sobre sua derrota sofrida nos E.U.A, última luta, a disputa com Bruno Lucas, as condições de realizar a vontade de fãs brasileiros e lutar com Arias e as negociações com o veterano Evander Holyfield.

Você tem discutido aguerridamente com Bruno Lucas pelas redes sociais. Isto é uma tática de marketing?


Só se for deste "Paga Lanche". Como posso fazer marketing, com um coitado deste? Ele não sabe se quer lutar comigo, com o Irineu (Beato), com o (Matias) Vidondo, ou contra a loucura de sua própria cabeça, que está em conflito (risos). Qualquer um que comente o que ele não gosta ele chama para lutar, não tem nem como levar um cara deste a sério, seu próprio treinador e manager já escreveu que ele não deve falar nada, afinal é Édesio Ribeiro quem decide o que vai ser feito ou não.

Existe ódio entre vocês?

Dele para mim eu não sei, entretanto de minha parte existe apenas muita vontade de dar risada da cara dele, é muito engraçado escrever e depois de pouco tempo ler as respostas dele, dá para perceber que ele fica doido, fico me rachando de rir em casa imaginando este frangote com raiva, coitado do ursinho de pelúcia dele deve apanhar antes de dormir agarradinho com ele, mas ele é um bebezão, então tudo é compreensivo, de fralda de criança e da cabeça e boca dele, pode se esperar tudo.

Acredita que esta luta será realizada?

Tenho certeza que esta luta não será realizada (espero estar errado), ele vai correr na última hora, e a ANB que ele é interino e eu campeão de fato, tem que autorizar. Dei um prazo para ele e sua equipe apresentarem a proposta/desafio e a garantia do dinheiro e até agora nada. Eles devem ter pensado e chegaram a conclusão que ele, o "Paga Lanche" estava doido.

Quem mostrou interesse em enfrentar Bruno e você é George Arias por meio de seu treinador e pai Santo Arias. Esta luta já é cogitada por público e jornalistas há alguns anos. Você evita o combate com Arias? O que acha do interesse dos Arias?

Nunca evitei o combate com ninguém e sempre disse, qualquer um que queira lutar comigo, é só enviar Desafio Oficial e proposta para meu manager, agora falar que quer lutar e nunca fazer proposta ou desafio, é fácil. Eu quero lutar com o Holyfield, minha equipe mandou tudo certinho nos mínimos detalhe: dia, local, valor, título e etc... Tudo como manda a regra, agora chegar com o ônibus andando e lotado e falar que quer sentar na janelinha é fácil. Faça tudo como manda o regulamento e entra na fila. Sobre o interesse dele em lutar comigo, fico feliz e agradecido, porque o considero ele um grande e competente lutador, uma parada dura para qualquer lutador do mundo, já lutou com vários nomes de peso e sempre foi duro superá-lo. O respeito muito, mas se ele quer lutar comigo ele que corra atrás, ou ganhe algum título que possa me interessar de fato ou entre em algum ranking mundial, porque aí sim, com certeza eu irei atrás dele, caso contrário, se ele não vier atrás, esta será apenas uma luta que ficará na cabeça de quem quer ver.

O cinturão nacional de Arias da CBBoxe não lhe interessa? O número de cinturões nacionais não confunde o fã leigo sobre quem é o principal pugilista do país?

Não tenho nenhum interesse em lutar por esta entidade, pelo menos enquanto estiver sendo conduzida por esta adiministração atual e isso eu já escrevi por e-mail ao Sr. ex vice presidente que prefiro nem citar o nome e  tenho cópia do e-mail para comprovar, ocorreu em 09 Março 2010, quando este mesmo Sr., entrou em contato comigo, através de e-mail, com falta de profissionalismo, porque ele deveria se dirgir a meu manager, técnico ou alguém de minha equipe, nunca direto a mim e outra parte por ele ser um dirigente da entidade e não promotor ou manager. Jamais deveria ter tomado partido de nada, para isso existem os promotores e managers, para me consultar sobre uma possível luta contra Arias e com mais uma falta de profissionalismo, não enviou nada de concreto apenas um e-mail perdido sobre o assunto, estou colocando a disposição este e-mail que me referi acima sem problema nenhum para comprovar que estou falando a verdade. Quanto ao número de entidades existente no país, isso já é um problema das leis brasieliras, ou melhor das supostas leis, já que rasgar papel de carnaval é crime inafiançável e depois de poucas horas os caras pagarem fiança e sairem, não tem como chamar de lei e nem uma cidade como São Paulo, com diversos problemas sociais, gastar 25 milhões de reais enquanto grande parte da população não tem moradia, saúde, segurança e outras necessidades. Como posso falar o que é certo e errado? Se o que deveria ser certo é completamente errado. Mas isso não é só no Brasil que acontece, no mundo todo acontece, temos inúmeras entidades, não acho que atrapalhe não, para isso existem os desafios, para se tentar conquistar todos os títulos e se ter apenas um campeão por categoria. Os elogios feito a pessoa que prefiro não mencionar o nome, é uma ironia, pois não acho nada do que falei, muito pelo contrário, mas mesmo assim o respeito, apenas não gosto e não o acompanho, como muitas pessoas não gostam de mim também, ninguém é obrigado a gostar ou a concordar com ninguém, mas todos devem respeitar à todos e suas opiniões.

Nos E.U.A você perdeu para Shane Andreensen. Crê que está luta o afaste do desafio ao pugilista lendário Evander Holyfield?

Nunca, uma coisa não tem nada a ver com a outra, as conversas estão em andamento da mesma maneira como sempre estiveram e até melhor.

Você tem ganhado maior atenção da imprensa brasileira, transpondo os veículos especializados em boxe para outros. Esta relação de exposição afeta seu rendimento nos ringues e treinos?

Se afetar resultar em mais motivação para treinar e lutar, pode-se falar que afetou e muito.

No mais peço desculpas para os leitores e amantes do boxe, por este bate boca, nunca ninguém me viu fazendo este tipo de coisas, pois sempre aprendi na minha casa que todas as pessoas merecem respeito, mas este "Paga Lanche", fugiu do controle, falou bobagem demais e eu quero ver até onde vai esta onda dele, se quer lutar de verdade, o que eu não acredito, ou apenas ter 15 minutos de fama.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Daiane Ribeiro bate Alicia Alegre em Uruguaiana

Alicia Alegre (esq.) e Daiane Ribeiro (dir.) / (Foto: Divulgação)

Conforme o blog do empresário gaúcho Dione Duzac e seu associado Éderson Santos por e-mail o resultado promovido pelo homem de negócios ao lado do empresário baiano Adimilson Vasconcelos da Cruz, o "Pai Lalá", no sábado terminou com a vitória de Daiane Ribeiro, 21, sobre a argentina Alicia Alegre, 40, por decisão unânime.

Dione Duzac Ferreira informaram que vão enviar o vídeo da peleja para o Youtube e o mesmo poderá ser compartilhado no Córner. Vídeos de lutas feitas no Brasil são muito aguardados por fãs brasileiros, portanto é prudente esperar.

No site de Duzac é possível ver suas observações sobre a vitória de Ribeiro e as lutas amadoras do evento. Clique aqui.

Fonte: Duzac Boxe

Matéria da Emissora Globo local.

Carlão e Vorhees cancelada

Conforme Patrick Mesquita, match maker do CT de Santana de Parnaíba, por mensagem de Facebook o combate entre os brasileiros Carlos Nascimento, o "Açougueiro, e Rogério Gerardi, o "Jason Vorhees" foi cancelado tendo data prevista apenas em abril.

Mais informações a seguir

Receita de Marmelada

Record mostra dificuldades dos pugilistas amadores brasileiros em busca de medalhas



Matéria de Jean Brandão pelo Domingo Espetacular da Rede Record mostra dificuldades que membros da seleção olímpica brasileira encontram na busca por medalhas.

Argentina Carina Maria Britos será futura oponente de Rosilete

Carina Maria Britos / (Foto: BoxRec)

Rosilete dos Santos, 36, campeã supermosca pela WIBA (Associação Mundial de Boxe Feminino) e pela menor WPC (Comissão Mundial de Pugilismo), enfrentará a argentina Carina Maria Britos, 23, no dia 16 de março em São José dos Pinhais no Paraná, sul do Brasil.

Britos (8-11-0, 4 KO's) vem de duas vitórias sobre rivais inexpressivas, enquanto Rosilete (25-5-0, 14 KO's) bateu a combativa e habilidosa colombiana Paulina Cardona para manter seus cinturões na qual sofreu lesão no ombro direito. A luta de março não terá as coroas da brasileira em jogo. Pode ser interpretada como um "jogo amistoso" para testar os novos recursos da campeã adquiridos com o novo treinador Miguel de Oliveira com o qual treina desde o último semestre.

A política e o boxe do Paraná

Ministro Aldo Rebelo (esq.), Rosilete (Centro) e Secretário Evandro Roman (dir.) / (Foto: Arquivo Pessoal)

Rosilete e seu marido e empresário Macaris do Livramento têm se encontrado com importantes figuras da política nacional nas últimas semanas como o Ministro do Esporte do Brasil Aldo Rebelo (PCdoB), o Secretário Estadual do Esporte Evandro Rogério Roman e o Secretário da Copa do Paraná Mário Celso Cunha.

Além do contato com ambos citados, Rosilete e Macaris mantêm uma amizade de longa data com o Governador do Paraná Beto Richa. Ainda desconhecida na maior parte do Brasil, Rosilete possui fama e reconhecimento em seu Estado.

Entrevista com Jorge Sebastian Heiland

Jorge Sebastian Heiland / (Foto: NotiFight)

Um amigo o levou até o ginásio para treinar boxe, depois uma série de vitórias o levaram a enfrentar o alemão então campeão mundial peso médio pelo Conselho Mundial de Boxe (CMB) Sebastian Zbik em 2010. O argentino Jorge Sebastian Heiland, 25, teve uma carreira meteórica.

Ainda não acostumado com a Internet, Heiland (19-2-1, 9 KO's) respondeu as perguntas do Córner do Leão e as enviou por intermédio do seu empresário e compatriota Leo Gimenez. Ele fala da experiência de perder para Zbik, da derrota na luta seguinte, sobre como é voltar para a alta competitividade argentina e o respeito pelo também argentino Sergio "Maravilla" Martinez. E o interesse de encarar os campeões dos médios Dmitry Pirog (OMB), Daniel Geale (FIB), Felix Sturm (AMB) e Julio Cesar Chavez Jr. (CMB).

O que pode dizer do nível competitivo da Argentina?

De pouco está se remontando e alcançando o nível de anos atrás.

Você não é um nocauteador. Qual é sua estratégia para vencer os combates?

Confio em mim, em meu estado físico e estudar meus rivais o máximo possível.

Em 2010, lutou com o alemão Sebastian Zbik pelo cinturão interino dos médios do Conselho Mundial de Boxe (CMB). Como foi esta luta?

Foi boa para meu crescimento dentro do boxe, a partir desta luta sou outro Sebastian Heiland.

O que se desenvolveu na sua luta contra Nilson Julio Tapia?

Foi uma luta dura, Tapia é um grande lutador, mas a temperatura no Panamá não me ajudou. Mas não há desculpas, ele venceu mesmo.

Existe a possibilidade de lutar por outro cinturão mundial?

No tempo certo tenho segurança que surgirá uma chance. Seguimos treinando e nos preparando para quando chegar esta oportunidade.

Seu compatriota Sergio "Maravilla" Martinez é visto como o melhor médio de todo mundo. O que pensa disto?

Definitivamente é o melhor peso médio do mundo, e não só isto, é um dos melhores independente de peso.

Gostaria de lutar contra Martinez ou algum dos campeões atuais das grandes federações?

Com Maravilla seria um sonho subir no mesmo quadrilátero porque é um grande boxeador, isto me seria muito bom. Com os outros campeões também gostaria de lutar para saber em que nível estou.

Christopher Plummer bate Nick Nolte e outros pelo Oscar de coadjuvante

Christopher Plummer / (Foto: Mario Anzuoni)

Nick Nolte foi indicado a esta edição do Oscar na categoria melhor coadjuvante por seu papel em Guerreiro (Warrior, 2011) no qual faz o papel de Paddy Colon, um decadente e alcoólatra ex-pugilista que tem os filhos lutando entre si no MMA.

A estatueta foi para o veterano Christopher Plummer, 82, por seu papel em Toda Forma de Amor (2010) no qual interpreta um senhor de 75 anos que se assume gay. O ator já havia sido indicado há dois anos na mesma categoria pelo filme A Última Estação (2009).

Plummer estará no elenco do filme para televisão da HBO, Muhammad Ali's Greatest Fight (A Maior luta de Muhammad Ali, em tradução livre) que relatará os conflitos do boxeador com o establishment americano e sua rebeldia quanto a participar da guerra no Vietnã.

Nolte teve uma carreira e vida pessoal de altos e baixos, tanto que quando foi preso por dirigir sob efeito de alcoól enfrentava um momento frágil nas telas em 2002, porém participou do sucesso comercial Hulk (2003) como pai e inimigo do anti-herói e Hotel Ruanda (2004) obra respeitada pela crítica que retratou o massacre entre membros das tribos tutsis e hutus no país africano.

Os destaques de sua carreira são os filmes da série 48 Horas (48 Hrs 1982 - Another 48 Hrs. 1990), Um Vagabundo na Alta Roda (Down and Out in Beverly Hills - 1986), Cabo do Medo (Cape Fear - 1991), Óleo de Lorenzo (1992) e já recebeu duas indicações ao Oscar de melhor ator por O Príncipe das Marés (The Prince of Tides - 1991) e Temporada de Caça (1997).

Guerreiro já está disponível no Brasil em DVD, não passou pelos cinemas apesar de tratar de um esporte popular no país. Tem os atores Tom Hardy e Joel Edgerton e o lutador brasileiro da modalidade Roan Carneiro fazendo uma participação.

 Nick Nolte como Paddy Colon / (Foto: Divulgação)

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Montes bate Ibarra e fica com cinturões FIB Internacional e WBF mundial

 Juan Jose Montes / (Foto: Divulgação)

Em combate disputado o mexicano Juan Jose "Goofy" Montes, 22, bateu o compatriota Oscar "Ceviche" Ibarra, 26, e faturou por decisão unânime o cinturão Internacional da Federação Internacional de Boxe (FIB) e o mundial da Federação Mundial de Boxe (WBF) na noite de sábado no México.

As papeletas apontaram 117-109, 116-111 e 114-113 para Montes (22-2-0, 14 KO's) que tem como apelido o nome de Pateta dos desenhos Disney, mas mostrou para Ibarra (27-6-0, 18 KO's) que de Pateta tem nada.

Na preliminar a também mexicana Arely "Metralladora" Muciño bateu a americana Melissa "Poderosa" McMorrow, 33. Mucino (15-1-1, 8 KO's), ex-campeã mosca da FIB, abocanhou o cinturão interino mosca da Associação Mundial de Boxe (AMB) ao bater McMorrow. A pontuação foi 97-93 e 98-02 para a mexicana e 97-93 para Poderosa, ou seja, decisão dividida (split decision).

Fonte: FightNews

Broner mantém coroa superpena OMB

 Eloy Perez (esq.) e Adrien Broner (dir.) / (Foto: Bob Barton)

O americano Adrien "O Problema" Broner, 22, bateu com vacilidade e tirou a invencibilidade do compatriota Eloy Perez, 25, e manteve seu título superpena (58,9 kg) da Organização Mundial de Boxe (OMB) com um nocaute no quarto assalto na preliminar de Devon Alexander e Marcos Maidana em Saint Louis, Missouri nos EUA.

Broner (23-0-0, 19 KO's) confiante após a vitória até brincou com o próprio apelido para a imprensa local "meu problema continua sem solução". A apresentação foi avassaladora com Perez (23-1-2, 7 KO's) se tornando propriedade do rival durante os quatro assaltos sendo por fim vítima de combos e um direto de direita que o fez cambalear e o árbitro Genaro Rodriguez decretar fim de expediente aos 2 minutos e 24 segundos.


Fonte: FightNews

Cleverly faz luta burocrática e bate Karpency

Nathan Cleverly (esq.) e Tommy Karpency (dir.) / (Foto: Andrew Couldridge - Action Images)


O britânico Nathan Cleverly, 25, foi burocrático e administrou sua vitória sobre o desafiante americano Tommy Karpency, 26, para manter pela terceira vez seu cinturão meio-pesado (79,3 kg) da Organização Mundial de Boxe (OMB) em uta de ontem no País de Gales, no Reino Unido.

Cleverly (24-0-0, 11 KO's) foi cauteloso e conduziu sua vitória por pontos sobre Karpency (21-3-1, 14 KO's) que tentou contragopear o dono do cinturão se mantendo nas cordas, mas não obteve sucesso como Muhammad Ali frente George Foreman no Zaire em 1974. Os três jurados deram 120-08 para Cleverly.

"Tommy é durão", declarou Cleverly para a imprensa local. "De todos que lutei, é o de maior pegada de longe. E já encarei gente de mão pesada. Foi uma boa apresentação, um bom exercício. Excitante e sei que tem muito mais para mim".

No mesmo card o ex-campeão dos cruzadores (90,7 kg) da Organização Mundial de Boxe (OMB), o italiano Enzo Maccarinelli (34-5-0, 27 KO's) lutou entre os pesos meio-pesados (79,3 kg) e bateu o veterano Ciaran Healy (13-18-1, 4 KO's) com um golpe na região abdominal no segundo round que levou o córner a atirar a toalha.

Fonte: FightNews

Cleverly x Karpency:

Barbie retém cinta pela 13ª vez

 Anastasia Toktaulova (esq.) e Mariana Juárez (dir.) / (Foto: Alma Montiel e Pepe Rodriguez)

A mexicana Mariana "La Barbie" Juárez, , manteve pela 13ª vez seu cinturão mosca do Conselho Mundial de Boxe (CMB) após a desafiante russa Anastasia Toktaulova, 34, sofrer uma lesão na mão direita e deixar o combate no 5º giro de ontem na Cidade do México, no México.

Toktaulova (14-11-0, 2 KO's) apesar do esperado pelo cartel mostrou competitividade até o quarto assalto quando deixou o embate, mas deu golpes duros contra a cabeça de Barbie (33-5-3, 16 KO's) que mesmo assim foi mais forte e rápida.

Fonte: FightNews

Alexander domina Maidana

 Marcos Maidana (esq.) e Devon Alexander (dir.) / (Foto: Bob Barton)

O americano Devon Alexander "The Great", 25, fez juz ao apelido e foi avassalador como o macedônio Alexandre, O Grande diante do Imperador Dário III, porém na noite de ontem o interprete do rei asiático foi o argentino Marcos "El Chino" Maidana, 22, no combate da categoria dos meio-médios em Missouri nos EUA.

Alexander (23-1-0, 13 KO's) usou seu gancho de esquerda como bem queria toda vez que Maidana (31-3-0, 28 KO's) ia pra cima. Os golpes do americano parecia uma espada driblando o escudo (guarda) do argentino que não conseguia contra-atacar com eficácia.

O americano também apresentou algo novo em seu repertório, capacidade de permanecer nos clinches além de um aumento de força nos últimos rounds. Se recuperou após a derrota para seu compatriota Timothy Bradley e marcou 100-90 (duplo) e 99-91.

Fonte: FightNews

Povetkin bate Huck em disputa equilibrada

 Alexander Povetkin (esq.) e Marco Huck (dir.) / (Foto: Photo Wende)

O russo Alexander Povetkin, 32, bateu o alemão Marco Huck, 27, ontem mantendo pela segunda oportunidade seu cinturão regular da Associação Mundial de Boxe (AMB) dos pesados por decisão da maioria (majority decision) no embate realizado no Porsche Arena de Sttutgart, na Alemanha. "Talvez tenha subestimado", afirmou Povetkin.

Huck (34-2-0, 25 KO's) sofreu um ferimento na boca e viu o domínio do maior e quase 10 quilos mais pesado Povetkin (24-0-0, 16 KO's) nos primeirs rounds. Entretanto Huck, campeão cruzador (90,7 kg) da Organização Mundial de Boxe (OMB) lutou com bravura e em alguns momentos complicou a vida do russo.

Entretanto Povetkin mostrou falta de condicionamento físico dando espaço para Huck crescer no embate. Os jurados apontaram 114-114, 116-113 e 116-112. A OMB expressa que Huck apesar do revés mantém o trono dos cruzadores.

Rahman é adversário para os próximos 120 dias

Após a peleja foi anunciado que o adversário obrigatório peo cinturão AMB é o americano Hasim Rahman, 39, que surge como nº1 do ranking da instituição. Seus representantes queriam qualquer um que vencesse a luta de ontem. Desde 2008 quando perdeu para Wladimir Klitschko, atual supercampeão pesado pela AMB, não enfreta um adversário de destaque. No ano passado recebeu em seu centro de treinamento o brasileiro Zumbano Love.

Fonte: FightNews


sábado, 25 de fevereiro de 2012

Papel de ex-boxeador decadente dá indicação ao Oscar de ator coadjuvante para Nick Nolte

 Nick Nolte como Paddy Colon / (Foto: Divulgação)

O veterano ator americano Nick Nolte, 61, recebeu indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante na edição da premiação deste ano que se realizará amanhã. O feito se deve por sua atuação como o decadente e alcoólatra Paddy Colon que vê seus filhos se enfrentarem no octógono do MMA no filme Guerreiro (Warrior, 2011).

Nolte teve uma carreira e vida pessoal de altos e baixos, tanto que quando foi preso por dirigir sob efeito de alcoól enfrentava um momento frágil nas telas em 2002, porém participou do sucesso comercial Hulk (2003) como pai e inimigo do anti-herói e Hotel Ruanda (2004) obra respeitada pela crítica que retratou o massacre entre membros das tribos tutsis e hutus no país africano.

Os destaques de sua carreira são os filmes da série 48 Horas (48 Hrs 1982 - Another 48 Hrs. 1990), Um Vagabundo na Alta Roda (Down and Out in Beverly Hills - 1986), Cabo do Medo (Cape Fear - 1991), Óleo de Lorenzo (1992) e já recebeu duas indicações ao Oscar de melhor ator por O Príncipe das Marés (The Prince of Tides - 1991) e Temporada de Caça (1997).

Guerreiro já está disponível no Brasil em DVD, não passou pelos cinemas apesar de tratar de um esporte popular no país. Tem os atores Tom Hardy e Joel Edgerton e o lutador brasileiro da modalidade Roan Carneiro fazendo uma participação.

Daniel Fucs aponta a proliferação de cinturões

"Em várias partes do mundo é muito fácil criar uma 'instituição'. No Brasil, basta registra-la num cartório requerer um CNPJ e outras questões legais facilmente alcançáveis. Não se leva mais de dois meses.", esta frase do comentarista Daniel Fucs exemplifica a irrelevância que os cinturões de boxe vem tomando no período atual.


Fucs em seu blog Combate postou o texto Mais letras na sopa apontando a disseminação de "campeões" mundiais que vem tomando o boxe. Para ler o artigo na integra clique aqui.


Susie Ramadan supera Alesia Graf em luta disputada

Alesia Graf (esq.) e Susie Ramadan (dir.) / (Foto: Louie Abigail)

Damas do boxe brilharam mais que a luta principal do evento

A australiana Susie Ramadan, 32, e a bielorrusssa Alessia Graf, 31, fizeram ontem uma luta que ofuscou o evento principal entre o australiano Jarrod Fletcher e o namíbio Johannes Mwetupunga na rodada realizada na Austrália.

A luta foi pelo cinturão vago Internacional dos galos (53,5 kg) do Conselho Mundial de Boxe (CMB). O público viu um combate intenso e equilibrado no qual Ramadan (22-1-0, 8 KO's) venceu "A Tigresa" Graf (25-3-0, 10 KO's) por decisão dividida (split decision).

Graf usava sua envergadura maior e seus golpes rápidos, principalmente o jab, enquanto Ramadan confiava na esquiva para encostar e contra-atacar com combos. No segundo assalto houve troca de golpes após o gongo. Entretanto as duas se mostraram damas do esporte e competitivas nos rounds seguintes.

Fonte: Doghouseboxing.com

Esquiva fica com bronze na Bulgária

Esquiva (esq.) com o bronze mundial e Touro Moreno (dir.) / (Foto: Igor Gonçalves)

O capixaba Esquiva Falcão (75 kg), filho de Touro Moreno, perdeu a semifinal do Strandja Tournament na Bulgária para o russo Artem Chebotarev por 23 a 16, mas ao menos volta com o bronze ao Brasil. A luta foi ontem.

A luta foi parelha e por um momento ficou empatada, porém reconhece que o oponente que já o derrotara no passado é duro. Todavia sua vaga nos Jogos Olímpicos de Londres segue garantida após o bronze no Mundial do ano passado realizado no Azerbaijão.

Os combates com participação dos outros brasileiros na competição tiveram os seguintes resultados:
56 kg - Luke Cambelli (ING) 12:10 Robenilson de Jesus (BRA)
69 kg - David Papot (FRA) 18:9 Myke Carvalho (BRA)
81 kg - Alexander Khotyantsev (RUS) 18:13 Yamaguchi Florentino (BRA)

Everton Lopes, campeão mundial de 2011, foi com a esquadra, porém apenas participou de treinamentos.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Vorhees e Açougueiro negociam luta

 Carlos Nascimento, o Açougueiro / (Foto: UOL)

Os pugilistas Rogério "Jason Vorhees" Gerardi, 40, e Carlos "Açogueiro" Nascimento, 33, junto à suas partes negociam combate de oito assaltos para dia 13 de março no Baby Barioni, capital de São Paulo, com peso tolerado de 71 kg. A informação chegou por mensagens de e-mail.

Vorhees (12-3-0, 9 KO's) vem ganhando atenção da mídia e parte em busca de planos que lhe foram negados por acidentes e circunstâncias da vida. Carlão Açougue (26-3-0, 22 KO's) em suas grandes lutas perdeu, mas com coragem, e vem com vontade de retornar ao cenário internacional.

Ambos são conhecidos por serem cavalheiros fora do ringue, mas violentos dentro dele. De um lado o facão de Açougue e do outro o de Vorhees, dois homens com alto poder de nocaute no cenário nacional. O treinador Edson Xuxa, córner de Carlão avalia como uma boa oportunidade para ambos e o cenário nacional em si.

 Vorhees e Precipício / (Foto: Arquivo Pessoal)

"Pra mim será uma honra poder combater um lutador que já teve duas oportunidades de disputar título mundial e que já lutou no Madison Square Garden, onde meus ídolos do boxe também lutaram", avalia Vorhees sobre o evento. "Açougueiro e Jason Vorhees juntos no mesmo ringue. Não vejo a hora, estou ansioso para o dia 13 chegar logo".

A luta de tal porte aponta uma guinada iniciada em 2010 quando Thomas Cabrera colocou Lino Barros contra Edson Foreman e quando Pedro Otas e Jackson Jr. se encararam depois de um respeitável trabalho de bastidores. Também houve o esforço de Rosilete dos Santos para trazer a colombiana Paulina Cardona, ambos combates do ano passado.

Vorhees, que vem treinando com Adailton "Precipício" de Jesus, e Açougue são competidores naturais à luta do ano no Brasil ao lado do possível combate entre Patrick Teixeira e Samir Barbosa e, se concretizada também, Popó e Michael Oliveira.


Santo e George Arias se interessam em luta contra Bruno Lucas e Zumbano Love

 Santo (atrás) e George Arias (frente) / (Foto: Ringue.net)

A troca de desafios e ofensas entre os pesados brasileiros Raphael Zumbano, 31, e Bruno Lucas de Oliveira, 21, sobre uma possível disputa entre o título brasileiro da Associação Nacional de Boxe (ANB) despertou o interesse de uma terceira parte, o treinador Santo e seu filho e campeão nacional pela Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe) George Arias, 37.

George Arias (49-11-0, 35 KO's), tem seu cinturão há 13 anos e já realizou 24 lutas por ele. Santo se interessa em colocar seu filho frente ao campeão brasileiro interino da ANB Bruno Lucas (4-0-0, 4 KO's) e depois um combate contra Zumbano Love (31-5-1, 24 KO's), para definir o principal pugilista brasileiro da categoria. Por e-mail, o presidente da ANB, Adimilson Vasconcelos da Cruz assume que será o intermediário das negociações.


Comunicado da FEBOXE-SP aos atletas

Prezados Colega,


Por favor, leiam com atenção as orientações a seguir.


Em anexo segue a programação das lutas de sábado, dia 3, no Clube de Regatas Tietê (Avenida Santos Dumont, 843, Ponte pequena).

A Federação de Boxe de São Paulo (FEBOXE-SP) reitera seus agradecimentos á todos os treinadores pelo grande número de atletas inscritos para a rodada do dia 3 de março e aproveita o ensejo para dirimir algumas questões importantíssimas para o bom andamento da mesma.


- O horário da pesagem é das 9:00h às 10:30h (IMPRETERIVELMENTE).


- NÃO HAVERÁ tolerância de peso (salvo os que foram previamente combinados).


- É OBRIGATÓRIA, PARA TODOS OS ATLETAS, a apresentação do documento ORIGINAL de identidade no ato da pesagem.


- O horário de início da programação é as 12:00h.


- A Federação NÃO disponibilizará lanche e /ou refeição.


- É imprescindível que os atletas das classes infantil e cadete tenham em mãos as respectivas autorizações dos pais /ou responsáveis, sem as quais NÃO SERÁ PERMITIDA A EFETIVAÇÃO DA LUTA.


- É imprescindível que as atletas do sexo feminino (independentemente da classe) tenham em mãos os ATESTADOS NEGATIVOS DE GRAVIDEZ)


- NÃO HAVERÁ REMANEJAMENTO DE LUTAS. Ou seja , se uma luta cair por W.O. , por exemplo, o outro atleta ficará sem lutar MESMO QUE haja um terceiro atleta em mesma situação que ele e que case o peso.


- A disponibilização dos atletas nos córneres se seguirão conforme a programação (em anexo).


- É imprescindível o uso da indumentária da cor correspondente ao córner do atleta.


- Serão impedidos de competir os atletas que tiverem protetor bucal da cor vermelha


- É imprescindível o uso de protetor genital para os atletas do sexo masculino.


- Os combates serão efetuados com o sistema eletrônico de marcação de pontos (salvo pane).


Pedimos a compreensão dos senhores treinadores que, por ventura, não tiveram um ou mais de seus atletas envolvidos nessa rodada.


Reafirmamos que foram 87 boxeadores inscritos e destes, conseguimos por 72 para participar. Sentimos muito pelos outros 15 atletas que ficaram de fora, mas fizemos todo o possível para enquadrar as lutas da forma mais parelha em função dos dados que nos foram fornecidos pelos senhores.


BOA SORTE Á TODOS...


Forte abraço


GABRIEL DE OLIVEIRA
DIRETOR TÉCNICO
FEBOXE-SP
(11) 8372-6568
(11) 8960-6820

Rodada do dia 3, sábado, Clube de Regatas Tietê   =   36 lutas
Pesagem oficial  = das 9:00 ás 10:30 horas
Início dos Combates  =  12:00 horas

INFANTIL FEMININO
57 kg: Anne Carolina Fonseca (São Bernardo)  X  Jackeline Durães (Mogi das Cruzes)

INFANTIL MASCULINO
38 kg: Igor Lourenço (Jaçanã)  X  Pablo Santos (Dudhal Boxing Club/ES)
40 Kg: Jonatan Silva (Coliseu)  X  Edgard Quirino (Monte Azul)
50 kg: Murilo Botelho (Foco Fight)  X  Rafael Bombonatti (Palmeiras)
50 kg: Joaquim Vitor (Coliseu)  X  Lucas Siqueira (Foco Fight)
57 kg: Michel Camargo (Foco Fight)  X  Enoque Bussolo (Araraquara)

CADETE FEMININO
52 kg: Michaelly Reis (Tony Boxe/Needs)  X  Jessica Alves (São Barnardo)
63 kg: Geovana Silva (São Bernardo)  X  Letícia Moraes (São Bernardo)

CADETE MASCULINO
48 kg: Alex de Jesus (Suzano)  X  Gabriel Cassiano (Tecnoboxe/RJ)
50 kg: Alan Santana (Jepom/ S.Vicente)  X  Murilo Expedito (Araraquara)
52 kg: Mateus Antunes (Sorocaba)  X  Paulo Sérgio Júnior (Suzano)
52 kg: Miguel Lucas (Tecnoboxe/RJ)  X  Lucas Renan (Coliseu)
54 kg: Wanderson Oliveira (Luta Pela Paz/RJ)  X  Leanderson Conceição (Palmeiras)
54 kg: Jean Moura (Mogi das Cruzes)  X  Jefferson Ramos (Bauru)
57 kg: Lucca Scuracchio (Palmeiras )  X  Carlos Eduardo Ferreira Júnior (Araraquara)
57 kg: Djailson Moura (Arena Brasil )  X  Bruno Florentino (Tecnoboxe/RJ)
60 kg: Marcos Santana (Arena Brasil)  X  Mateus Alves Santos ( Vila Real)
63 kg: Marlon Mello (Luta Pela Paz/RJ)  X  Hamda Dabage (Top Spin/ Belocqua Team)
80 kg: Vinicius Zago (Tony Boxe/Needs)  X  Matheus Fernandes (Araraquara)
+ 80 kg: Gabriel Theodocello Santanna (Eq. Hilton Santos)  X  Fernando Aguiar (Coliseu)
+ 80 kg: Matheus Caldas (Bauru)  X  João Henrique de Oliveira (Santana de Parnaíba)
+ 80 kg: Jonatan Reis (Coliseu)  X  Thiago Almeida (Jepom / S. Vicente)

JUVENIL FEMININO
48 kg: Wendy Pereira (Rio Claro)  X  Ana Carolina de Freitas (Mogi das Cruzes)
81 kg: Agnes Barbosa (São Bernardo)  X  Letícia Ferreira (São Bernardo)

JUVENIL MASCULINO
49 kg: Danilo Costa (Jepom/S.Vicente)  X  Thayson Amarantes (Luta Pela Paz/RJ)
52 kg: William Coelho (Sorocaba)  X  Renato Vitor (C.E.Sto Amaro)
52 kg: Alisson Gomes (Jepom/S.Vicente)  X  Luis Henrique Silva (Luta Pela Paz/RJ)
56 kg: Yuri Previatti (Palmeiras)   X  Henrique Rodrigues (Jepom/S. Vicente)
56 kg: Elias Rosa (Mogi das Cruzes)  X  Caio Roberto (Coliseu)
56 kg: Matheus Santos (Top Spin /Belocqua Team)  X  Natan Coutinho (Eq. Hilton Santos)
60 kg: Victor Bento (São Caetano)  X  Janderson Santana (Jepom/S.Vicente)
64 kg: Felipe Basílio (São Caetano)  X  Rodrigo Canabrava (Santana de Parnaíba)
64 kg: Jonathan Conceição (Palmeiras)  X  Juan Javier (Top Spin/BelocquaTeam)
69 kg: Vinícius Colone (Sorocaba)  X  José Wellington de Lucena (Arena Brasil)
81 kg: Matheus Andriolli (Rio Claro)  X  Gabriel Santos (Dudhal Boxing Club/ES)
+91 kg: Cosme Henrique (Santana de Parnaíba)  X  Jhonny Klever Pereira (Mogi das Cruzes)

Rodada do fim de semana

Devon Alexander (esq.) e Marcos Rene Maidana (dir.) / (Foto: HBO / Golden Boy Promotions)

Neste fim de semana a cobra já está fumando. Hoje na Austrália na categoria dos galos (53,5 kg) Susie Ramadan (22-1-0, 8 KO's) a bielorussa Alesia Graf (25-3-0, 10 KO's) por decisão dividida (split decision) faturando o cinturão internacional do Conselho Mundial de Boxe (CMB).

No sábado será feita a luta feminina na categoria galo (53,5 kg) entre a brasileira Daiane Ribeiro (1-3-1, 1 KO) e a argentina Alicia Susana Alegre (7-6-0, 7 KO's) promovida em Uruguaiana no Rio Grande do Sul, divisa com Uruguai, pelo gaúcho Dione Duzac e o baiano Adimilson Vasconcelos da Cruz, o "Pai Lalá".

A Alemanha mostra por quê é um verdadeiro polo ao fornecer o encontro entre o recém chegado aos pesos pesados, o alemão Marco Huck (34-1-0, 25 KO's) buscando desfrutar o mesmo sucesso que obteve entre os cruzadores e o campeão da Associação Mundial de Boxe (AMB) Alexander Povetkin (23-0-0, 16 KO's) da Rússia, lembrando que o supercampeão da entidade é o ucraniano Wladimir Klitschko.

No Distrito Federal do México Mariana "Barbie" Juarez (32-5-3, 15 KO's) defende seu trono peso mosca  (50,8 kg) frente a russa Anastasia Toktaulova (14-10-0, 2 KO's). O cinturão em jogo é a versão do CMB.

Ainda no México, mas em Guadalajara Juan Jose Montes (21-2-0, 14 KO's) enfrenta o compatriota Oscar Ibarra (27-5-0, 18 KO's) pelos cinturões vagos da WBF (Federação Mundial de Boxe) e Internacional da Federação Internacional de Boxe versão supermosca (52.2 kg).

No mesmo evento a mosca (50,8 kg) Arely "A Metralladora" Mucino (14-1-1, 8 KO's) encara a americana  Melissa McMorrow (6-2-3) pelo cinturão cinturão interino da AMB.

A luta cotada como cinco estrelas no BoxRec é o encontro entre o argentino Marcos Rene Maidana (31-2-0, 28 KO's) e o americano Devon Alexander (22-1-0, 13 KO's) pelos meio-médios em Missouri nos EUA.

Fonte: Boxrec

Nota do Córner do Leão: Caso alguém possua vídeo da luta em Uruguaiana promovida por Duzac e Pai Lalá entre Daiane Ribeiro e Alicia Alegre, por favor entrar em contato e enviar o mesmo. Muitos fãs solicitam videos de lutas brasileiras.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Missa de 7º dia do Sr. Antonio Ângelo Carollo sábado dia 25

Antonio Ângelo Carollo / (Foto: Divulgação)

A missa de 7º dia do Sr. Antonio Ângelo Carollo será realizada sábado dia 25 de fevereiro às 17 horas na Igreja São Gabriel, na Avenida São Gabriel em São Paulo Capital. Carollo faleceu dia 18 de mal súbito no haras de sua família.

Abaixo segue texto do comentarista e ex-pugilista Sidnei Dal Rovere, que foi atleta de Carollo, publicado no site do treinador Ricardo Unanian.

Começou no boxe em 1945, aos 17 anos de idade, tendo como técnico Waldemar Zumbano, foi campeão no campeonato Paulista dos Novos, mas sua carreira não foi longa, apenas 2 anos e logo após seu casamento, em 1954, Carollo pendurou definitivamente as luvas.

Depois de fazer um curso para formação de técnico em boxe, em 1957, foi ensinar a maestria dos punhos no Clube Aramaçã em Santo André.

Trazia seus lutadores de trem para lutarem em São Paulo, descia na Estação da Luz e então iam a pé rumo ao Clube Wilson Russo, na Consolação. Terminavam os combates e saiam correndo da Consolação até a Estação da Luz, para que pudessem pegar o último trem até Santo André. Saiu do Aramaçã e fez história na ADC Pirelli.

Três anos mais tarde a Pirelli começava a se destacar ao vencer o primeiro “Torneio dos Campeões”. As lutas eram realizadas no Circo Piolim e televisionadas pela antiga TV Tupi.

Na época participavam grandes clubes, Palmeiras, Corinthians, Portuguesa, São Paulo, Wilson Russo (que era a maior força do boxe), além de muitas firmas que mantinham um departamento de boxe, como a Matarazzo.

Já em 1963 grandes lutadores estiveram sob sua orientação: Rubens Alves de Oliveira, Pedro Dias, Rubens Vasconcelos e Edson Jorge que conquistaram medalhas nos Jogos Pan-americanos realizados em São Paulo.

Em 1968, a única medalha olímpica do boxe brasileiro foi conquistada pelo seu pupilo Servílio de Oliveira, sob sua orientação, nos Jogos Olímpicos do México.

Servílio como boxeador profissional também foi campeão brasileiro e sul-americano, chegou a ocupar a terceira posição do ranking mundial.

Miguel de Oliveira que treinou na Pirelli sob os cuidados do técnico Carollo, conquistou o título mundial de boxe do Conselho Mundial de Boxe em 1975 contra o espanhol José Duran.

Chiquinho de Jesus é outro destaque que também foi treinado por Carollo, tanto no boxe amador (é o boxeador amador brasileiro que conquistou o maior número de títulos regionais, nacionais e internacionais); como profissional, conquistou o título brasileiro e sul-americano (até os anos 80 para disputar e lutar pelo título sul americano era necessário ser o primeiro do ranking e vencer o campeão sul-americano); Chiquinho de Jesus ainda disputou o título mundial contra Julian Jackson.

No São Paulo Futebol Clube, treinou grandes boxeadores, entre eles, Popó.
Acelino Freitas que foi medalha de prata do pan-americano da Argentina em 1995 e depois conquistou 3 títulos mundiais para o Brasil.

Valdemir “Sertão” Pereira que foi o quarto brasileiro a conquistar o título mundial de boxe também foi pupilo do Carollo na carreira de boxeador amador.

Dos 4 boxeadores brasileiros que conquistaram título mundial no boxe profissional, 3 passaram pelos ensinamentos do Carollo.

Podemos passar o dia todo e não conseguiremos listar todos os grandes boxeadores que tiveram a sorte de ser orientado pelo mestre Antonio Ângelo Carollo.

Esquiva avança na Bulgária, mas Yamaguchi fica

O pugilista amador Esquiva Falcão venceu hoje mais uma batalha na competição internacional Strandja Tournament realizada na Bulgária. O capixaba bateu Abdullayev Shuhrat do Azerbaijão por 19 a 10 e segue para a semifinal na sexta-feira tendo garantido o bronze da categoria até 75 kg, mas se movimenta pelo ouro.

Seu irmão Yamaguchi Falcão, também filho do lendário Touro Moreno, ficou diante do russo Alexsandeer Khotyantsev por 18 a 13 e não prossegue para a segunda fase da categoria até 81 kg. Esquiva por sua vez já enfrentou o russo da próxima fase em outro torneio, tendo perdido para ele, mas vai para a revanche conhecendo o oponente.

O brasileiro Myke Carvalho enfrenta hoje oponente francês no mesmo torneio.

Mais informações assim que possível

Fonte: Gazeta Online

Entrevista com Rogério Gerardi, o Jason Vorhees de luvas

Rogério "Jason Vorhees" Gerardi / (Foto: Divulgação)

Rogério Gerardi, 40, teve a ascensão de sua carreira após ser vítima de violência urbana seguida de acidente automobilístico no ano de 2008. Ficou em coma, não perdeu só os melhores anos de sua vida, mas também "amigos".

Sua recuperação se deu com o apoio nos filhos, mas Gerardi não era mais um boxeador comum, incorporou o personagem de cinema Jason Vorhees. Depois se tornou personal trainer do empresário Álvaro Garnero e hoje tem como técnico Adailton "Precipício" de Jesus junto com o cinturão brasileiro da Liga Paulista de Boxe. Em entrevista ao Córner, Gerardi, ou Vorhees como é mais chamado fala de suas experiências.

Como foi seu início no boxe profissional?


Meu inicio no boxe profissional, não pode ser citado sem meu começo no boxe amador em 1985, no Centro Olimpico de Treinamento e Pesquisa, meu treinador era Luiz Carlos Fabre. Treinei, aprendi e estreei no amador pelo Centro Olimpico. Fiquei até 1990, mais éra jovem só fazia isso e sem grana pra continuar tive que sair por um tempo. Fui trabalhar para sobreviver, já em 2004 mais maduro, e com uma vida profissional estável voltei para o boxe, porém foi como se eu estivesse congelado por décadas. Quando voltei o boxe não existia mais CMTC clube, os grandes daquela época não lutavam mais, nomes como Chiquinho de Jesus, Thomas da Cruz, Helio Santana e tantos outros, amigos que já tinham parado de lutar, na verdade o único que continuava, porém próximo do fim da carreira, era meu parceiro Peter Venâncio que ainda deu uma amostra do que é o verdadeiro e belo boxe ao vencer Mário Soares, o Marinho.

Retornei aos treinos, pois não apresentava sequelas, condicionamento à mil, porém uma coisa tinha que mudar, era como se não existisse mais espaço para mim no boxe amador. , procurei varios dirigentes de boxe mais ninguém se interessava, pois era um "velho" de 30 e poucos anos. Então Rogério Lobo, de quem tenho muitas saudades, me ajudou a fazer  minha primeira luta profissional, desde lá venho com minhas próprias forças tentando um espaço e mostrar a todos que só sou velho na idade.

Em 2008, você foi vítima de tentativa de assalto e acabou sofrendo um acidente automobilístico. O que passou por sua cabeça naqueles instantes? 

Quando sofri a tentativa de assalto, não tive muito tempo de pensar, vi uma distração do assaltante, e arranquei com o carro, eles me perseguiram, e atiraram, nenhum tiro me acertou, graças à Deus, mas na tentativa de fugir em "zig-zag", um dos tiros acertou o carro e o mesmo capotou algumas vezes. 

"... luto boxe porque ainda acredito nesta nobre arte, só queria que fosse mais justo" - Rogério Gerardi, o "Jason Vorhees".

Após este evento foram três meses em coma. Como foi a readaptação a vida?

A Readaptação foi muito difícil, infelizmente antes do acidente pela minha boa qualidade de vida, ostentei muito fora da minha realidade... carro zero, pick-up importada, aluguei casa com piscina de alto padrão, os melhores restaurantes, ou seja,vivia como playboy. Após o acidente, vi que perdi tudo o que tinha, mal tinha dinheiro pra comprar um cartão telefônico.

Perdi os movimentos do braço, porque o mesmo foi fraturado em três lugares, e perdi o cotovelo. Para ir ao banheiro precisava de ajuda, pra tomar banho precisava de ajuda, chorava dia e noite, não tinha paciência com nada, a pessoa que vivia comigo, e eu dava vida de princesa, me traíu e me abandonou, sem saúde,sem dinheiro, sem trabalho, e sem mulher... (respira) foi foda. Só por Deus tô aqui hoje.

Você se arrepende das tentativas de suicídio?

Sim, me arrependo das tentativas de suicídio. Foram exatamente, na época de turbulência, onde não via, saída pra nada, perdi o tesão pela vida, na quele momento era indiferente continuar ou não. 

Samuel e Gabriela Gerardi / (Foto: Arquivo Pessoal)

Como foi o apoio do seu filho nestes anos?

Na verdade sobre os meus filhos tenho um casal, a Gabriela e o Samuel. Foram fundamentais, pensei muito neles, que se eu morresse eles iriam pagar um preço muito caro por algo, que não tinham culpa, tive também, muita ajuda e amigos que me aconselhavam a não fazer nenhuma besteira, porque estava disposto a morrer ou a ir preso, para mim era indiferente e o que importava era minha neurose passar.

Álvaro Garnero (esq.) e Rogério Gerardi (dir.) / (Foto: Arquivo Pessoal)

E o trabalho com Álvaro Garnero quais rendimentos trouxe para você além do financeiro?

Foi como eu disse na matéria da Record, o Álvaro é amigo e não patrão, vou na casa dele dar aulas de boxe, às vezes treino por lá mesmo, almoço e passo o dia. Infelizmente pessoas olham pra ele como uma oportunidade, eu só faço meu trabalho, e ofereço a minha amizade, porque não tenho nada a oferecer, e eu acho que é isso que nos liga tanto, também ensino boxe a sua esposa (Christiana Archangeli), e MMA ao seu filho, ou seja, procuro ser profissional no que faço, mas como ele é muito família e humilde acabo me sentindo em casa. 

Os "amigos" que voltaram no momento de tristeza o procuraram agora em seu retorno sendo que você aparece na mídia?

Não! Graças à Deus sumiu todo mundo, quero fazer novos amigos, você sabe que infelizmente, é como diz a musica "vermes e leões no mesmo ecossistema". Nesta fase que vivo apareceu muita gente boa, mas os aproveitadores vem junto também, porém desta vez estou adotando um novo processo seletivo (risos). 

E no boxe como é lutar com seu "novo" braço esquerdo? 

Normal, sinto dores quando o tempo muda, entretanto no geral ele está até melhor que o que não sofreu nada tive que readaptar me estilo de luta mais nada muito diferente.

Quem no Brasil você gostaria de enfrentar?
 
Gostaria de aproveitar esse espaço para dizer que tenho 40 anos, porém não estou morto! Tenho saúde, vitalidade, disposição e tenho sonho como todos! Lutei dez Rounds com o respeitadíssimo Daniel santos, e agora quero a oportunidade de disputar o título latino, se preciso desço de categoria, mas quero uma chance porque, acho uma vergonha, o que estão fazendo comigo. sujaram meu cartél,me colocando uma segunda derrota contra Jefferson Gonçalo, sendo que lutei com ele uma vez só. Olham para mim, como se eu estivesse aqui para ser escada dos outro, quero uma chance, sou atleta profissional, se eu não conseguir aqui vou para os Estados Unidos disputar o cinturão intercontinental, e entrar no ranking.

Quero só uma oportunidade, recentemente, me coloquei a disposição em uma categória que nem é a minha, para lutar com Carlos Nascimento (Conhecido como Carlão e "Açougue"). Não quero prejudicar ninguém, não preciso comprar lutas e nem manipular resultados, tenho dinheiro e vivo bem, luto boxe porque ainda acredito nesta nobre arte, só queria que fosse mais justo.
 




 

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Esquiva, Yamaguchi e Myke estreiam com vitória na Bulgária

Esquiva e Touro Moreno / (Foto: Igor Gonçalves)

Myke Carvalho e os irmãos Esquiva e Yamaguchi Falcão Florentino, filhos de Touro Moreno, estrearam com vitórias na Bulgária em disputa pré-olímpica visando vaga em Londres. Também embarcaram Robenilson de Jesus e Everton Lopes - que apenas irá treinar até o momento -.

No torneio internacional Strandja Tournament, Esquiva (75 kg) bateu o local Marian Mochev  por 17 a 15. "Eu lutei com um cara muito duro, ele é forte", declara por mensagem de Facebook. Yamaguchi (81 kg) superou Marko Nicoli da Sérvia por 17 a 7. Myke Carvalho (69 kg) bateu rival turco por pontos, 13 a 8.

Quinta-feira os irmãos voltam para mais ação. Esquiva enfrenta Abdullayev Shuhrat do Azerbaijão e Yamaguchi lida com o russo Alexsandeer Khotyantsev. Carvalho calça as luvas e veste seus calção e protetor amanhã mesmo.

O Strandja Tournament está em sua 63ª edição e conta com a presença de atletas de potencias como Polônia, Rússia, Alemanha, Cazaquistão, Romênia e Cuba junto com os atletas da Bulgária. Saõ ao todo 116 boxeadores de 28 países e o Brasil foi convidado a participar em 5 categorias.

Assim que possível mais informações

Com informações de: Gazeta Online

Antes da seleção, técnico João Barros teve passagem em Cuba

O africano de Guiné-Bissau João Carlos Gomes de Barros, 53, atua como técnico da seleção brasileira há 16 anos, porém antes de vir ao Brasil passou um período em Cuba, "cheguei com 17 ou 18 anos, sou casado em Santa Clara, Cuba, onde treinei, me formei e trabalhei". Finalmente chegou ao Brasil em 1995 adquirindo nacionalidade da nova pátria.

Barros hoje é responsável pela equipe masculina que ano passado teve Everton Lopes campeão mundial no Azerbaijão em 2011 e Esquiva Falcão Florentino Falcão que na mesma competição ficou com o bronze, ambos estão garantidos para os Jogos Olímpicos de 2012.

"As medalhas foram fruto de um trabalho começado há vários anos", reconhece ao lembrar a jornada dos pugilistas no Azerbaijão, mas também de David Lourenço que conquistou a primeira medalha olímpica nos Jogos da Juventude para o boxe nacional e Roseli Feitosa, campeã mundial em 2010.

Colaborou: Breno Macedo

Dana White chama Floyd Mayweather de racista




No vídeo acima o presidente do UFC (MMA) Dana White chama o campeão mundial de boxe Floyd Mayweather Jr. de racista pelos comentários feitos sobre Jeremy Lin, jogador da NBA. O dono do cinturão meio-médio do Conselho Mundial de Boxe (CMB) acredita que o jogador de basquete do time New York Knicks só ganha atenção por ser descendente de asiáticos.

White o lembra que a maioria dos destaques dos destaques do basquete são negros citando Michael Jordan e Kobe Bryant. Também lembra o caso que Mayweather ofendeu o campeão meio-médio da Organização Mundial de Boxe (OMB) Manny Pacquiao mandando-lhe preparar sushi. White o lembra que o prato é servido no Japão e não nas Filipinas, país do pugilista asiático.

Por fim, o presidente do UFC se declara fã de boxe e comenta que a luta entre Mayweather Jr. e Pacquiao deve acontecer pelo bem do esporte de luvas.

A Cabana do Pai Lalá

Pai Lalá / (Foto: Arquivo Pessoal)

"Protegido pelos orixás e pupilo na política de Antônio Carlos Magalhães", é assim que o empresário de boxe Adimilson Vasconcelos da Cruz se define. Conhecido como "Lalá", ou "Pai Lalá", vem expandindo suas atividades em território sul-americano acompanhado por nomes como Raphael Zumbano, Fábio Garrido, Luzimar "Tyson Tigre" Gonzaga, Idiozan "Chibata" Matos, Cecilia Comunales e Giovani Andrade.

Com este elenco esta formada a nova novela do Córner do Leão, A Cabana do Pai Lalá, inspirada nas clássicas A Cabana de Pai Thomas, saída do romance da americana Harriet Beecher Stowe que virou novela no Brasil dirigida por Walter Campos em 1969, e em O Bem Amado (1973) de Dias Gomes que trouxe ao grande público o prefeito Odorico Paraguaçu interpretado com primor pela lenda Paulo Gracindo, ambas atrações da Rede Globo.

Com a fúria de Ogum, esperteza de Exú e a política de ACM, Pai Lalá busca se tornar o prefeito da Sucupira que é o boxe nacional e "quiçá adjacências" como diria Odorico. E você acompanha suas desventuras aqui no Córner do Leão.

ACM (esq). e Odorico (dir.) / (Foto: Divulgação)

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Globo Esporte faz matéria com Touro Moreno, pai de Yamagushi e Esquiva Falcão

Touro Moreno / (Foto: Globo Esporte)

O programa Globo Esporte apresentou um perfil sobre o pugilista e ex-lutador de vale-tudo Edgard Câmara Florentino, 75, pai dos pugilistas da seleção brasileira de boxe Yamagushi e Esquiva Falcão Florentino.

A matéria mostra bem qual é a raiz da qual cresceram os irmãos Falcão e por quê estão na seleção brasileira.

Para assistir a matéria clique aqui.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Obama faz declaração na festa dos 70 anos de Ali em Las Vegas


Video de Steve Wonder tocando na festa de Ali

Muhammad Ali recebeu mais uma festa em homenagem aos seus 70 anos. Desta vez foi comemorada sábado no MGM Grand em Las Ve gas, Nevada nos EUA e o "Maior de Todos", como gosta de ser chamado, estava rodeado por estrelas e recebeu uma mensagem em vídeo do presidente Barack Obama. O evento teve como finalidade arrecadar fundos para ações beneficentes do aniversariante e alguns presentes.

"Feliz aniversário, campeão. Como lutador e fora do ringue, você sempre foi espetacular e motivo de inspiração para todo mundo, algo que você continua fazendo", apontou Obama em mensagem de vídeo.

Ali, que foi diagnosticado com Mal de Parkinson há 3 décadas, foi prestigiado por duas mil pessoas que pagaram US$ 1,5 mil pelo convite. Entre os convidados presentes estava o músico Stevie Wonder que tocou sua versão de "Parabéns para você".

Também marcaram presença o futebolista David Beckham, o boxeador Manny Pacquiao, o ator Anthony Hopkins, a modelo Cindy Crawford, o ex-tenista Andre Agassi, o produtor musical Quincy Jones, o rapper Snoop Dogg, o boxeador Evander Holyfield e o ex-pugilista Sugar Ray Leonard além de seu rival no Zaire em 1974, George Foreman.

Foram leiloados itens da carreira de Ali entre eles as luvas que Ali usou na primeira defesa de cinturão mundial frente Floyd Patterson que foram arrematadas por US$ 1 milhão do empresário de hotéis, cassinos e co-proprietário do UFC, Lorenzo Fertitta.

Fonte: VNews e Globo Esporte

Carta aberta de David Haye

"É com arrependimento que sinto que devo fazer esta declaração para esclarecer alguns problemas do infeliz evento ocorrido na noite de sábado (18 de fevereiro) na coletiva pós luta de Vitali Klitschko e Dereck Chisora. Estive em Munique para assisstir a disputa do cinturão CMB mundial dos pesados entre Klitschko e Chisora e fazer comentários ao BoxNation e ser creditado por tais.

Durante a conferência pós-luta, eu estava no fundo da sala, até que Bernd Boente disse meu nome e me envolveu na coletiva de imprensa que eu comentava. Eu estava contente com as provocações de Boente e Klitschko de que ele (Vitali) permaneceria sincero em suas declarações de fazer o que seu irmão mais novo não pôde - me nocautear. Eu senti que o público queria ouvir mais informações sobre a potencial batalha que poderiamos dar início e fechar para adiante ainda este ano.

Entretanto, neste momento Chisora começou a me insultar de onde estava na mesa. Na verdade, ele tem feito um hábito de me denegrir na imprensa.

Momentos antes de declarar que queria me encarar, Chisora assegurou a imprensa presente que me daria 'dois tapas'. Claramente Chisora já estava envolvido em controvérsia naquela semana.

Apesar disto, Chisora deixou seu lugar na mesa, retirou seu roupão e veio em minha direção, acompanhado por seus assistentes, de forma agressiva. Eu fiquei na minha, mas, infelizmente ele iniciou uma baderna algo que ameaça manchar a imagem de um esporte que ambos amamos. Infelizmente, membros de seu grupo torceram pela confusão.

De qualquer modo, Chisora e eu separados, caminhamos em direções opostas.

O confronto recomeçou, entretanto, Don Charles e Adam Booth acabaram sendo envolvidos no tumulto. Adam sofreu um corte na cabeça.

Felizmente, não levou muito tempo para a confusão acabar. Foi então que ouvi Chisora dizer que planejava 'me matar com um tiro'.

Decidi deixar o local e seguir para meu hotel, uma ação que acreditei que acabaria com a tensão. Entretanto, a equipe de Chisora estava no mesmo hotel e em meio as ameaças de Chisora em frente à imprensa mundial, pareceu mais apropriado para Adam e eu partir o quanto antes.

Consequentemente, eu deixei Munique num voo logo cedo na manhã de domingo e estive pensando no que ocorreu desde então, assim como assistindo o replay do momento pelo Youtube. Não há o que dizer. Estou profundamente desapontado de ter sido parte do que aconteceu na noite de sábado.

Sei que não sou um anjo - não me importo com um pouco de provocações para elevar o boxe -, mas nos meus 21 anos de esporte nunca estive envolvido ou testemunhei tamanha confusão. Se solicitado devo comparecer ante as autoridades do boxe em qualquer investigação que queira realizar e definitivamente espero que as lições aprendida neste incidente sejam usadas.

Também espero que Dereck Chisora esteja disposto a aprender com seus erros de semana passada, consertar os erros e então alcançar seu potencial completo nos ringues de boxe."

A carta acima está disponível em diversos veículos da imprensa internacional.

Carta aberta de Dereck Chisora

"Após a cobertura extensiva da mídia para meu desafio ao cinturão mundial dos pesados do Conselho Mundial de Boxe (CMB) contra Vitali Klitschko em Munique no fim de semana que atraiu tamanha atenção, eu sinto que devo pedir desculpas de coração por minha parte nas cenas degradantes que ocorreram antes e após a maior luta de minha carreira.

Enquanto meu comportamento é inaceitável, há muitas coisas que aconteceram nos bastidores que definitivamente fizeram minhas frustrações explodirem, mas isto não é desculpe. Não posso entrar em detalhes neste momento, enquanto o Conselho Britânico de Boxe investiga apropriadamente este problema e o embate físico que ocorreu entre David Haye e eu no qual fui atingido por uma garrafa.

Em meio a tudo isto, o ponto mais baixo é que decepcionei minha família, minha equipe e todos neste esporte que tanto amo. Sei que minhas ações não foram de um profissional, com ou sem provocações. Agora, com a cabeça mais calma e o benefício da reflexão, posso dizer ao menos que estou arrependido por minhas ações no final de semana e estou envergonhado pelas imagens reportadas pela mídia.

Reconheço que tenho uma obrigação de me comportar como pugilista profissional período integral, especialmente sendo o boxe um esporte de agressividade controlada. Eu decepcionei muitos na noite de sábado, incluindo eu mesmo, e estou realmente arrependido por isto.

Em Munique eu cooperei totalmente com as autoridades alemãs e como resultado foi liberado sem sofrer punições.

Não farei mais nenhum comentário a este ponto e vou esperar até a última audição."

Carta aberta de Wladimir Klitschko

Queridos amigos,

Estou chocado e profundamente envergonhado pelas ações de Dereck Chisora e sua equipe nas últimas semanas. Me entristece como ele representou o esporte do boxe e desrespeitou o campeão mundial Vitali Klitschko na pesagem e na noite da luta. Mas ainda mais vexatória e degradante ao esporte foi a coletiva pós-luta.

Com jornalistas do mundo todo na plateia, este mesmo homem Dereck Chisora, entrou numa briga com Adam Booth, treinador de David Haye com o próprio David Haye. Dereck prometeu gritando muitas vezes bem em frente à imprensa que "pessoalmente ATIRARIA E MATARIA David Haye!!!"

Por todos os grandes Campeões do passado que vem polindo a imagem do esporte do boxe e dando glamour, respeito e reconhecimento ao passarem bons exemplos a serem seguidos por jovens do mundo todo, este tipo de comportamento assassina todo o trabalho duro dos ex-campeões e ensina desrespeito pelo esporte e pelos seres humanos.

Deverão haver consequências para este tipo de ações que nunca devem ser toleradas por organizações de boxe, mídia, colegas boxeadores e fãs de boxe. Isto deve ser impedido, senão o esporte do boxe vai cair ribanceira abaixo!

Eu apenas quero dividir meus sentimentos e pensamentos com vocês e torcer para que alguma atitude seja tomada para mostrar ao mundo que o boxe NÃO VAI tolerar este comportamento.

Atenciosamente,

Wladimir Klitschko

A carta foi enviada para diversos meios de comunicação

Chisora e Haye podem ser banidos do boxe e presos também

Dereck Chisora (esq.) e David Haye (dir.) / (Foto: Andrew Couldridge - Reuters)

Os britânicos Dereck Chisora, 28, e o ex-pugilista David Haye, 31, podem ser banidos definitivamente do pugilismo após troca de socos em coletiva de imprensa feita na sequência da defesa de cinturão mundial dos pesados do Conselho Mundial de Boxe (CMB) do ucraniano Vitali Klitschko frente ao próprio Chisora feita domingo em Munique na Alemanha. Haye estava como comentarista de um canal de TV.

"O Conselho de (Boxe da Inglaterra) tem poder para multar, suspender ou tirar a licença de lutadores", disse o secretário-geral da entidade, Robert Smith, à BBC. "Tenho que falar com o presidente da Federação de Boxe e com as autoridades para conhecer bem a situação e tomar a decisão correta, pondera.

Conforme o secretário, a decisão de suspensão permanente da licença de Chisora deverá sair nos próximos dias, Haye terá impedido seu retorno aos ringues caso deseje já que é aposentado.

Apesar de ter conduta elogiada no ringue pelo empresário de Klitschko, Bernd Boente, Chisora na pesagem de sexta-feira deu um tapa na cara do campeão e minutos antes do combate cuspiu água na face de Wladimir Klitschko, irmão caçula de Vitali, e campeão mundial pela Associação Mundial de Boxe (AMB), Organização Mundial de Boxe (OMB) e Federação Internacional de Boxe (FIB).

Na confusão com Haye, Chisora o ameçou de dar-lhe um "tiro". Após ser detido pela polícia alemã para dar prestar esclarecimentos junto ao seu técnico e posteriormente foram liberados. e foi liberado. Haye não foi prestar esclarecimentos e afirma ter saído do país por sentir sua vida ameaça, mas afirma estar à disposição das autoridades alemãs.

Conforme as autoridades alemãs ao site da BBC, Haye e Chisora podem ter mandado de prisão declarado. Pela agressão, caso comprovada, Haye pode pegar de 6 a 10 anos de pena, enquanto Chisora que admitiu ter um comportamento "inaceitável" poderá enfrentar 5 anos pelas agressões e uma multa ou um ano de cárcere pelas ameaças.



Soliman vence na Austrália e mira Geale

Garth Wood (esq.) e Sam Soliman (dir.) / (Foto: Peter McDermott)

O ex-participante do reality show The Contender (2010), o australiano Sam "King" Soliman, 38, venceu ontem por decisão unânime seu compatriota Garth Wood, 33, em seu país. O nº 2 dos médios (72,6 kg) da Federação Internacional de Boxe (FIB) deu uma aula de pugilismo ao rival.

Wood (10-3-1, 6 KO's) mostrou agressividade no ringue, mas ela não superou a experiência de Soliman (41-11-0, 17 KO's) e seu jab de esquerda que foi minando o oponente. As papeletas apontaram 119-109, 117-114 e 118-110 para Soliman.

"Garth é um guerreiro e será campeão no futuro quando tiver mais experiência. Estou feliz com a vitória de hoje e quero uma chance de lutar pelo cinturão da FIB", declarou Soliman para a imprensa local. "Assisti Sammy no ringue quando garoto e sempre admirei suas habilidades. Voltarei ao ginásio e ressurgirei como um lutador melhor", apontou Wood.

Soliman agora tentará se tornar o desafiante mandatário ao cinturão que está em posse de seu conterrâneo Daniel Geale.

Fonte: FightNews

Homenagem ao Sr. Antonio Carollo pela Manifesto Filmes

Dione Duzac promove boxe em Uruguaiana (RS)

Pôster de divulgação

O empresário do gaúcho Dione Duzac promove no próximo dia 25 de fevereiro (sábado) uma rodada de boxe amador que terá como evento principal a luta entre boxeadoras profissionais em Uruguaiana no Rio Grande do Sul fronteira com Uruguai.

A disputa principal será entre a brasileira Daiane Ribeiro,22, e a argentina Alicia Alegre, 39. A supermosca Ribeiro (1-3-1, 1 KO) em seu começo lutou duas e perdeu duas vezes para uma invicta, mas agora vem de vitória. Alegre (7-6-0, 7 KO's) que luta com frequência como superpena já perdeu e também superou brasileiras.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Patrick Teixeira e Samir Santos têm luta adiada para 6 de março

Xuxa (esq.) e Patrick Teixeira (dir.) / (Foto: Arquivo Pessoal)

Combate válido pelo cinturão AMB Fedecentro no Baby Barioni

O peso médio (72,6 kg) gaúcho Samir dos Santos Barbosa, 31, afirma que enfrentará médio-ligeiro (69,9 kg) catarinense Patrick Teixeira, 21, lutariam dia 21 de fevereiro no Baby Barioni na capital de São Paulo, Brasil, porém a data foi adiado para 6 de março por causa do Carnaval e recesso do próprio Conjunto Desportivo. O dado foi passado pelo site Boxrec.

O embate se efetuado será um dos principais da temporada em território nacional. Em jogo estará o cinturão Fedecentro da Associação Mundial de Boxe (AMB) segundo o empresário baiano Adimilson da Cruz, o "Pai Lalá". As partes seguem negociando as últimas partes do contrato.

Patrick (14-0-0, 12 KO's) não conhece a derrota, é conduzido pelo empresário paulista Eduardo Melo Peixoto, que mantém um Centro de Treinamento em Santana do Paranaíba no interior paulista, e pelo técnico Edson "Xuxa" Nascimento. O canhoto tem como principal golpe o cruzado.

"Ele vai sentir a patada do gaúcho", é a frase marcante de Samir dos Santos Barbosa (29-8-3, 20 KO's), que no exterior sofreu derrotas, mas para nomes respeitáveis sendo um deles o australiano Daniel Geale que hoje é campeão mundial dos médios pela Federação Internacional de Boxe (FIB). O sulista é sempre aguerrido em seus combates e sabe que este é um estágio para chamar a atenção de seu desafeto, o brasileiro radicado em Miami, Michael Oliveira.

Lino Barros e Edson Foreman protagonizaram o melhor embate de 2010 que também foi no melhor evento produzido pelo cubano radicado brasileiro Thomas Cabrera. 2011 teve o combate da temporada entre Jackson Jr. e Pedro Otas no Baby Barioni e no Paraná Rosilete dos Santos defendeu seu cinturão mundial diante da colombiana Paulina Cardona. A Aproboxe e a CBBoxe também tem feito eventos de qualidade. Empresários que mostram a viabilidade de bons eventos com pouca verba, se tivessem muita fariam espetáculos.

Samir dos Santos Barbosa / (Foto: Ag. Internacionais)